Tiros são ouvidos em prédio onde radicais turcos de extrema esquerda fizeram promotor refém

ISTAMBUL (Reuters) – Tiros e explosões foram ouvidos e fumaça podia ser vista nesta terça-feira no prédio onde membros de um grupo turco de extrema esquerda fizeram um promotor de refém em Istambul, disse uma testemunha da Reuters.

Forças de segurança estavam do lado de fora do local e uma ambulância correu para a porta dos fundos, com as sirenes ligadas, segundo a testemunha.

O Partido-Frente Revolucionária de Libertação do Povo (DHKP-C) havia divulgado mais cedo uma foto do promotor com uma arma apontada para a cabeça e ameaçado matá-lo a menos que suas demandas fossem atendidas.

(Reportagem de Humeyra Pamuk)

Prisioneiro que fugiu armado de hospital na Virgínia é capturado em Washington

WASHINGTON (Reuters) – Um prisioneiro que fugiu de um hospital no subúrbio de Washington com a arma de uma segurança nesta terça-feira foi recapturado na capital norte-americana depois de uma perseguição de nove horas, informou a polícia.

O detento Wossen Assaye, de 42 anos, acusado de assalto a banco, aparentemente se libertou das correntes, tomou uma arma de uma segurança particular e fugiu do Campus Médico Inova Fairfax em Falls Church, no Estado da Virgínia, perto das 3h pelo horário local, disseram as autoridades.

Perseguido por várias centenas de policiais estaduais, federais e locais, Assaye sequestrou dois veículos antes de uma pessoa reconhecê-lo em Washington graças às mídias sociais e chamar a polícia local, declarou o chefe de polícia do condado de Fairfax, Edwin Roessler, em uma coletiva de imprensa.

“Estamos contentes por ele estar sob custódia e ninguém ter ficado seriamente ferido no evento”, afirmou Roessler.

Assaye estava detido em Alexandria, na Virgínia, e foi levado ao hospital, cerca de 24 quilômetros a oeste de Washington na sexta-feira depois de uma tentativa de suicídio, disse o policial federal Robert Mathieson.

Ele dominou uma agente de segurança no início desta terça-feira e tomou sua arma. Outro segurança disparou um tiro, mas ninguém se feriu.

Assaye usou a agente como escudo antes de fugir usando uma camisola do hospital, disse Mathieson, acrescentando que as autoridades estão investigando quão bem Assaye estava acorrentado.

O preso foi acusado no dia 20 de março de roubar uma agência do banco Apple Federal Credit Union em Alexandria.

(Por Ian Simpson em Washington e Colleen Jenkins em Winston-Salem, Carolina do Norte)

Chanceler francês diz que negociações nucleares vão continuar durante a noite

O chefe da diplomacia francesa, Laurent Fabius, declarou nesta terça-feira que as negociações sobre o programa nuclear iraniano “avançam”, mas que são “longas, difíceis e complicadas” e que devem prosseguir durante a noite.

“Estamos avançando, mas é complicado, é longo, é difícil, e acredito que passaremos a noite” a discutir, declarou Fabius durante uma pausa nas negociações, que visam alcançar um compromisso sobre o polêmico programa nuclear de Teerã.

Famílias que serão removidas por causa de Belo Monte recorrem à defensoria

  | |Valter Campanato/Abr

As pessoas que têm casas na área que será alagada pelo reservatório da hidrelétrica têm direito a uma indenização ou a uma das moradias que estão sendo construídas pela Norte Energia, responsável pela usina.

31/03/2015

Brasil de Fato | Sabrina Craide, da Agência Brasil

Mais de 500 famílias de Altamira (PA) que terão de ser deslocadas por causa da construção da Usina Hidrelétrica de Belo Monte procuraram ajuda da Defensoria Pública da União (DPU), nos últimos dois meses, para buscar direitos relativos a moradia. Cerca de 120 casos estão resolvidos, mas, por falta de acordo, muitos estão sendo levados para a Justiça.

“O princípio básico é que todas as pessoas que forem retiradas de suas casas recebam outra moradia, e isso não estava sendo respeitado à risca. Estamos lá para fazer valer esse direito à moradia, para que quem era morador da área receba uma nova casa”, explica o defensor público Francisco Nóbrega, um dos coordenadores da força-tarefa que está em Altamira.

As pessoas que têm casas na área que será alagada pelo reservatório da hidrelétrica têm direito a uma indenização ou a uma das moradias que estão sendo construídas pela Norte Energia, responsável pela usina.

Uma das casas que será atingida é a da coordenadora do Movimento Xingu Vivo para Sempre, Antonia Melo. Ela diz que vai optar por receber a indenização pelo imóvel, pois o local do reassentamento é muito distante. “Vou optar pela indenização, centavo por centavo, não vou dispensar nada. Não estou pedindo para sair da minha casa nem estou vendendo nada para eles”, reforça.

Antonia conta que um dos problemas é que a Norte Energia subestimou o número de famílias que precisavam de reassentamento. Além disso, muitas pessoas alegam que não foram incluídas no cadastro feito pela empresa. “Tem que apresentar mil e um documentos, recibos, parece um calvário de dificuldade que a empresa está fazendo com essas pessoas”, explica.

O defensor público reconhece a existência de problemas no cadastramento das famílias. Segundo ele, a maior parte da demanda por indenização vem de famílias que não constam do cadastro e se dizem moradoras do local. “A empresa desconfia de quem vai pedir indenização ou reassentamento”, diz Nóbrega.

Segundo a Norte Energia, o cadastro socioeconômico feito pela empresa constatou 5.241 famílias moradoras em 5.141 imóveis, com direito a casas nos bairros construídos pela empresa ou a indenização em dinheiro, carta de crédito ou aluguel social. Com base no cadastro, foi determinada a construção de 4.100 casas em cinco novos bairros, estimando que os demais moradores optassem pelas outras modalidades.

“Os demais proprietários, no universo de 7.790 cadastros socioeconômicos, são pessoas que detêm mais de uma posse, pessoas jurídicas, espólio e outros para os quais será dado o tratamento adequado, dependendo de cada caso”, explica a empresa.

Outra reclamação comum entre os moradores de Altamira atingidos pela usina diz respeito à qualidade das moradias construídas para reassentar as famílias. Segundo Antonia Melo, a empresa tinha apresentado um projeto prevendo casas de alvenaria em três tamanhos diferentes – a serem construídas a dois quilômetros de distância da atual moradia e perto de escolas, posto de saúde e com acesso fácil a transporte.

“Foi empurrado goela abaixo uma casinha de um tamanho só, de concreto, que é muito quente, com uma construção de péssima qualidade, [as paredes]  já estão rachando e com vazamentos. Além disso, [as casas] ficam a até oito quilômetros de distância, sem transporte e de difícil acesso”, conta a moradora.

Nóbrega diz que a DPU vem recebendo reclamações de problemas estruturais e das condições das novas moradias, mas que também há pessoas satisfeitas com as casas. Segundo a Norte Energia, a empresa optou por construir as casas com um modelo que garanta segurança estrutural, durabilidade, conforto térmico e acústico.

“As edificações atendem às normas técnicas aplicáveis à construção civil e oferecem vantagens por consumir menos recursos naturais e gerar menos resíduos a serem lançados no meio ambiente”, alega a empresa.

Ainda segundo a Norte Energia, uma consultoria técnica foi contratada para avaliar as casas já entregues e recomendar o atendimento à demanda dos moradores. As novas casas têm 63 metros quadrados (m²), três quartos e dois banheiros.

O valor das indenizações pagas a quem tem de deixar as casas também é alvo de crítica por parte da população de Altamira. Segundo Nóbrega, os terrenos são avaliados com valores muito baixos, que não condizem com a realidade atual do município – que registrou alta no valor de imóveis devido à especulação imobiliária desde a chegada das obras, em 2011. Na cidade também há problemas de grilagem e de dificuldades de comprovação da posse dos terrenos. “O valor da indenização é tão baixo que, na verdade, as pessoas nem têm essa opção. Ou ficam no reassentamento ou ficam sem nada porque a indenização não vai dar nem para comprar um terreno”, diz o defensor público.

A Norte Energia alega que os valores das indenizações oferecidos às famílias foram definidos de acordo com o caderno de preços referendado pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). Segundo a empresa, as compensações por meio de indenização têm como base pesquisas do mercado imobiliário local, feitas por avaliadores habilitados pelo Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura (Crea). As pesquisas foram feitas em janeiro, junho e outubro de 2012 e revisadas de janeiro a março de 2013.

A Usina Belo Monte é uma das obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Com previsão de contribuir com 11.233 MW, a usina está orçada em R$ 28,9 bilhões.

A previsão é que a força-tarefa da DPU fique em Altamira até o fim de abril, mas esse prazo pode ser prorrogado para que mais famílias possam ser atendidas.

Redução da maioridade penal é aprovada na CCJ

Blog Cheiro de Suor, com Agência Câmara

A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) acaba de aprovar o voto em separado do deputado Marcos Rogério (PDT-RO), favorável à admissibilidade da PEC 171/93, que reduz a maioridade penal de 18 para 16 anos. Foram 42 votos a favor e 17 contra.

Antes, havia sido rejeitado o relatório do Luiz Couto (PT-PB), que era contrário à proposta. Couto argumentou que a proposta altera “cláusula pétrea” da Constituição, o que a tornaria inconstitucional.

No parecer vencedor, Marcos Rogério afirma que a redução da maioridade penal “tem como objetivo evitar que jovens cometam crimes na certeza da impunidade”. Já o deputado Alessandro Molon (PT-RJ) lamentou o resultado: “Estamos decidindo mandar para um sistema falido, com altíssimas taxas de reincidência, adolescentes que a sociedade quer supostamente recuperar. É um enorme contrassenso.”

Tramitação

No exame da admissibilidade, a CCJ analisa apenas a constitucionalidade, a legalidade e a técnica legislativa da PEC. Agora, a Câmara criará uma comissão especial para examinar o conteúdo da proposta.

A comissão especial terá o prazo de 40 sessões do Plenário para dar seu parecer. Depois, a PEC deverá ser votada pelo Plenário da Câmara em dois turnos. Para ser aprovada, precisa de pelo menos 308 votos (3/5 dos deputados) em cada uma das votações.

Depois de aprovada na Câmara, a PEC seguirá para o Senado, onde será analisada pela Comissão de Constituição e Justiça e depois pelo Plenário, onde precisa ser votadanovamente em dois turnos.

Se o Senado aprovar o texto como o recebeu da Câmara, a emenda é promulgada pelas Mesas da Câmara e do Senado. Se o texto for alterado, volta para a Câmara, para ser votado novamente.

Ressaltamos que nos 54 países que reduziram a maioridade penal não se registrou redução da violência. A Espanha e a Alemanha voltaram atrás na decisão de criminalizar menores de 18 anos. Hoje, 70% dos países estabelecem 18 anos como idade penal mínima

PRF redobrará fiscalização nas estradas cearenses na Semana Santa

Edwirges Nogueira – Repórter da Agência Brasil Edição: Marcos Chagas
 governo diz que vai aumentar a presença de forças policiais
Policiais rodoviários terão atenção especial para ultrapassagens proibidas e excesso de velocidade nas rodovias federais no CearáValter Campanato/Arquivo Agência Brasil 

Viajar em feriados prolongados como a Semana Santa, quando aumenta o fluxo de carros nas rodovias, requer cuidados especiais por parte dos motoristas. O consultor de esportes Germano Lima viajará de carro de Juazeiro do Norte a Campos Sales, municípios da região do Cariri, no Ceará. São 147 quilômetros de estrada já previamente planejada. “Eu soube que há um trecho da estrada que está em obras e, por isso, está sem a sinalização horizontal. Eu já sei que vou ter mais cuidado, observar os veículos que vem no sentido contrário e evitar fazer ultrapassagens”, observou.

A operação de trânsito da Polícia Rodoviária Federal (PRF) para a Semana Santa começa na quinta-feira (2) e vai até a meia-noite da segunda-feira (6). No Ceará, a PRF redobrará a fiscalização nas ultrapassagens proibidas, no excesso de velocidade e nos motociclistas.

Motoboy
Policial rodoviário destaca que motociclistas cearenses geralmente não usam capaceteArquivo/Agência Brasil

O uso da motocicleta nos municípios do interior do estado é bem intensa, mas muitos condutores, segundo a PRF, não têm compromisso com a segurança. “Motociclistas, no interior, não têm usado capacete, por vezes transportam três pessoas, estão com o licenciamento atrasado e a maioria não é habilitada. Você tem uma situação completa de infrações, onde o risco maior é a perda da vida dessas pessoas que estão sendo transportadas”, relata o chefe do núcleo de comunicação social da PRF no Ceará, Alexsandro Batista.

De acordo com o inspetor, a BR 222 é um exemplo triste da imprudência na condução de motocicletas: cerca de 70% dos acidentes com vítimas graves registrados em 2014, na rodovia, envolveram um veículo motorizado sobre duas rodas.

Para ele, não adianta intensificar as fiscalizações nas estradas se o condutor não tiver responsabilidade pela sua segurança e pela dos outros. “Somente o esforço de fiscalização não é suficiente para debelar essa realidade que está instalada, e me refiro ao trânsito durante o ano todo. Em cerca de 85% dos acidentes, a falha é humana. Quem leva a segurança para o veículo é o próprio condutor, com medidas proativas, com a condução defensiva, pensando no seu objetivo que é chegar no destino, rever seus parentes e amigos, enfim, fazer seu deslocamento com total segurança e tendo total controle sobre seu veículo”, ressaltou o policial.

Primeiro-ministro da Espanha defende cooperação europeia contra o terrorismo

Da Agência Lusa Edição: Armando de Araújo Cardoso

O primeiro-ministro da Espanha, Mariano Rajoy, afirmou hoje (31) que a cooperação europeia com os países da margem sul do Mediterrâneo é “um imperativo humanitário e estratégico” para, entre outros assuntos, frear o terrorismo jihadista.

Durante entrevista conjunta com o presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, Rajoy apelou à União Europeia para que desenvolva uma “ação conjunta e ambiciosa” para promover a estabilidade no Mediterrâneo.

“A Espanha foi e continua sendo um dos principais impulsionadores da política da União Europeia para o Mediterrâneo. Consideramos fundamental que a Europa contribua com todos os instrumentos para a criação de um verdadeiro espaço de prosperidade para todos, nas duas margens do Mediterrâneo”, acrescentou Rajoy.

Para o primeiro-ministro, a “cooperação com a fronteira sul do Mediterrâneo é um verdadeiro imperativo” do ponto de vista “humanitário e estratégico”, como mostram “os diferentes pontos que unem as duas margens: desde a imigração até a luta contra o terrorismo jihadista, passando pela energia e trocas comerciais”.

“Nossa ação deve ser conjunta e ambiciosa. Por isso, a Espanha está organizando, em estreita cooperação com instituições da União Europeia, uma conferência ministerial sobre relações de vizinhança com o Sul do Mediterrâneo que acontecerá em Barcelona, em 13 de abril.”

Mariano Rajoy adiantou que informou Donald Tusk sobre a preparação dessa conferência, que para Rajoy “criará uma boa oportunidade para manter um diálogo franco e construtivo com os vizinhos do Sul”.

Segundo ele, o “terrorismo jihadista constitui a principal ameaça que a União Europeia enfrenta hoje, colocando em perigo a vida dos seus cidadãos e o modelo de convivência democrática das sociedades”.

“Devemos nos empenhar para erradicá-lo. Para isso, é fundamental que desenvolvamos um esforço integral e permanente de cooperação com o resto da União Europeia, com o resto dos nossos aliados, especialmente com os países árabes que sofrem na própria pele a irracionalidade jihadista”, concluiu.

São Paulo monta tendas para atendimento a casos de dengue

Flávia Albuquerque – Repórter da Agência Brasil Edição: Denise Griesinger

A Prefeitura de São Paulo começou a instalação de três tendas, na capital paulista, para auxiliar no atendimento e tratamento de pessoas com dengue. As tendas serão colocadas na zona norte da capital – área com maior incidência de transmissão da doença – em locais próximos a unidades básicas de saúde (UBS), de Assistência Médica Ambulatorial (AMA) ou de prontos-socorros. Cada tenda terá capacidade para atender 300 pacientes por dia.

As tendas são implementadas pela prefeitura em parceria com cinco hospitais filantrópicos da cidade (Sírio-Libanês, Hospital do Coração, Hospital Alemão Oswaldo Cruz, Hospital Albert Einstein e Hospital Samaritano), que participarão cedendo profissionais como médicos. A expectativa é de que o atendimento nas tendas comece até final da próxima semana. As armações estão localizadas na Rua Ibiraiaras, 21, bairro Jardim Vista Alegre (UBS Jardim Vista Alegre); na rua Francisco Lotufo, 24, Vila Palmeiras (AMA/UBS Vila Palmeiras); e na Avenida João Amado Coutinho, 400, no Jaraguá (AMA/UBS Elísio Teixeira Leite).

De acordo com dados apresentados no último dia 26 pela Secretaria Municipal de Saúde, o município registrou, no período de 4 de janeiro a 14 de março, 4.436 casos de dengue confirmados autóctones (contraídos no município). No mesmo período de 2014, a cidade teve 1.412 casos confirmados. Cerca de 47,5% dos casos estão concentrados na zona norte de São Paulo.

Dois óbitos pela doença foram confirmados até agora: uma senhora de 84 anos, moradora de Brasilândia, zona norte, no dia 28 de janeiro; e um garoto de 11 anos, morador do Jardim Ângela, zona sul, no dia 9 de março. Há dez outros casos de óbito sendo analisados no momento. Durante todo o ano de 2014, a capital registrou 28.990 casos da doença – 97,7% no primeiro semestre–, com 14 óbitos ao longo do ano. Em 2015, a estimativa da Secretaria Municipal de Saúde, é que o número possa ser até três vezes maior.

Desde o início do ano, o estado de São Paulo contabiliza 123 mil casos da doença, o que equivale a mais da metade dos 224 mil registros de dengue no país.

No interior do estado, em Catanduva, cidade que declarou estar em epidemia de dengue, a Unidade de Tratamento da Dengue (UTD), que foi inaugurada no dia 14 de fevereiro, atendia em média 250 pacientes por dia. De acordo com dados da Prefeitura, desde o começo de março, os atendimentos diários caíram para 150 pacientes por dia. A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) atendia diariamente, no começo da epidemia, em média, 900 pacientes. Desde o começo deste mês, a média diária caiu 35%, para 600 atendimentos.

De acordo com a Vigilância Epidemiológica da cidade, são 9.358 casos positivos, com 643 pessoas aguardando os resultados dos exames. Até o dia 13 de março, o número de pacientes que esperavam resultados era 1.783.

Em Marília, foram registradas 10.970 notificações, sendo 4.075 confirmadas por exames de laboratório e 6.895 por diagnóstico clínico. Seis pessoas morreram e oito casos esperam confirmação. Em Campinas, segundo dados divulgados no dia 27 pela Secretaria de Saúde, foram confirmados 7.756 casos de dengue no município em 2015. Em janeiro, foram 1.205 ocorrências, em fevereiro, 2.981, e em março, 3.570. O Departamento de Vigilância em Saúde (Devisa) tem ainda, 7.284 casos em investigação. Uma morte foi confirmada e outras quatro estão sendo investigadas e aguardam resultados de exames para confirmação.

Em Sorocaba, de acordo com dados do último dia 18, até o dia 16 de março, foram registrados 22.675 casos da doença, sendo 4.195 confirmados por critérios laboratoriais e 18.480 por critérios clínico-epidemiológicos, ou seja, casos prováveis de dengue. Deste total, 22.583 (99,6%) casos são autóctones e 92 (0,4%) são importados. Seis mortes foram registradas no município. Quatro outros casos aguardam confirmação.

Consumo de gás natural aumenta 3,2% em fevereiro

Nielmar de Oliveira – Repórter da Agência Brasil Edição: Armando Cardoso

O consumo de gás natural no mercado brasileiro em fevereiro deste ano subiu 3,2% na comparação com janeiro. Com isso, a demanda do produto cresceu 8,8% no primeiro bimestre de 2015, comparativamente aos dois primeiros meses do ano passado.

Os dados fazem parte do levantamento estatístico divulgado hoje (31) pela Associação Brasileira das Empresas Distribuidoras de Gás Canalizado (Abegás). Segundo a Abegás, o aumento de consumo foi puxado pelo avanço do consumo automotivo, que, comparado a janeiro, registrou alta de 3,4% em fevereiro.

Os dados indicam que o gás natural fechou o segundo mês do ano com um consumo médio de 80,6 milhões de metros cúbicos por dia (m³/dia) e expansão de 12,4% na extensão da rede distribuição. O volume de consumidores cresceu 8,4%. Hoje, são mais de 2,6 milhões em todo país, atendidos por mais de 28,4 mil quilômetros de rede de distribuição.

De acordo com o presidente da Abegás, Augusto Salomon, o aumento da procura pelo gás natural veicular (GNV) é por causa do reajuste da gasolina e do etanol, uma vez que, em fevereiro, o GNV chegou a vale menos 38% que a gasolina e 16% o etanol.

Para Salomon, o setor de gás natural veicular deve dobrar o consumo do produto em todo o país. “Além de mais econômico, o custo por quilômetro rodado é 61% mais barato que a gasolina e 59% que o etanol. É um combustível ambientalmente mais amigável. É 20% menos poluente que gasolina e 15% menos que o etanol”, disse.

Segundo ele, o segmento residencial também contribuiu para o aumento do uso do gás natural. Após o período de sazonalidade de janeiro, ele voltou a subir, com alta de 12,5% em fevereiro, comparado a janeiro de 2015, e 10,4% em relação ao mesmo mês do ano anterior.

Registrando recuperação nos dois primeiros meses do ano, os segmentos comercial e industrial cresceram 6,5% e 2,4%, respectivamente. O despacho termelétrico, que vem puxando o aumento do consumo desde o ano passado, segue em alta. Na comparação com o mês anterior, o aumento atingiu 3,3% no consumo das térmicas. Comparado ao primeiro bimestre de 2015 com o do ano anterior, o aumento alcançou 26,8%.