Caso raro de dengue causa morte de mulher

DIÁRIO DA MANHÃ|FABIANA GUIMARÃES

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

O vírus da dengue, transmitido pela picada do mosquito Aedes Aegypti, parece estar evoluindo. Em um caso raro na cidade de Campinas (SP), ele se alojou no coração de Dirce de Oliveira Santos, 57 anos. Os médicos descobriram que a senhora teria morrido por uma inflamação chamada miocardite aguda. O laudo foi diagnosticado no Instituto Adolfo Lutz.

Dirce foi diagnosticada com dengue no dia 31 de março. A paciente seguia o tratamento e passava bem, até que no dia 6 de abril sentiu-se mal e foi levada ao hospital em Americana (SP). Fez exames e foi encaminhada ao Hospital Samaritano, em Campinas, com suspeita de infarto. Ao chegar consciente, o infarto foi descartado.

Com a complicação do quadro, algumas horas depois, os médicos não detectaram qual era o problema, e a senhora veio a falecer no dia 7 de abril. Foi pedido a autorização para a família de colher materiais para análise. Luciano Tarela, médico da Unidade Coronária (UCO), UTI coronariana do Samaritano, suspeitou que a dengue tivesse afetado o coração da paciente, problema que foi diagnosticado no laudo. Dirce não possuía casos de doenças cardíacas na família.

Francisco Aoki, professor de infectologia da Universidade de Campinas (Unicamp), afirma que são raros os casos em que o vírus ataca o coração “tem que tratar de uma maneira aguda. Manifestações graves assim quase não ocorrem, são raríssimas.”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s