Mundial vai estrear sem Itaquerão estar totalmente pronto

O funcionário Daniel Campos termina as instalações da tribuna de imprensa do Itaquerão em 10 de junho de 2014.

O funcionário Daniel Campos termina as instalações da tribuna de imprensa do Itaquerão em 10 de junho de 2014.

Elcio Ramalho

O clima alegre do pagode improvisado com torcedores brasileiros e estrangeiros na frente da Arena do Corinthians contrastava com o ambiente tenso e corrido dentro do estádio, onde operários ainda trabalhavam a todo o vapor na terça-feira (10), último dia oficial de obras no Itaquerão.

Elcio Ramalho, enviado especial da RFI ao Brasil

O barulho das máquinas nas tribunas provisórias, a presença de engenheiros nas arquibancadas, denunciavam que ainda havia muito o que fazer antes de entregar o estádio aos protagonistas da festa de abertura. Daniel Campos, de uma empresa terceirizada de colocação de móveis, faz parte de um grupo de funcionários que estava em Belo Horizonte e foi chamado às pressas para acertar os acabamentos da tribuna de imprensa.

“Tem muita coisa para fazer em termos de acabamento, fazer o ‘pente fino’ do material que vai faltar, e ainda dependemos de outras empresas; a parte de comunicação, de passar os cabos, nós, da montagem, não podemos terminar o serviço porque dependemos deles”, diz Daniel, lembrando que tudo deve estar pronto “até a meia-noite, depois ninguém entra”.

Abertura

Dificilmente o estádio estará 100% pronto para o jogo de abertura. O que é certo é que, nesta quarta-feira (11,) os jogadores do Brasil e da Croácia treinarão no gramado do estádio. Antes de entrarem em campo, às 16h no horário de Brasília, os jogadores brasileiros vão falar com a imprensa. Em seguida, às 17h30, hora local, será a vez dos croatas fazerem o reconhecimento do gramado.

Dilma:olhos e corações do mundo voltados para o Brasil

A seleção brasileira chegou na noite de terça-feira em São Paulo, pouco depois do discurso em rede nacional da presidente Dilma Rousseff. Ela defendeu a realização da Copa e afirmou que o evento vai deixar um gande legado para os brasileiros, com muitas obras de infraestrutura. Dilma rejeitou as críticas de que o país gastou demais com o Mundial em detrimento da saúde e da educação, e reiterou que a democracia brasileira permite manifestos livres. A presidente explicou que excessos e radicalismos devem ser reprimidos e chamou de perdedores os que apostaram que o país não seria capaz de realizar o Mundial.

Clique aqui para ouvir a reportagem completa:

 

 
Enro Elcio 11.06

 
11/06/2014
 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s