Colunista da Folha faz críticas ao seriado Chaves e parte dos leitores fica indignada

Leitores rapidamente enumeraram características positivas do seriado

DIÁRIO DA MANHÃ | ANDREIA PEREIRA

Repórter especial do jornal Folha de São Paulo, Sylvia Colombo escreveu um texto, classificando o seriado Chaves como um ‘programa raso’. Ela ainda argumentou que as pessoas que lamentaram a morte do autor e ator do seriado “evocavam uma afetividade infantil” quando lembravam do programa e pontuou que considera que o “Chaves não é cult, é ruim mesmo”, pontuou.

O texto foi publicado pelo jornal e deixou parte dos leitores revoltada. A colunista ainda descreveu que o seriado “tinha roteiros estúpidos, com piadas preconceituosas e machistas”. Nas redes sociais, os fãs de Chaves defenderam o seriado e criticaram o texto. Um dos internautas argumentou que o programa não promovia o preconceito nem o machismo. “Eu tentei ler o texto todo, mas quando ela disse que a série era machista, apesar de Seu Madruga ter levado várias bofetadas da Dona Florinda sem nunca reagir a não ser fugindo dela, percebi que ela (a colunista) estava julgando algo que sequer teve a oportunidade de assistir alguns episódios para demonstrar credibilidade nas próprias afirmações”, escreveu.

Foto: Ilustrativa

Foto: Ilustrativa

Rapidamente, o público apontou características que argumentam que o seriado não é machista. “Isso sem contar que Dona Florinda é viúva e cria o Quico sozinha, tem um relacionamento estável com o Professor Girafales, que é o maior cavalheiro da televisão mundial”, rebateu outro.

Um dos leitores ainda citou uma suposta entrevista com Bolaños. Ele teria sido criticado e havia ressaltado a quantidade de fãs pelo mundo. “Em uma entrevista na Argentina, Chespirito foi alvo de uma crítica como essa. Sua resposta foi a mesma que essa jornalista merece: se o programa toca a todos, talvez o problema não seja ele, mas você”, citou o leitor.

Outro leitor ainda citou características da personagem Chiquinha para criticar o texto da colunista. “Na série, são as mulheres que tomam as rédeas da situação. Você descreve a Chiquinha como ‘menina estérica de vestido curto’. Quem está sendo machista aqui? Você não percebe que a Chiquinha é a personagem mais inteligente e astuta da série. Ela sempre utiliza de estratégia para conseguir exatamente o que quer, se aproveitando das fraquezas dos seus amigos e vizinhos”. Esse leitor ainda ressaltou a quantidade de fãs que foram atraídos pelo programa. “Por fim, você pode até não gostar do roteiro e das piadas. Mas chamar de ruim um programa que foi sucesso em mais de 30 países, que foi aclamado por milhões e que, na morte do seu criador, foi lembrado por pessoas de TODAS as gerações”, questionou.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s