SEM EVIDÊNCIAS

Adaptado do livro The Devil’s Knot: The True Story of the West Memphis Three, escrito por Mara Leveritt, e que anteriormente também serviu como material de estudo para os premiados documentários Paradise Lost 2: Revelations (2000) e West of Memphis (2012), o longa-metragem Sem Evidências, dirigido por Atom Egoyan, busca encenar os principais fatos posteriores ao brutal assassinato de três crianças no ano de 1993, em Memphis, Arkansas. Assassinatos esses que ganharam bastante notoriedade pelos requintes de crueldade ligados a rituais satânicos e, também, por terem como suspeitos imediatos três problemáticos adolescentes locais. 

 
Ao que tudo indica, Egoyan opta por seguir a risca o que foi registrado tanto nos autos da investigação da policia quanto na pesquisa mais incisiva do detetive particular Ron Lax (no filme, Colin Firth). E talvez a maior fragilidade de Sem Evidências seja essa rigidez de sua narrativa, preocupada em relatar com um incômodo distanciamento. Se tal opção alimenta à nossa revolta a medida que a trama se desenrola, principalmente por uma investigação policial repleta de furos, ao mesmo tempo destitui o filme de maior mistério, ficando tudo muito às claras, sobrando apenas um frágil estudo de catarse coletiva na busca de culpados para crimes tão hediondos.

Logo os personagens de Sem Evidências, em sua maioria, soam estereotipados. O Ron Lax de Firth é o exemplo de retidão moral em meio a uma comunidade preconceituosa – uma variação do Atticus Finch de Gregory Peck em O Sol É Para Todos (1962). O Terry de Alessandro Nivola, pai de uma das vítimas, carrega a incerteza típica de quem deve. Os três rapazes que interpretam os réus são verdadeiras caricaturas dos garotos rebeldes incompreendidos. A caracterização banal da trinca encontra seu ápice num lamentável flashback co-protagonizado por uma Mireille Enosigualmente ordinária.

Dentre tantas cenas e personagens secundários externando o sentimento da maioria das pessoas em culpar os rapazes a qualquer custo, se salva em Sem Evidências a Pam Hobbs de Reese Whiterspoon. Esposa de Terry, assim como desenvolve uma maneira particular em lidar com seu luto e revolta, Pam aumenta sua curiosidade natural quando as peças parecem não se encaixar. E ao se questionar sobre o que motivou os crimes acaba encontrando mais perguntas do que respostas. Nesse perfil desesperado da mulher conseguimos nos identificar, acessar sentimentos – como a impotência, tônica predominante no filme – e compreender algumas coisas que ficam vagas.

Sem Evidências pode até passar o seu recado, não deixando a chama de indignação se apagar diante de uma história aterradora e de contornos lamentáveis, mas também não quer dizer que seja uma experiência cinematográfica admirável.

– Sem Evidências (Devil´s Knot), de Atom Egoyan, EUA, 2013.

 
Full movie free
 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s