Moçambique: Dhlakama prescinde da proteção policial do Estado

Afonso Dhlakama, líder da Renamo

Afonso Dhlakama, líder da Renamo

Cristiana Soares
RFI

Afonso Dhlakama anunciou que prescinde da proteção policial do Estado. O líder da Renamo passa a ser escoltado exclusivamente pelos homens armados do movimento.

A decisão de Dhlakama terá sido tomada na sequência do alegado abandono que Dhlakama sentiu na sua passagem pela vila de Mualaizi, província de Tete.

A qualidade de líder da oposição, atribui a Afonso Dhlakama o direito à protecção efectuado por parte das Forças de Defesa e Segurança do país.

A 16 de Agosto de 2015, na cidade de Tete, o líder da Renamo anunciou oficialmente a instalação de quartéis nas capitais provinciais para defender os interesses da população.

Para Eliseu Machava, secretário-geral da Frelimo, partido no poder em Moçambique, no país não há espaço para o retorno à guerra: “é de lamentar e de condenar que ainda se fale de quartéis e de guerra“. Cabe ao Estado defender a soberania do país e não aos partidos políticos, acrescentou.

Mais informações com Orfeu Lisboa, correspondente em Maputo.

Correspondência de Maputo

19/08/2015

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s