Brody Dalle divulga clipe da canção Don’t Mess With Me ; assista

De A Tribuna On-line

N/A

Primeiro CD de Brody Dalle conta com participações
Sendo alvo de garrafas, baldes de tinta e muitos outros objetos, Brody Dalle estreou nessa semana o clipe de Don’t Mess With Me. O segundo single do álbum Diplod Love traz um som bastante rock’n’roll assim como boa parte das canções do trabalho.
 
E mesmo sendo vítima das “agressões”, a moça não perde a pose de rockstar e apresenta um vídeo com uma bela fotografia.
 
O primeiro disco solo da ex-líder do Distillers conta com diversas participações especiais. Nick Valensi (baixista do The Strokes) e Shirley Manson (vocalista do Garbage) foram alguns do convidados. A cantora inclusive estrelou o clipe de Meet The Foetus/Oh The Joy.
 
Assista abaixo ao clipe de Don’t Mess With The Me:
 
Anúncios

Com Mila Kunis, veja o novo trailer do filme O Destino de Júpiter

De A Tribuna On-line

N/A

Longa tem estreia prevista para fevereiro de 2015
O filme O Destino de Júpiter, dirigido pelos irmãos Lana e Andy Wachowski (responsáveis por Matrix), foi adiado para 6 de fevereiro de 2015. Porém, mais um trailer da produção foi divulgado.
 
A história gira em torno de Júpiter Jones (Mila Kunis), uma garota sonhadora que leva uma vida normal. Ela limpa casas e espera um futuro melhor. Até que um dia ela conhece Caine, um ex-caçador militar geneticamente modificado, que promete revirar sua vida. O elenco ainda conta com Channing Tatum, Sean Bean, Eddie Redmayne, Douglas Booth e Tim Pigott-Smith.
 
Confira abaixo o trailer:
 

Adolescente é arremessada de janela de sobrado após discussão com companheiro

Da Redação de A Tribuna

Uma adolescente de 17 anos foi jogada da janela da parte superior do sobrado onde mora, em Vicente de Carvalho, despencando de uma altura de aproximadamente cinco metros. A garota fraturou a coluna e o autor do crime, que é o seu companheiro, fugiu.

Apesar dos ferimentos, a menor conseguiu conversar com policiais militares na Unidade Básica de Saúde (UBS) Jardim Boa Esperança, para onde foi levada inicialmente, antes de ser removida ao Hospital Santo Amaro. O caso aconteceu por volta da 1h30 desta segunda-feira e a vítima permanece internada.

Segundo a adolescente, a discussão por motivos fúteis com o companheiro motivou o crime. O casal tem dois filhos e mora na Avenida Brigadeiro Eduardo Gomes, no Jardim Boa Esperança. Eventuais testemunhas presenciais do desentendimento, por enquanto, não foram identificadas.

Após jogar a garota pela janela, Franklin Nascimento de Jesus, de 23 anos, fugiu de moto, conforme informaram vizinhos. Para o delegado Mário Olinto Junqueira de Oliveira Filho, o episódio se trata de tentativa de homicídio. Inquérito policial foi instaurado no 1º DP de Guarujá.

Medo do desemprego cresce entre pessoas com menor escolaridade

Agência Brasil

O medo do desemprego cresce mais entre as pessoas que têm até a quarta série do Ensino Fundamental. Entre o grupo, o Índice do Medo do Desemprego (IMD) cresceu 5,8%, passando de 69,4 pontos, em março, para 73,4 pontos em junho. Aumento superior ao índice geral, que subiu 3,4%, passando de 73,6 pontos para 76,1 pontos, de março para junho, de acordo com dados divulgados nesta segunda-feira pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) na pesquisa trimestral Termômetros da Sociedade Brasileira.

A pesquisa ouviu 2.002 pessoas de 142 municípios, entre os dias 13 e 15 de junho. Segundo o levantamento, foi a quinta alta consecutiva do indicador.  “Não é que o desemprego esteja aumentando, mas as pessoas percebem que está caindo o ritmo de contratações, que as pesquisas mostram que a indústria está tendo desempenho mais fraco, que o país não está crescendo como antes. Isso gera essa maior preocupação”, analisa o gerente de Pesquisa e Competitividade da CNI, Renato da Fonseca.

Segundo ele, o medo maior entre as pessoas com escolaridade mais baixa é pela maior demanda por qualificação no mercado. “Com o avanço tecnológico que a gente viu nos últimos anos, qualquer atividade começa a demandar um nível mais qualificado. Coisa que antes se fazia com lápis e papel, vai precisar hoje de computador”, diz.

No entanto, apesar de a alta ter sido maior entre as pessoas com escolaridade mais baixa, o medo do desemprego ainda é maior entre as pessoas com curso superior, e alcança 80,2 pontos. Nesse grupo, o índice de junho aumentou em relação aos 78 pontos de março. De acordo com Fonseca, isso decorre, naturalmente, do fato de esse público ter mais acesso a infomações.

O maior aumento do IMD foi registrado na faixa de renda familiar de dois a cinco salários mínimos, com o índice passando de 71,1 pontos, em março, para 77,1 em junho – um avanço de 8,4%. Entre aqueles com renda familiar de mais de dez salários mínimos o IMD caiu de 82 pontos para 77,3 pontos; e no caso dos que têm renda mais baixa, até dois salários mínimos, o receio do desemprego é ainda mais baixo: caiu de 75 pontos para 73,3 pontos.

No comparativo entre regiões, o medo do desemprego cresceu mais no Sul, onde o indicador passou de 71,3 pontos para 76,9 pontos. No entanto, continua sendo mais elevado no Norte e Centro-Oeste, onde atinge 82,4 pontos.

Mesmo com aumento do IMD, o Índice de Satisfação com a Vida (ISV) cresceu 0,9% em junho, ante março, e ficou praticamente estável quando comparado ao mesmo mês de 2013. “Esse indicador vinha crescendo desde 2004. Em 2010 foi afetado pela crise, e agora se estabilizou. Se o medo do desemprego continuar crescendo, certamente esse indicador vai começar a cair novamente”, diz Fonseca.

O levantamento mostra que quanto maior o grau de instrução, maior o índice de satisfação. Entre os que têm curso superior, o índice subiu de 103,7 pontos para 104,9 pontos. Já entre as pessoas com até a quarta série do ensino fundamental, o índice recuou de 102,7 pontos para 101,1 pontos.
 

Após proibição, Patricia Jordane lança Playboy com festa

Patricia Jordane participou de uma festa de lançamento da edição de junho da revista Playboy em Maringá, no Paraná. O evento aconteceu na Nite Club e foi realizado com apoio da agência Mega Model.

A modelo estampa a capa da publicação, que a chama de “A morena que encantou Neymar”, sugerindo um possível affair com o jogador da Seleção Brasileira. Por conta disso, na semana passada, o craque divulgou nota em seu site oficial contando que já havia aberto processo contra a Editora Abril. 

“Nesta quarta-feira (25), a 3ª Vara Cível da Capital determinou a suspensão imediata da edição e venda de novos exemplares da Revista Playboy referente a edição de junho/2014. A editora, além de divulgar uma mentira sobre a vida pessoal do Neymar Jr, utilizou indevidamente o seu nome, ou seja, sem a autorização da NR SPORTS, empresa dos pais do atleta e única detentora dos direitos de exploração da imagem, nome e seus atributos. Também foi determinado à Editora Abril, a retirada de todos os exemplares que já estão à disposição do consumidor. A revista Playboy, que traz a capa intitulada ‘A Morena que Encantou Neymar’, também não poderá ser veiculada de forma publicitária. Segundo o Poder Judiciário, a decisão deverá ser cumprida imediatamente, sob pena de multa diária no valor de R$ 10.000,00 (dez mil reais)”, dizia o comunicado.

Fonte: Terra 

Facebook é criticado por estudo secreto sobre emoções

O Facebook está sendo criticado após revelações de que teria feito um experimento secreto para testar as emoções de quase 700 mil usuários.

Durante uma semana em 2012, a maior rede social do mundo manipulou o feed de notícias de um grupo de usuários para avaliar se o conteúdo das mensagens recebidas afetaria seu humor e o teor de suas próprias atualizações.

O estudo, feito em parceira com as universidade americanas de Cornell e da Califórnia, concluiu que os usuários que receberam menos posts negativos em seu feed tinham menos chances de escrever um post negativo e vice-versa.

Na divulgação da pesquisa, durante a 17ª edição dos Anais da Academia Nacional de Ciência, nos Estados Unidos, o co-autor Amdam Kramer, do Facebook, disse que a rede “considerava importante avaliar uma antiga premissa de que ver posts positivos dos amigos levam as pessoas se sentirem negativas ou excluídas”.

“Ao mesmo tempo, também estávamos preocupados com a hipótese de que a exposição à negatividade dos amigos pode levar as pessoas a evitar entrar no Facebook”, justificou.

O estudo gerou críticas de usuários e intelectuais do setor de tecnologia sobre a ética e o impacto que este tipo de pesquisa pode causar.

Em sua conta no Twitter, a pesquisadora de política e ética de dados Kate Crawford afirmou:

“Vamos chamar o experimento do Facebook do que ele é: o sintoma de uma falha muito maior em pensar sobre ética, poder e consentimento sobre plataformas (digitais)”.

Também pelo Twitter, Lauren Weinstein, que investiga tecnologia de sistemas , disse que o experimento secreto do Facebook “tentou fazer os usuários se sentirem tristes”.

“O que pode dar errado, indagou?”

Investigação

Por sua vez, Jim Sherida, parlamentar do Partido Trabalhista da Grã-Bretanha, pediu uma investigação sobre o assunto.

Em entrevista ao jornal The Guardian, ele defendeu uma legislação para proteger as pessoas contra este tipo de prática.

“Eles estão manipulndo material da vida pessoal dos usuários e eu estou preocupado com a habilidade do Facebook e de outros de controlarem os pensamentos das pessoas em política e em outras áreas”, criticou Sherida, que é membro do comitê seleto de mídia da Câmara dos Comuns.

No entanto, para Katherine Sledge Moore, professora de psicologia de Elmhurst College, em Illinois, a realização deste tipo de estudo “não é uma surpresa”.

“Considerando o que o Facebook faz com o feed de notícias dos usuários o tempo todo, e o que tivemos de concordar ao nos tornarmos usuárioso, esse estudo não é de se espantar”.

Durante a apresentação do experimento, Adam Kramer admitiu que o Facebook não expressou claramente suas intenções ao fazer a pesquisa.

“Eu posso compreender por que alumas pessoas estã preocupadas e eu e os outros co-autores lamentamos a forma como o experimento foi descrito e quaquer ansiedade causada”.

Fonte: BBC BRASIL

Após garrafada e falta ‘cruel’, Guerrero diz ter amadurecido no Corinthians

Em vídeo divulgado pelo site oficial do Corinthians, Guerrero exaltou seu amadurecimento desde que chegou o Timão, em julho de 2012. Quando foi anunciado como reforço do clube do Parque São Jorge, o peruano acabou sendo associado a um carrinho “criminoso” dado no goleiro Sven Ulreich, quando ainda era jogador do Hamburgo, em março de 2012. Mais de dois anos depois, o atacante lembrou nunca ter tomado cartão vermelho com a camisa do Alvinegro.

– Amadureci muito depois das besteirinhas que fiz. Não gosto de perder, ainda mais quando não faço gols. Foram coisas que aconteceram no campo por parte da emoção, então são coisas que já esqueci. Até o dia de hoje não tenho expulsão pelo Corinthians – comentou o camisa 9.

Na ocasião da falta no goleiro rival, o peruano acabou expulso. O Hamburgo perdia para o Sttutgart por 3 a 0, em duelo válido pela 24ª rodada do Campeonato Alemão, quando Guerrero, por trás, acertou um carrinho duro, com a sola de sua chuteira, na perna de Ulreich.

Dois anos antes, em abril de 2010, outro caso de desequilíbrio havia sido protagonizado pelo atacante. O jogador foi multado em € 100 mil (R$ 235 mil) por atirar uma garrafa de plástico em um torcedor, o acusando de ter ofendido seus companheiros de equipe.

Há dois anos no Corinthians, Guerrero levou 15 cartões amarelos e nenhum vermelho. Ao todo, o peruano balançou as redes 30 vezes pelo Timão.

Fonte: Lancepress!

noticias gerais e, especificamente, do bairro do Brás, principalmente do comércio