Ministro nega decreto para criar receitas extras com multas da Lava Jato

Luana Lourenço – Repórter da Agência Brasil
Ministro da Fazenda, Joaquim Levy
Levy:  uma  das  estratégias  do  governo é aprovar projeto que permita repatriar patrimônio ilícito, e não declardado à Receitar Antonio Cruz/Agência Brasil

O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, negou hoje (26) que o governo esteja preparando um decreto permitindo que as empreiteiras investigadas pela Operação Lava Jato possam pagar multas e indenizações à Petrobras e à União, de modo a gerar receitas extras.

“Não estou preparando nenhum decreto. Não tem questão de receitas extras, nada disso”, afirmou Levy, ao sair de uma reunião com o vice-presidente Michel Temer, no Palácio do Planalto.

Segundo o ministro, as únicas estratégias do governo para conseguir receita extra são a aprovação do projeto de lei que prevê a repatriação de patrimônio no exterior, de origem lícita e não declarado à Receita Federal, e o Programa de Redução de Litígios Tributários (Prorelit), para quitação de débitos vencidos com a Receita Federal e a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional.

Edição: Armando Cardoso
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s