Jam no Mam volta neste sábado (05) em nova temporada

Secretaria da Cultura da Bahia

Com patrocínio da Oi pelo FazCultura, apoio cultural do Oi Futuro e patrocínio da Bahiagás, as sessões de jazz na área externa do Museu de Arte Moderna da Bahia comemoram 16º aniversário com surpresas para o público

A JAM no MAM reinicia suas atividades a partir de setembro em Salvador, com muitas novidades. O projeto, que já tem patrocínio da Oi e do Governo do Estado, através do Fazcultura, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura do Estado da Bahia, e apoio cultural do Oi Futuro, recebe também o patrocínio da Bahiagás, o que garantirá jam sessions ininterruptas todos os sábados, até fevereiro de 2016. Além disso, haverá transmissões ao vivo pela internet de oito sessões, através do site JAM no MAM. A volta das atividades da JAM no MAM acontece no dia 05 de setembro, a partir das 18h, na área externa do Museu de Arte Moderna da Bahia, quando o projeto comemorará também seus 16 anos de atividades.

Foi a parceria com o Programa Oi de Patrocínios Culturais Incentivados que permitiu à JAM no MAM investir na transmissão ao vivo de oito encontros desse segundo semestre de 2015, ampliando ainda mais o alcance e o poder transformador da criação musical feita no projeto, no Brasil e em outros países. As transmissões online serão feitas de 12 de setembro a 31 de outubro por uma equipe coordenada pelos cineastas Sofia Federico e Marcos Povoas. A primeira jam session desse segundo semestre (no dia 05 de setembro), portanto, servirá como teste para toda a equipe e não será transmitida.

Todo esse trabalho envolvendo a infraestrutura técnica das transmissões, inclusive, será acompanhado por alunos da Escola Oi Kabum! Salvador (sete jovens com idades entre 17 e 19 anos), que a partir de novembro ficarão responsáveis pelo registro de todas as jam sessions, pela produção de um clip semanal gravado durante as performances musicais da JAM no MAM (para ser divulgado nas redes sociais) e pela realização de intervenções artísticas durante o projeto. Essa será a primeira vez que a JAM no MAM se associa à Escola Oi Kabum! Salvador, outro projeto beneficiado pelo Programa Oi de Patrocínios Culturais Incentivados.

BANDA JAM NO MAM – Mas as novidades não param por aí. Além de nova programação visual assinada pelo designer Vicente Queiroz, a partir de agora a “banda base” da JAM – o grupo de músicos que garante o alicerce para todas as performances musicais e improvisações da noite – passa a se chamar pelo nome que já vem sendo conhecido pelos frequentadores do projeto: Banda JAM no MAM! Com uma sonoridade cheia de influências da forte tradição percussiva da música baiana e bebendo na fonte da pluralidade de ritmos da cultural popular local, a Banda JAM no MAM possui um rico repertório instrumental autoral e é quem “segura as pontas” em todas as jam sessions dos sábados, sempre à postos para receber músicos de todo o mundo que, sem ensaio prévio, juntam-se a ela para tocar conforme a regra número um do jazz: tema e improvisação. A Banda JAM no MAM é formada por Ivan Huol, Ivan Bastos, André Becker, Rowney Scott, Gabi Guedes, Paulo Mutti, Orlando Costa, Joatan Nascimento e Bruno Aranha.

A JAM no MAM é um projeto da Huol Criações e Produções e acontece todos os sábados do ano a partir das 18h, com ingressos a preços populares (R$ 7 a inteira). O evento acontece na área externa no Museu de Arte Moderna da Bahia, com uma das vistas mais bonitas de Salvador, de frente para o mar. Ponto de encontro garantido de músicos locais, a JAM no MAM garante aos fins de semana baianos uma trilha sonora especial, baseada no melhor estilo das jam sessions. Banda JAM no MAM sempre abre espaço para que outros músicos, profissionais ou em formação, integrem o “time” de artistas da noite, todos focados em improvisar conjuntamente.  A qualidade e imprevisibilidade das performances musicais fazem de cada jam uma experiência única. O resultado é um mix de música baiana, baião, samba, frevo, salsa, blues e swing, ritmos e estilos trazidos para um universo que tem como tônica a improvisação e que favorece o desenvolvimento de uma linguagem própria dentro do estilo universal do jazz.

ANIVERSÁRIO – Ivan Huol, diretor artístico da JAM no MAM, possui mais de 20 anos continuados de jam sessions em Salvador, o que o coloca hoje na posição de um dos principais criadores e incentivadores da – cada vez mais estruturada – cena instrumental local. Entre os projetos criados por ele estão “Jam session no Pátio do ICBA”, entre 1991 e 1992, “Jazz MAM”, entre 1993 e 2001, “Jazz em Pirajá”, 2001 e 2002, “Jazz no Pátio (do ICBA)”, em 2004, “Tim Sessions”, em 2005, “Jazz na Praça”, entre 2006 e 2007 e “Passo no Jazz”, em 2015. Mas é mesmo a “JAM no MAM”, realizada entre 2007 e 2015 pela Huol Criações, a que mais atraiu público e contribuiu de maneira significativa na formação de plateia da música instrumental e no intercâmbio entre músicos profissionais ou em formação, que exercitam a arte da improvisação ao lado de músicos experientes no mercado. “A cena instrumental baiana é a maior beneficiada pelas jams, com novos instrumentistas de qualidade surgindo a cada dia”, afirma Ivan.

Os 16 anos da JAM no MAM são contabilizados tanto pelas sessões recentes do projeto quanto pelas performances realizadas no antigo “Jazz MAM”, entre 1993 e 2001. E os números continuam a impressionar: de 25 de agosto de 2007 a 20 de junho de 2015 a JAM no MAM realizou 392 apresentações musicais, reunindo um total de 510.701 pessoas e centenas de músicos de todo o mundo. Foram lançados três DVDs (todos patrocinados pela Oi) e o quarto, Assaz Baiano, será lançado ainda este semestre, acompanhado de um CD. Foram produzidos 51 programas de TV e 51 programas de rádio. A Huol Criações produziu ainda 183 vídeos para o canal da JAM no MAM no youtube e emprega mais de 50 pessoas (diretamente) para os encontros semanais, sem contar as dezenas de pessoas que estão ligadas indiretamente ao projeto.

A comemoração dos 16 anos da JAM no MAM, portanto, é uma comemoração à visibilidade conquistada para todos os músicos, bandas e projetos que atuam – e atuaram – fora dos formatos habituais do mercado baiano e que são fundamentais para o que se vivencia hoje em Salvador. Desde os anos 1980 com nomes como Lula Nascimento, Luciano Chaves, Annunciação, Luciano Sousa, Guimo Migoya, Fred Dantas, Claus Jack, Gini Zambelli Zeca Freitas, o Festival de Música Instrumental da Bahia, o Bar Vagão, Mou Brasil, Sérgio Souto, Aderbal Duarte, o Sexteto do Beco e Paulinho Andrade, até hoje com a Rumpilazz, o Grupo Garagem, a Casa de Castro Alves, a Casa da Mãe, o Jazz na Avenida, o Oliveira, a Aliança Francesa e todos que contribuem para o fortalecimento de uma cultura musical não subserviente à cultura dominante do jazz mundial, a JAM no MAM festeja a criação de um jazz com legítimo sotaque baiano, com muito samba, bossa, salsa, funk, axé, frevo, jazz, bolero e blues, tudo transformado em pretexto à improvisação.

SERVIÇO:

JAM NO MAM

Data: Todos os sábados do ano. Início da nova temporada a partir do dia 05 de setembro.

Local: Museu de Arte Moderna da Bahia (Av. Contorno, s/n, Solar do Unhão – Tel.: 71. 3241-2983)

Horário: Das 18h às 21h.

Ingresso: R$ 7,00 (inteira) e R$ 3,50 (meia)

Site

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s