Protesto em Cabul contra Charlie Hebdo deixa 24 feridos

Pelo menos 24 pessoas ficaram feridas neste sábado em um protesto contra as charges de Maomé publicadas pela revista Charlie Hebdo, informou a polícia, que deu tiros para o alto depois que os manifestantes jogaram pedras contra os agentes.

Quase 500 pessoas participaram na manifestação na capital afegã, em meio a um movimento de protestos em países de maioria muçulmana que condenam a representação do profeta.

“Sete manifestantes foram feridos no protesto e levados para o hospital”, afirmou o comandante da polícia de Cabul, Abdul Rahman Rahimi.

Ele informou ainda um balanço de 17 policiais feridos.

A imprensa local, com base em testemunhas, afirmou que duas pessoas morreram, mas a polícia negou a informação.

Na semana passada, quase 20.000 pessoas protestaram em Herat, a terceira maior cidade afegã, contra o Charlie Hebdo.

No início de janeiro, 12 pessoas morreram em um atentado islamita contra a revista satírica francesa, que uma semana depois voltou às bancas com uma nova charge do profeta Maomé na capa, com a manchete “Tudo está perdoado”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s