Economia complica rentrée política em França

O presidente François Hollande mantém a sua política económica

O presidente François Hollande mantém a sua política económica

REUTERS/Alain Jocard/Pool
Adriano Salgueiro

A reunião do conselho de ministros esta manhã no Eliseu marcou o regresso político oficial do governo francês após as férias. O crescimento nulo da economia francesa no segundo trimestre vem complicar as contas do executivo.

A economia, a crise agrícola, a imigração e o clima são os quatro desafios aos quais o executivo de Manuel Valls deve dar especial atenção, segundo o presidente François Hollande.

Mas é a economia que tarda em recuperar, registando um crescimento nulo no segundo trimestre, o quebra cabeças de Hollande – que fez depender a sua recandidatura à presidência em 2017 da inflexão da curva do desemprego.

É que esta sobe progressivamente mau grado as políticas de redução de impostos e de contribuições sociais do patronato que têm marcado o quinquénio. Muitos questionam esta política de estímulo da oferta e não da procura, incluindo a ala esquerda do Partido Socialista que reivindica mais poder de compra.

Mas Hollande mantém a sua política e considera que terá agora lugar uma maior redistribuição referindo-se à redução dos impostos de que beneficiarão cerca de 9 milhões de agregados familiares. No entanto, a estagnação da economia num contexto de desemprego de massa vem comlicar as contas do executivo que em breve terá de preparar o orçamento para 2016.

Segundo a economista portuguesa radicada em França, Cristina Semblano, esta quebra deve-se aos fracos níveis consumo e investimento e não vai contribuir para reduzir os números do desemprego.

Cristina Semblano – Economista portuguesa radicada em França

19/08/2015

Por ser turno, as crise agrícola e migratória, dois dossiers quentes deste Verão, deverão exigir uma resposta europeia, estando previsto um conselho europeu extraordinário a 7 de setembro para abordar a crise da pecuária em França. Finalmente, o Eliseu quer colher os frutos de um eventual sucesso da Conferência Mundial sobre as alterações climáticas de Paris.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s