Colisão frontal é acidente que mais provoca mortes em rodovias federais do Ceará

Edwirges Nogueira – Repórter da Agência Brasil

Apesar de representarem apenas 4% dos acidentes registrados pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), as colisões frontais provocam 30% das mortes nas estradas brasileiras e lideram oranking de óbitos nas rodovias que cortam o Ceará. Em 2014, nas 11 rodovias federais que passam pelo estado, ocorreram 170 acidentes com 72 mortes. Este ano, a Superintendência da PRF no Ceará já registrou 75 acidentes com 30 mortes. A principal causa desse tipo de acidente são as ultrapassagens irregulares.

Esse tipo de infração será alvo de fiscalização na tarde de hoje (2) em todo o Brasil. Agentes da PRF estarão, simultaneamente, em 152 pontos de rodovias federais. No Ceará, a PRF atuará em 25 pontos, onde as colisões frontais são mais frequentes, localizados nos três eixos principais: BR-116, que liga o estado às regiões Sudeste e Sul; BR-222, que faz a ligação com os estados do Piauí e do Maranhão e uma parte do Pará; e a BR-020, que liga Fortaleza a Brasília.

Segundo o inspetor da PRF, Alexsandro Batista, ultrapar em rodovias federais cearenses requer mais atenção porque cerca de 95% das rodovias são pistas simples, o que aumenta o risco de uma colisão frontal. O inspetor cita como exemplo um trecho da BR-116, na altura do município de Chorozinho, na região metropolitana de Fortaleza, onde devido ao intenso trânsito de veículos de carga, que transitam em velocidade mais baixa, as ultrapassagens por veículos de passageiros são frequentes.

Apesar das penalidades previstas no Código de Trânsito Brasileiro (CTB) estarem mais rígidas, desde novembro do ano passado, o número de condutores que fazem ultrapassagens em locais proibidos nas estradas federais do Ceará aumentou consideravelmente: passou de 8.242 entre janeiro e agosto de 2014 para 12.203 no mesmo período deste ano.

“Nós não aumentamos nossa fiscalização. Continuamos operando com o mesmo quantitativo de agentes, mas tivemos um aumento da frota e da imprudência. Mudar a cultura e a condução do nosso motorista têm sido algo extremamente difícil. Pedimos que a população se conscientize e obedeça as regras previstas no Código de Trânsito Brasileiro e respeite a sinalização. Com isso, o cidadão respeita, sobretudo, a vida”, apela Batista.

A multa para quem faz ultrapassagens forçadas em pistas de sentido duplo é R$ 1.915. Já a multa por ultrapassagem em faixas duplas contínuas é de R$ 957.

Edição: Denise Griesinger
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s