Presidente do Irã acusa opositores internos de prejudicar negociações nucleares

DUBAI (Reuters) – O presidente iraniano, Hassan Rouhani, está cada vez mais frustrado com a resistência a um acordo nuclear com o Ocidente e acusou adversários neste sábado de “torcerem” para o outro lado nas negociações exaustivas de Teerã com as potências mundiais.

Logo depois de sua vitória nas eleições 2013 sobre extremistas conservadores, o pragmático Rouhani prometeu acabar com os 12 anos de impasse nas conversas nucleares com o Ocidente e garantir o fim de duras sanções que debilitaram economia iraniana dependente do petróleo.

As conversações do Irã com Estados Unidos, China, Rússia, França, Alemanha e Grã-Bretanha continuaram por cerca de 14 meses e ultrapassaram o prazo de novembro 2014 para um acordo final abrangente, que limitaria a capacidade de energia nuclear do Irã em troca de uma gradual levantamento das sanções.

As potências ocidentais suspeitam que o Irã esteja enriquecendo urânio para desenvolver uma capacidade de armas nucleares e quer frear rigorosas inspeções da ONU para impedir esse desfecho. O Irã diz que busca apenas energia pacífica de enriquecimento.

Rouhani, confrontado com a crescente preocupação popular sobre a sua promessa eleitoral não cumprida para corrigir a economia, culpou a interferência dos opositores em parte pela falta de progresso nas negociações.

“Aqui no nosso país não é claro o que (os críticos) estão fazendo. É como se eles estivessem torcendo pela equipe rival,” Rouhani disse ele em reunião pública, citado por um funcionário da agência de notícias Irna.

“E quando perguntamos a eles o que querem, eles respondem:” Nós estamos criticando e crítica é uma coisa boa … Isso não é crítica, é sabotagem dos interesses nacionais e favor para a política partidária “, disse ele.

O líder supremo do Irã, aiatolá Ali Khamenei, até agora tem apoiado as negociações nucleares, mas também segue denunciando “inimigos” estrangeiros e “o Grande Satã” para tranquilizar os políticos linha dura, para quem o sentimento anti-EUA sempre foi parte integrante da Revolução Islâmica do Irã.

(Reportagem de Mehrdad Balali)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s