Juncker admite necessidade de coligação com socialistas

Jean-Claude Juncker (foto AP)
Por Redação de A Bola|Portugal
 
O candidato do Partido Popular Europeu à presidência da Comissão Europeia reivindica o direito a ser nomeado para o cargo, na sequência dos resultados das eleições europeias, mas admitiu a necessidade de uma coligação com os socialistas, liderados por Martin Schulz.

Segundo dados ainda provisórios, o PPE, que integra PSD e CDS-PP, chega aos 214 eurodeputados, enquanto o S&D, que inclui o PS, atinge os 189 assentos, o que à partida significa que terá que haver um entendimento.

«Não vale a pena fazer grandes conjeturas. A única opção possível é uma grande coligação entre os dois grandes partidos», declarou Jean-Claude Juncker, numa conferência de imprensa em Bruxelas.

Outros cargos irão ficar vagos em breve, como os de presidente do Conselho Europeu (atualmente ocupado por Herman Van Rompuy), de Alto Representante da UE para os Negócios Estrangeiros (ainda Catherine Ashton), e presidente do Parlamento Europeu, ainda Martin Schulz, que foi o candidato dos socialistas à presidência da Comissão.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s