RS: Penitenciária faz 1º casamento entre presas

Primeira união entre mulheres presas da Penitenciária Feminina Madre Pelletier, em Porto Alegre, foi celebrada nesta sexta-feira

Mulheres subiram ao altar nesta sexta-feira / Lívia Stumpf/Ag. RBS/FolhapressMulheres subiram ao altar nesta sexta-feiraLívia Stumpf/Ag. RBS/Folhapress

Da Redação noticias@band.com.br

A primeira união entre mulheres presas da Penitenciária Feminina Madre Pelletier, em Porto Alegre, foi celebrada nesta sexta-feira (9). O casamento aconteceu no teatro do presídio e foi mediado por um sacerdote afroumbandista.

As detentas se apaixonaram na prisão e, para subir ao altar, não abriram mão da tradição: uma delas usou um vestido de noiva branco e a outra, terno e gravata. Com emoção, elas trocaram alianças e os tradicionais votos de afeto. Familiares participaram da cerimônia e, inclusive, conduziram as noivas até o altar. Mães de dois filhos cada uma, as mulheres pensam agora em criar uma família juntas, depois de selarem a união com o simbólico “sim”.

O sacerdote e presidente da Federação Afroumbandista e Espiritualista do RS (Fauer), Everton Afonsim, já abençoou 38 casais, dos quais 17 eram formados por pessoas do mesmo sexo. As detentas assinaram também a ata de união, estabelecida pela Fauer.

Após a celebração, os convidados foram recepcionados com doces e salgadinhos.  

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s