Nível do rio Negro atinge 29,45 metros e pontes construídas em Manaus são elevadas

Fenômeno já é a sexto maior registrado em Manaus. Pontes dos bairros do São Jorge, Glória e Educandos serão elevadas

Portal da Amazônia

MANAUS – O nível do rio Negro atingiu 29,45 metros nesta segunda-feira (9) e a Defesa Civil de Manaus iniciou o processo de elevação das passarelas construídas nos bairros São Jorge, Glória e Educandos em virtude da cheia. O fenômeno já é considerado a sexta maior cheia registrada na capital amazonense desde 1902, quando o curso de água começou a ser monitorado.

De acordo com o último boletim do Serviço Geológico do Brasil (CPRM) a cota máxima do nível do rio Negro deve atingir a cota de 29,60 metros. O superintendente do CPRM, Marco Oliveira, explicou que a maior preocupação é a quantidade de tempo que e o rio Negro ficará acima da cota de emergência, que em Manaus é de 29 metros. Os geólogos acreditam que a mudança no clima tem influenciado esses níveis altos.

Passarelas em bairros afetados pelo rio Negro

Passarelas

As passarelas do bairro São Jorge serão elevadas em 40 centímetros e também será ajustado o comprimento. As pontes estão localizadas no Beco Bragança I e II, Beco Itapuranga I, II e III, Rua Vicente TorreReis, Rua Humberto de Campos e Beco Santa Cruz. Após a conclusão, o trabalho de ajuste segue para os bairros Glória e Educandos.

“Estamos fazendo o monitoramento diário das áreas que estão sendo afetadas pela cheia. Com a desaceleração da subida do rio, possivelmente o ajuste será apenas nesses três locais, porém, o levantamento continua”, explicou o chefe da Divisão de Resposta da Defesa Civil, Altaci Gomes.

Paralelo ao trabalho, agentes da Defesa Civil de Manaus e da Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (Semasdh) retornaram, nesse fim de semana,aos bairros onde já foram feitos os cadastros de famílias para uma nova visita às casas que estavam fechadas durante a ação, mas também estão prejudicadas pela cheia do rio.

No total, o número de famílias cadastradas em Manaus é de 3.022 mil. A Semasdh  está fazendo o levantamento socioeconômico dessas famílias para atendimento social por meio de cestas básicas, água potável e Aluguel Social.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s