Merkel condena atos “repulsivos” de violência contra refugiados no leste da Alemanha

HEIDENAU, Alemanha (Reuters) – A chanceler alemã, Angela Merkel, condenou nesta segunda-feira os protestos violentos contra refugiados que irromperam durante o fim de semana no leste da Alemanha, culpando neonazistas por espalharem uma mensagem “repulsiva” de ódio e moradores locais por apoiá-los.

Mais de 30 policiais ficaram feridos nos confrontos na cidade de Heidenau, próxima de Dresden, na manhã de sábado, quando uma multidão de centenas de pessoas, muitas delas bêbadas, começou a agredir os agentes com garrafas e fogos de artifício. Algumas delas gritavam a saudação nazista “Heil Hitler (Salve Hitler, em alemão)”.

A violência ocorreu depois que uma multidão muito maior se reuniu para protestar contra a chegada de 250 refugiados a um abrigo da cidade. Os imigrantes, alguns deles fugindo das guerras no Afeganistão e na Síria, contaram à Reuters que temeram que a aglomeração fosse entrar no abrigo e atacá-los.

“Todos eles mostraram o dedo do meio”, disse Yakuma Fatty, de 23 anos, de Gâmbia. “Não esperávamos isso da Alemanha.”

O país europeu, que acredita que o número de postulantes a asilo irá quadruplicar neste ano e chegar a 800.000 pessoas, está penando para lidar com a situação. O país testemunhou mais de cem incêndios criminosos a abrigos, incluindo mais um na manhã desta segunda-feira perto de Stuttgart.

(Reportagem de Josie Le Blond)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s