Trabalhadora humanitária alemã é sequestrada no Afeganistão

Uma trabalhadora humanitária alemã foi sequestrada por homens armados em Cabul nesta segunda-feira, informaram autoridades e fontes de segurança afegãs.

Este sequestro mostra o risco crescente ao qual se expõem os estrangeiros que trabalham na capital afegã, palco de sangrentos atentados nos últimos dias.

A vítima, cuja identidade não foi revelada, foi sequestrada em um bairro central de Cabul, onde estão instaladas muitas organizações não governamentais e de cooperação estrangeiras.

O chefe adjunto da polícia de Cabul, Gul Agha Rouhani, disse que as testemunhas interrogadas pela polícia afirmaram que ela foi sequestrada por desconhecidos armados.

De acordo com Ebadulah Karimi, porta-voz da polícia, a vítima é de nacionalidade alemã e trabalha para a Agência alemã de cooperação internacional (GIZ), um organismo público.

Uma fonte de segurança afegã confirmou, sob condição de anonimato, a nacionalidade e a ocupação da mulher.

Até o momento, Martin Schafer, porta-voz do ministério alemão das Relações Exteriores, disse não poder confirmar “o que ouviu em certos meios de comunicação internacionais e alemães”.

A situação se deteriorou fortemente no Afeganistão nos últimos meses. Os rebeldes talibãs estenderam sua insurreição a quase todo o país e reivindicaram uma onda de atentados mortíferos cometidos em Cabul há uma semana.

burs-gde/gl/tsz/meb/eg/ma

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s