Exército da Tailândia decreta lei marcial no país

Soldados ocupam as ruas da capital da Tailândia.

Soldados ocupam as ruas da capital da Tailândia|REUTERS/Chaiwat Subprasom|RFI

Depois de seis meses de grave crise política na Tailândia, os militares resolveram intervir. Nesta terça-feira (20), o país acordou sob uma lei marcial. Soldados ocupam as ruas da capital Bangcoc, e a mídia foi censurada, mas o exército insiste que não se trata de um golpe de Estado.

Desde o fim da madrugada e nas primeiras horas de hoje, grupos de militares ocupam os principais pontos da capital tailandesa e também as sedes das redes de televisão e de rádio do país. Todas as transmissões foram interrompidas. Segundo o general Prayut Chan-O-Cha, líder do exército, esses veículos de imprensa não são imparciais e têm servido apenas para “agravar o conflito”.

O exército argumenta que essa lei marcial tem o objetivo de restaurar a “paz e a ordem” e que as forças armadas se responsabilizam apenas pelos “assuntos de segurança nacional”. O governo interino, instaurado há duas semanas após a queda da premiê Yingluck Shinawatra, permanece no poder, dizem os militares.

Mas, em nota, membros do governo afirmaram que não foram consultados sobre essa intervenção militar e pedem o respeito à Constituição.

Manifestantes continuam acampados

Por causa da lei marcial, os protestos contra o governo previstos para esta terça-feira foram cancelados. Mas manifestantes ainda estão acampados nas proximidades da sede do governo. Eles defendem a nomeação de um novo prime que seja “neutro”. Os militantes pró-governo também continuam mobilizados e reunidos em um bairro da periferia da capital

Repercussão internacional

O Japão foi um dos primeiros países a se expressarem publicamente sobre a crise na Tailândia. “Estamos muito preocupados”, disse o porta-voz do governo, Yoshihide Suga.

Nos últimos anos, o Japão tem sido um parceiro político importante da Tailândia e é o primeiro investidor. No ano passado, as empresas japonesas alocaram US$ 6,9 bilhões no país, o que representa metade de todo o investimento estrangeiro no país.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s