Sem medo, mexicanos usam surpresas da Copa como inspiração

Goleada da Holanda por 5 a 1 sobre a Espanha, sufoco da Croácia no primeiro tempo contra o Brasil, zebra da Costa Rica diante do Uruguai. Surpresas como essas servem de inspiração para o time mexicano no confronto diante da Seleção Brasileira, nesta terça-feira, na Arena Castelão. Os jogadores acreditam que resultados fora do padrão normal são um indício de que pode acontecer nova surpresa em Fortaleza.

“Tiveram algumas surpresas nesta primeira rodada em que nem sempre equipes que estavam melhor no papel mostraram sua superioridade dentro de campo. A Copa do Mundo tem mostrado jogos muito parelhos. Nos dá confiança e esperança de um resultado bom contra o Brasil amanhã (terça-feira)”, disse o zagueiro Carlos Salcido. 

O que mais chama atenção é que, além de apostar neste fator surpresa, os mexicanos não passam temor em enfrentar a Seleção Brasileira, mesmo com a derrota por 2 a 0 na Copa das Confederações do ano passado, no mesmo estádio onde acontecerá a partida da Copa do Mundo. 

“Respeitar e temer são diferentes. Sabemos da qualidades dos jogadores e do conjunto.. sabemos que podemos competir se formos compactos e intensos.. única coisa que agregaria era ter atenção aos 90 min. Temor não existe em nosso Mundial”, disse o lateral esquerdo Layun. 

Para lateral Layun, México não tem que temer ninguém dentro da Copa do Mundo e o jogo contra o Brasil servirá como um parâmetro para sequência

“O que a gente tem visto nesta Copa são partidas muito disputadas, muito acirradas. Estamos em um bom momento. Não nos assusta o cenário que vamos enfrentar e nem o futebol apresentado por eles. Copa das Confederações é outro torneio”, afirmou o goleiro Ochoa, que também não teme a pressão da torcida brasileira no confronto. “Estamos acostumados em jogar com torcida contra e a favor. Não é diferente do que vemos no México”. 

Chicharito Hernandez foi além e disse que a Seleção Brasileira tem que ser encarada da mesma forma que o México encarou Camarões e de como entrará em campo contra a Croácia na última rodada. “As três partidas para nós tem o mesmo nível de importância, porque se tivéssemos empatado ou perdido de Camarões seria ruim. Se quer aspirar objetivos maiores, você tem que enfrentar os grandes. Vejo como uma partida como outra qualquer…A Seleção Brasileira tem seus pós e seus contras, mas não é uma equipe perfeita”.

Parâmetro

Apesar de não temer o Brasil, os mexicanos veem o duelo na Arena Castelão como um indicativo do que podem fazer dentro da Copa do Mundo. “Estaremos enfrentando uma das equipes apontadas como favoritas ao título. Será um bom parâmetro para ver como estamos dentro da competição. Temos que pensar passo a passo”, disse Ochoa. 

“Dia de amanhã será um grande parâmetro. Sabemos que o Brasil é um candidato ao título e mostrarmos que podemos aspirar algo maior neste Mundial buscando uma vitória amanhã. Começamos com o pé direito e sabemos que o nosso adversário é favorito. Tirar pontos do Brasil seria fantástico, pois daríamos um enorme passo para se classificar”, completou o lateral Layun.

Fonte: Terra

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s