Empresários da construção continuam pessimistas em relação ao momento econômico

Marli Moreira – Repórter da Agência Brasil

A Fundação Getulio Vargas (FGV) informou hoje que o Índice de Confiança da Construção (ICST) ficou estável, em agosto, em comparação com julho. O índice ficou, nos dois meses, em 70,8 pontos. Quanto mais baixa for a pontuação em relação a 100, mais negativa é a percepção dos empresários em relação aos negócios no momento presente e no futuro.

A pesquisa, denominada Sondagem da Construção, ouviu os dirigentes de 673 empresas em todo o país. O indicador ficou no menor nível desde julho de 2010, quando o Instituto Brasileiro de Economia (Ibre), da FGV, iniciou a pesquisa.

Por meio de nota, a coordenadora de Projetos da Construção do Ibre, Ana Maria Castelo, disse que ainda prevalece – entre os empresários –  um comportamento de ceticismo em relação à economia do país. Segundo ela, essa percepção se deve, em parte, à redução na oferta de recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e também a atrasos nos repasses do Programa Minha Casa. Minha Vida.

Edição: José Romildo
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s