Assassino de jornalista é condenado a prisão

Ex-cabo do Gate sequestrou e matou a vítima em 2010

A jornalista Luciana Barreto Montanha foi sequestrada e morta em 2010

A jornalista Luciana Barreto Montanha foi sequestrada e morta em 2010 / reprodução/Band
Reprodução/Band | Da Rádio Bandeirantes noticias@band.com.br

Após cinco adiamentos, o ex-cabo do Gate Rodrigo Domingues Medina foi julgado e condenado pelo sequestro e assassinato da jornalista Luciana Barreto Montanha. O crime aconteceu em 2010, na época a vítima tinha 29 anos.

A pena será de 49 anos e seis meses por prisão por sequestro seguido de morte e ocultação de cadáver. O ex-policial também foi condenado por tentativa de homicídio de três policiais civis.

O julgamento ocorreu na quarta-feira, no Fórum de Santana, na zona norte de São Paulo. Policiais da delegacia antissequestro foram ouvidos e contaram como chegaram ao acusado.

ex-policial do Gate é condenado por assassinar jornalista

O ex-policial Rodrigo Medina confessou ter assassinado a jornalista
reprodução/Band

Segundo eles, a jornalista foi morta no primeiro dia do sequestro e teve o corpo jogado às margens da Via Anchieta.

Depois do assassinato, Rodrigo Domingues Medina iniciou uma negociação com a família da vítima, afirmou o advogado assistente de acusação Fernando José da Costa.

No interrogatório, o ex-policial confessou para os jurados que matou a vítima, mas negou a extorsão. Após a condenação ele foi levado para a Penitenciária de Tremembé, no interior de São Paulo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s