Atrações internacionais são destaque da 13ª edição do Rio das Ostras Jazz

Paulo Virgilio – Repórter da Agência Brasil

Considerado um dos maiores eventos do gênero na América Latina, o Rio das Ostras Jazz & Blues Festival chega à 13ª edição apresentando, de hoje (20) a domingo (23), atrações como o guitarrista Robben Ford, um dos maiores intérpretes mundiais do instrumento, e o baterista Omar Hakim. Como ocorre todos os anos, o festival, que tem todos os seus shows com entrada franca, atrai milhares de fãs do jazz e do blues de todo o país à cidade da Região dos Lagos, localizada a 170 quilômetros do Rio de Janeiro.

Os shows são feitos em três palcos – a Praça São Pedro, no centro, a Lagoa de Iriry e a Costazul, nos bairros de mesmo nome. Esse último, também conhecido como Cidade do Jazz, é o palco principal do festival, onde os músicos se apresentam à noite, em shows sucessivos. Durante os intervalos das apresentações na Costa Azul, a Orleans Street Jazz Band Street Band, de jazz tradicional, e Dixieland.público podem divertir o público, tocando entre a plateia.

Além de Robben Ford e Omar Hakim, o time estrangeiro é integrado pela banda Line-up internacional, formada pelo grupo Incógnito, um dos mais importantes do movimento soul jazz, pelo guitarrista inglês Matt Schofield, da linha do blues-rock, pela cantora, compositora e multi-instrumentista Carolyn Wonderland e pelo acordeonista Dwayne Dopsie. O Brasil é representado pelo guitarrista Artur Menezes, o gaitista Gabriel Grossi – acompanhado por Arismar do Espírito Santo – pelo grupo Segundo Set, vencedor do concurso de bandas realizado na edição anterior do festival, e por Cristiano Crochemore, acompanhado da banda Blues Groovers e com a participação especial de Luiza Casé.

Apontado como um dos 100 maiores guitarristas da história, Robben Ford, cinco vezes indicado ao Grammy, integrou os grupos de Miles Davis nos anos 80, na fase elétrica do trompetista norte-americano. Por sua vez, Omar Hakim ganhou notoriedade quando fez parte da Weather Report, importante banda de jazz fusion, e depois acompanhando o grupo de Sting no Bring of the Night.

A repercussão internacional do Rio das Ostras Jazz & Blues Festival pode ser medida pela transmissão pela web, em tempo real, pelo portal da prefeitura da cidade. No ano passado, foram mais de 20 mil visualizações em 58 países. Para a economia do município, o evento é responsável pela entrada de mais de R$ 11 milhões durante o período.

Este ano, porém, dificuldades financeiras enfrentadas pela cidade de Rio das Ostras, município afetado pela queda no repasse dos royalties do petróleo, tiveram impacto no festival, mas não prejudicaram a qualidade. “O cast começa a ser montado assim que acaba a edição anterior, que foi em agosto. Em dezembro, o cast internacional já estava contratado. A crise e todos os problemas começaram a ser discutidos no fm de janeiro”, disse o criador do festival, Stenio Mattos.

Segundo ele, ocorreu de fato uma redução no cast nacional, contratado mais tarde para o evento. “Houve redução no número de atrações e não na qualidade, e com isso deixamos de contratar músicos nacionais que eu queria muito ver no palco.”

Promovido pela empresa Azul Produções, com patrocínio privado por meio da Lei de Incentivo da Secretaria Estadual de Cultura, o festival conta com o apoio da Prefeitura Municipal de Rio das Ostras. A programação completa e os horários dos shows podem ser conferidos no sitewww.riodasostrasjazzeblues.com.

Edição: Graça Adjuto
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s