Para diretor da Sabesp “crise hídrica esta durando mais do que se imaginava”

Normal, porque faltaram e faltam investimentos

Rui Affonso também afirma que a empresa não pode colapsar financeiramente.

Brasil de Fato

Crédito: Fernanda Caravalho

O diretor ecônomico da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), Rui Affonso, disse que a crise hídrica, anunciada desde janeiro de 2014, esta durando além do que se imaginava e que a empresa não pode passar por um colapso financeiro para poder superar a crise.

Affonso explicou a jornalistas, analistas e investidores, em teleconferência na terça-feira (18), que se do lado operacional é necessário fazer tudo para manter o abastecimento de água, é necessário fazer de tudo, também, para manter o lado financeiro estável.

Lucros

O balanço aponta que neste trimestre a empresa teve um lucro de 11,5% maior que o mesmo período do ano passado. Os ganhos voltaram a crescer após o reajuste de 15,24% em junho deste ano.

Neste mesmo mês de agosto, um relatório do Tribunal de Contas do Estado (TCE) de São Paulo indica que a crise hídrica “é resultado da falta de planejamento das ações da Secretaria de Saneamento e Recursos Hídricos”, ligada ao governo estadual, e que alertas sobre a atual situação foram dados desde 2004.

João Paulo, conselheiro municipal da União por Moradia, alerta que a crise afeta os bairros mais pobres da periferia “A nossa turma não é aquela lá do Higienópolis, do Morumbi. Onde falta água é na Brasilândia, é no Jaraguá”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s