Sementes nativas geram renda para moradores do rio Xingu

Coleta de sementes transformou agricultores familiares e indígenas em empreendedores da floresta

Portal Amazônia

Foto: ISA/Reprodução

MANAUS – ‘A união faz a força’. Você já deve ter ouvido muitas vezes este ditado popular. Mas também pode vê-lo na prática, como é o caso da iniciativa Rede de Sementes do Xingu. A ideia nasceu singela com o intuito de preservar áreas de florestas degradadas nas cabeceiras do Rio Xingu. A vida de 350 agricultores familiares e indígenas moradores da região mudou com o projeto.

“Com a Rede de Sementes do Xingu, vemos a valorização da floresta de uma maneira que antes não existia. E também, a complementação e geração de renda para as pessoas que participam da iniciativa”, diz um dos coordenadores da iniciativa, o engenheiro agrônomo Rodrigo Junqueira.

A Rede de Sementes nasceu em 2007, em parceria do Instituto Socioambiental (ISA), com o objetivo de restaurar áreas de florestas degradadas nas cabeceiras do Rio Xingu. A iniciativa se converteu numa rede de trocas e encomendas de sementes de 214 espécies de árvores e outras plantas nativas da região do Xingu, Araguaia e Teles Pires. Desde a sua criação, 119 toneladas de sementes foram comercializadas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s