Zona Franca de Manaus vira estratégica na corrida eleitoral do Amazonas

Candidatos tentam ‘colar’ suas imagens na possível na prorrogação do modelo ZFM

Jornal do Commercio|Manaus

MANAUS – De lados opostos na disputa eleitoral, dois dos principais candidatos ao governo do Amazonas estarão lado a lado nesta semana. Na semana em que foi aberto oficialmente o período de campanha, o governador José Melo (PROS) e o senador Eduardo Braga (PMDB), ambos com mandato ainda em curso, não cumprem agenda de campanha pelo menos até a próxima quarta-feira (16). Até esta data, Melo e Braga dedicam-se à aprovação da PEC da Prorrogação da Zona Franca de Manaus no Senado Federal, em Brasília.

De acordo com informações de sua assessoria, o senador Eduardo Braga fica na capital federal até quarta-feira, quando deve acontecer a votação da PEC da ZFM no Senado. A agenda de campanha será retomada somente na quinta (17) e na sexta (18), quando tem um encontro com os empresários filiados ao Sindicato das Empresas da Construção Civil do Amazonas (Sinduscom), na Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (Fieam).

Em entrevista ao Jornal do Commercio, o senador chegou a afirmar que, neste momento, mais importante que fazer campanha é aprovar a Proposta de Emenda à Constituição como senador. Já a assessoria de José Melo informou que o candidato está elaborando o planejamento da campanha, mas que no momento a prioridade é a aprovação da PEC no senado.

O governador viaja nesta terça-feira (15) para Brasília para acompanhar a votação. Apesar de não ser tratada oficialmente como agenda de campanha, na opinião do cientista político Breno Rodrigo Messias, ambos os candidatos poderão sim aproveitar um possível resultado positivo para se promoverem politicamente.

Na opinião do cientista político, Melo e Braga sempre estiveram em campanha, mas não no tipo de campanha de perfil publicitário. O cientista explica que campanha, muito além do marketing eleitoral, é construção das coligações, arrecadação de fundos, financiamento partidário e privado, militância política, estratégia e comunicação entre outras coisas. “Eu costumo dizer que os políticos têm três prioridades: eleição, eleição e eleição. Eles fazem política e campanha por quatro anos. A reeleição é consequência direta desse ativismo e de como os políticos conseguem manter e ampliar a sua base eleitoral. A ZFM, como sempre, vai ser a bandeira de muitos deles e, quanto maior a defesa do modelo, quanto maior a publicidade, maior será a percepção de que o candidato esteve empenhado cm o projeto”, explicou Breno Rodrigo.

Candidatos definem estratégias

O candidato do PCB ao governo, Luiz Navarro, declarou que o partido ainda está realizando reuniões internas para formatar o plano estadual de campanha e o candidato não cumpre agenda de campanha. Apesar disso, o candidato participou, na manhã de ontem (14), de entrevista na Rádio Difusora.

Diferentemente dos demais concorrentes, o deputado estadual e candidato ao governo Marco Antônio Chico Preto (PMN) –que também cumpre mandato –aproveita para promover a sua candidatura durante toda a semana. Na agenda do candidato para esta semana constam visitas a hospitais e fundações, participação em programas de TV e encontros populares nos bairros Petrópolis e Alvorada e no Fazendário Clube.

Já os candidatos Marcelo Ramos (PSB), Abel Alves (PSOL) e Herbert Amazonas (PSTU) não foram localizados pela equipe do Jornal do Commercio.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s