No ritmo da Copa do Mundo, indígenas do Amapá realizam competição

Tribos de Oiapoque disputam Jogos Indígenas. Competição envolve mais 12 modalidades; confira

Portal Amazônia

Futebol: o esporte “branco” também conquistou espaço na cultura dos índios que vivem no interior do Amapá. Foto: Arquivo/ Sedel/AP

MACAPÁ – Que o futebol é considerado uma paixão nacional, isso todo mundo sabe. O esporte também conquistou os indígenas do município de Oiapoque (distante cerca de 590 quilômetros da capital), no Amapá. Em ritmo da Copa do Mundo de Futebol, cerca de quatro mil indígenas de dez aldeias mostram a habilidade com a bola durante os Jogos Indígenas 2014 que iniciou no último dia 18 de junho e vai até o dia 31 de agosto.

A modalidade esportiva é um dos passatempos favoritos no extremo norte do estado. Foto: Arquivo/ Sedel/AP

A modalidade esportiva é um dos passatempos favoritos no extremo Norte do Estado. A ‘pelada’ democrática proporciona lazer, saúde, união e interação entre diferentes etnias do local e envolve mulheres, crianças e jovens. “Tradicionalmente sempre fizemos brincadeiras e jogos para socializar e valorizar a nossa cultura. Com a organização dos Jogos Indígenas e campeonatos locais a nossa paixão pelo futebol só aumentou. Acompanhamos a Copa torcendo fervorosamente”, garantiu o titular da Secretaria Extraordinária dos Povos Indígenas (Sepi) do Amapá, Coaracy Macial.

As mulheres também apreciam o futebol nas aldeias. Foto: Paulo Ronaldo/ Agência Amapá de Notícias

A influência do futebol- que teve origem na Inglaterra, mas é a cara do Brasil- vem de “rede”. A experiência adquirida nos primeiros anos de vida dos indígenas forma craques que jogam de igual para igual com os adultos. “Acima de dez anos eles podem participar das competições oficiais. E não tem limite de idade, basta vontade de jogar, que não é pouca, pois amamos futebol”, falou Macial.

Copa de Futsal Universitária Indígena 

Em abril deste ano, em alusão ao Dia do Índio, várias etnias saíram de suas aldeias até a capital para comemorar a data com futebol. A Terceira Copa de Futsal Universitária Indígena aconteceu no Centro Didático Ginásio Avertino Ramos e reuniu times das etnias Tiriyó (Tucumucumaque, Tiriyós e Tumucumaque II), Apalai (Águia Apalai, Relâmpago Wajanã e Poinokô Apalai) e Waiãpi (Marycu, Aramirã e Waiãpi). No confronto final, a equipe Tumucumaque venceu os Waiãpi pelo placar de 5 x 0.

Em abril deste ano, em alusão ao Dia do Índio, várias etnias saíram de suas aldeias até a capital para comemorar a data com futebol. Foto: Cliver Campos/ Agência Amapá de Notícias

Jogos Indígenas 2014

Além do futebol nas categorias feminina e masculina, os Jogos Indígenas também envolvem outras modalidades esportivas que exaltam os costumes e a tradição dos índios são elas: corrida com tora, corrida com jamaxi, corrida livre, subida no açaizeiro, natação, cabo de guerra, canoagem, arco e flecha, pescaria, arremesso de lança, pintura corporal e contos e mitos. No total, quatro mil índios das etnias Galibi Marworno, Galibi Kalinã, Palikur, Karipuna, Waiãpi, Tiriyó, Kaxuyana, Txikuyana, Apalai e Wayana, localizadas em Oiapoque e Pedra Branca do Amapari (distante 180 quilômetros da capital), participam da competição.

A corrida com tora é uma das modalidades dos Jogos Indígenas.  Foto: Secom/ Agência Amapá de Notícias

Premiação

Até 2013, a premiação para os três primeiros colocados em cada categoria era realizada com medalhas e troféus pela Secretaria de Estado do Desporto e Lazer (Sedel), organizadora do evento em parceria com a Secretaria Extraordinária dos Povos Indígenas (Sepi) do Amapá.

Mas em 2014, haverá mudanças. Para valorizar o artesanato indígena, os prêmios serão produzidos pelas mãos dos nativos com a confecção de colares de miçangas, sementes e outros apetrechos típicos da região e que fazem parte do cotidiano dos povos. Jogos Indígenas também realiza uma feira de artesanato, culinária, pintura e exposição da cultura indígena.

Acompanhe as etapas dos Jogos Indígenas 2014

Dias 22, 23 e 24 de junho

Local: Aldeia Kumenê

Dias 26, 27 e 28

Local: Aldeia de Santa Izabel

Dias 30 de junho e 01 e 02 de julho

Local: Aldeia Galibi

Dias 04, 05  e 06 de julho

Local: Aldeia Tukai

Dias 11, 12 e 13 de julho

Local: Aldeia Aramirã (em Pedra Branca do Amapari)

Dias 29, 30 e 31 de agosto (final)

Local: Aldeia Manga

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s