Trabalhadores manifestam apoio a denúncias de irregularidades na rede McDonald’s

Flavia Albuquerque – Repórter da Agência Brasil

Representantes de sindicatos de trabalhadores de 20 países reuniram-se na manhã de hoje (18), no vão-livre do Museu de Arte de São Paulo (Masp), na Avenida Paulista, em ato de apoio às denúncias de empregados contra a rede de lanchonetes McDonald’s.

De acordo com sindicalistas, a empresa tem descumprido leis trabalhistas brasileiras. “Nossa luta não é contra a empresa, e sim contra as irregularidades que ela prática, como colocar o funcionário à disposição e só pagar as horas trabalhadas, mudar o horário a todo momento, entre outros”, disse o presidente do Sinthoresp, Francisco Calasans. O sindicato representa trabalhadores dos setores de alimentação e hotelaria. Segundo Calasans,  o movimento tem o apoio de um sindicato americano de trabalhadores no setor de serviços.

“Todos vão ouvir o eco sobre o trabalho escravo e o desrespeito do McDonald’s. Nós não vamos recuar. Temos outros países nos apoiando porque eles exploram onde estão porque querem ganhar onde podem”, disse o diretor jurídico da Nova Central Sindical, Elísio Ribeiro.

Os participantes devem fazer uma passeata ainda hoje até uma loja da rede de fast food. O manifesto ocorre paralelamente a um congresso, iniciado ontem (17), para discutir o assunto. Amanhã (19), a comitiva parte para Brasília para participar de uma audiência pública convocada pelo senador Paulo Paim (PT-RS).

Em nota, a companhia responsável pela marca McDonald’s na América Latina, com estrutura independente do McDonald’s Corporation, “informa que respeita manifestações sindicais e esclarece que os mais de 40 mil funcionários da empresa são representados por 80 sindicatos em todo o país, conforme orientação do Ministério do Trabalho. Temos absoluta convicção do cumprimento da legislação trabalhista, seguida pela companhia desde a abertura do seu primeiro restaurante brasileiro, há 36 anos”.

“A empresa tem orgulho de ser a porta de entrada de milhares de jovens no mercado de trabalho. Nossas práticas laborais são premiadas e reconhecidas pelo mercado. Foi pioneira na implementação do ponto eletrônico e recebeu o selo Primeiro Emprego do Ministério do Trabalho. Nossos funcionários recebem treinamento contínuo, tanto para as funções operacionais quanto para valores como trabalho em equipe, comunicação, liderança e hospitalidade. Em mais de três décadas de Brasil, a empresa já capacitou mais de 1,5 milhão de pessoas. Ontem mesmo, a empresa foi premiada como a 13ª Melhor Empresa para Trabalhar pelo Great Place to Work”, acrescentou a nota.

Edição: Carolina Pimentel

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s