Arquivo da categoria: Sem categoria

Assessor de deputado escapa de atentado na Baixada: ‘Foram momentos de terror’

Antônio Carlos da Costa assessora deputado estadual Ricardo Abrão, filho do ex-prefeito de Nilópolis, Farid Abrão David

O DIA | DIEGO VALDEVINO

Rio – “Foram momentos de terror. Pensei que os criminosos entrariam na minha casa para me executar. Foram muitos tiros. Escapei por sorte”, o desabafo é de Antônio Carlos da Costa, de 46 anos, assessor do deputado estadual Ricardo Abrão, filho do ex-prefeito de Nilópolis, Farid Abrão David, ao comentar o atentado sofrido dentro de casa, na noite de segunda-feira, quando homens armados num carro preto da marca Jac Motors, atiraram contra o portão de sua residência, no Centro de Nilópolis, atingindo ainda o carro da vítima estacionado na garagem, os vidros da janela e o guarda-roupa. Foram 12 perfurações no portão. Projéteis de pistola calibre 45 foram encontrados no local. Antônio não foi atingido.

Disparos atingiram portão, carro e janela da casa de assessor parlamentar do deputado Ricardo Abrão

Foto:  Osvaldo Praddo / Agência O Dia

O caso foi registrado como disparo de arma de fogo, na 57ª DP (Nilópolis). Dois suspeitos não encapuzados foram flagrados na esquina da rua do assessor parlamentar por câmeras de um prédio vizinho entrando no carro usado por criminosos que efetuaram os disparos. A polícia vai analisar as imagens.

Antônio Carlos ficou com arranhões na barriga e costela após pular muro e fugir pelo telhado do vizinho

Foto:  Osvaldo Praddo / Agência O Dia

Assustado após escapar dos tiros, Antônio, que mora sozinho, contou que tinha acabado de chegar em casa com um amigo, por volta das 20h40, depois de participar da inauguração do diretório do candidato a deputado estadual Farid Abrão, em Nilópolis, quando às 22h15, ao acabar de jantar e pegar as chaves de casa no seu quarto e acender a luz do cômodo, ouviu o barulho de um carro estacionando em frente ao portão e logo foram feitos os disparos. Ele se jogou no chão e se arrastou com o amigo até os fundos da casa, quando subiu numa escada que dá acesso ao terraço e pulou o muro do vizinho.

“Deram uma sequência de tiros e ao chegar na escada, atiraram mais contra o portão. Ao pular o muro, quebrei as telhas do vizinho e fiquei com arranhões na barriga e costela”, lembrou Antônio, acreditando que o crime tenha motivações políticas.

Ele já foi secretário de Cultura por oito anos na gestão de Farid Abrão, ocupando o mesmo cargo novamente com o atual prefeito Alessandro Calazans, que assumiu a prefeitura em 2013. Há dois meses ele pediu para que fosse exonerado da função e voltou a trabalhar com Farid.

“Isso gerou insatisfação e passei a ser ameaçado na rua em passeatas políticas e a receber ameaças pelo telefone há um mês. Dizem que vão encher minha cara de tiro se não parar de criticar o governo em Nilópolis. Não descarto envolvimento de ninguém”, garante Antônio, que faz parte da diretoria da escola de samba Beija-Flor de Nilópolis.

“Foi crime político. Não tenho dúvidas”, enfatizou o ex-prefeito de Nilópolis Farid Abrão.

Esta é a segunda violência sofrida dentro de casa pelo assessor parlamentar. Em julho de 2013, dois homens armados invadiram a residência e fizeram reféns por 50 minutos, ele e mais nove pessoas, entre elas duas crianças.

“Invadiram a casa, quebraram meus dentes, colocaram arma na minha boca e roubaram até minhas cuecas. Tinha acabado de chegar de uma viagem da Ucrânia e pediam dólar e euro. A reunião em família quase terminou em tragédia”, lamentou Antônio, que após o ataque de segunda-feira, avisou que vai deixar o imóvel. “Como vou morar aqui? Virei refém da violência”, disse abalado.

Caso foi registrado como disparo de arma de fogo na 57ª DP (Nilópolis). Suspeitos foram flagrados por câmeras de prédio vizinho e polícia vai analisar imagens

Foto:  Osvaldo Praddo / Agência O Dia

 
 

Conheça os benefícios do suco de uva

Ciclo Vivo

09/09/2014
Foto: Ilustração
 

Comum no dia a dia dos brasileiros, o suco de uva esconde uma lista extensa de benefícios para o organismo. Rica em vitaminas e sais minerais, a bebida diurética é indicada para todo mundo e pode até dar uma força na hora de espantar o mau humor.

Para aproveitar ao máximo os benefícios oferecidos, nunca consuma a bebida na hora das refeições. Se possível, faça você mesmo o suco, aproveitando a fruta em sua totalidade e substituindo o açúcar pelo mel.

Além de possuir propriedades milagrosas que ajudam o organismo a se recuperar de doenças, a bebida é indicada para aliviar a má-digestão e ainda possui substâncias que previnem a gripe e inibem a formação de células cancerígenas.

O suco de uva também é uma boa opção para afastar o mau humor, já que a fruta tem altas concentrações de vitamina B, que atua como um antidepressivo natural e ainda ajuda a regular as atividades do sistema nervoso.

Aqueles que não dormiram bem na noite passada, não pensem duas vezes antes de optar pelo suco de uva: considerado por especialistas como uma das bebidas mais completas do mundo, o suco é revitalizante e pode amenizar os efeitos da insônia. Por ser diurético e estimular a atividade do fígado, o suco também é indicado para diminuir a ressaca depois de uma noite de excessos.

Os mais vaidosos também devem aproveitar os benefícios do suco de uva, que possui antioxidantes, responsáveis por combater o envelhecimento precoce, fortalecer as unhas e dar mais brilho à pele e aos cabelos, ajudando todo mundo a ficar um pouco mais bonit

Avião cai na fronteira da Colômbia com o Brasil e deixa um morto e dois feridos

Agência Brasil

09/09/2014

Uma pessoa morreu e duas ficaram feridas, ontem (8), depois do avião em que seguiam ter caído no Rio Vaupés, no sul da Colômbia, perto da fronteira com o Brasil, informaram as autoridades locais. A aeronave caiu no rio pouco depois de ter decolado do aeroporto de Mitú, capital de Vaupés, informou a Autoridade de Aviação Civil em comunicado. Dois dos três ocupantes foram resgatados e transportados para o hospital, enquanto o terceiro morreu no acidente.

O Cessna 182 que pertencia à empresa Láser, partiu na tarde de segunda-feira de Mitú, com destino à remota localidade de Acaricuara, indicou a Autoridade de Aviação Civil. Uma comissão de investigação vou enviada ao local para apurar as causas do acidente.

Em outro acidente aéreo, no sábado (6), também na Colômbia, não houve sobreviventes. A aeronave pertencia a empresa Làser. Neste caso, as dez pessoas que estavam a bordo morreram. O avião caiu pouco depois de levantar voo do município de Araracuara, em Caquetá.

 

Baiana bate recorde na natação

Tribuna da Bahia

09/09/2014

A baiana, que teve que deixar a natação de Salvador por falta de uma Federação atuante, competente, e até por falta de piscinas olímpicas, de 50 metros, para competições nacionais, a atual tricampeã do Circuito Mundial de Águas Abertas, e atleta do Time Nissan, Ana Marcela Cunha venceu a Travessia Capri-Napoli, tradicional prova italiana entre as duas localidades cuja distância é de 36 km.

A baiana de 22 anos disputou pela primeira vez a prova, que está em sua 49ª edição, e ainda marcou o novo recorde da travessia, com o tempo de 6h24m47s – o antigo recorde era da italiana Martina Grimaldi, 6h31m26s.

Durante sua estada na Itália para disputar a travessia, a atleta está usando para seus deslocamentos um utilitárioesportivo Qashqai cedido pela Nissan.

A Nissan, que é patrocinadora dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016, atua ao lado de Ana Marcela Cunha na sua preparação para este, que é o maior evento poliesportivo do mundo.

Ana Marcela faz parte do Time Nissan, programa que foi criado para colaborar com a formação de atletas brasileiros com potencial para ajudar o país a se destacar nos Jogos de 2016.

O programa foi criado em 2012. São 29 atletas de diferentes modalidades olímpicas e paralímpicas que são acompanhados por dois mentores que marcaram o esporte brasileiro: a maior jogadora brasileira de basquete de todos os tempos, Hortência Marcari, e o nadador Clodoaldo Silva, que entrou para a história do esporte paralímpico mundial ao conquistar, em uma única edição, seis medalhas de ouro. 

Boca corta na própria carne e demite Bianchi para vencer

9 set, 2014 Futebol Futebol sul-americano | 

boca juniors carlos bianchi

 

Cortar na própria carne não é uma tarefa com a qual os clubes de futebol estejam muito acostumados. Por mais que as demissões de treinadores e as trocas de jogadores sejam constantes, abrir mão de um profissional considerado o maior de todos os tempos dentro daquele time é um desafio e tanto. Foi o que o Boca Juniors precisou fazer há 12 dias, demitindo o técnico mais vencedor de sua história, Carlos Bianchi. Coincidência ou não, depois que ele deixou a agremiação, as coisas melhoraram e os resultados positivos voltaram a brotar em La Bombonera.

O próprio presidente do Boca Juniors, Daniel Angelici, reconheceu que esta foi a decisão mais complicada de sua carreira. Bianchi não queria abandonar o barco no momento e a situação em que assumiu o time piorava ainda mais o quadro. Aposentado e curtindo a vida até 2012, ele foi convencido pela diretoria do Boca a voltar para o banco de reservas do clube, depois de ficar paradinho da silva por seis anos. Este detalhe pesava uma tonelada na cabeça de Angelici, que mesmo assim cortou na própria carne antes que fosse tarde demais.

De fato, os números de Carlos Bianchi de 2012 para cá foram terríveis em La Bombonera. Com um aproveitamento de 44,8% dos pontos que disputou, passou dois anos sem levantar uma taça sequer, ganhou 31 jogos, empatou 24 e perdeu 32 vezes. Viu o Boca anotar em suas mãos 92 gols e sofrer 100. Perdeu o emprego depois de tomar uma surra do Estudiantes, perder em casa de goleada para o inofensivo Atletico Rafaella, ser eliminado da Copa Argentina pelo horroroso Huracán e somar apenas uma vitória nos quatro primeiros confrontos do Campeonato Argentino.

Quem assumiu o posto de treinador do Boca foi o ex-lateral-esquerdo titular do time, Arruabarrena, que ajudou a fazer de Carlos Bianchi um mito no time azul e amarelo com as Libertadores conquistadas em série no começo dos anos 2000. Em três partidas, o novo comandante ganhou duas e empatou outra. Está em recuperação na competição nacional e tem tudo para embalar no próximo final de semana, contra o Racing. Já na Copa Sul-Americana, deve despachar o Rosário Central após o 1 a 1 fora de casa no jogo de ida e entrar com tudo na fase internacional da competição.

É bom destacar que o dinheiro secou de vez na Argentina. Isso deve tornar o trabalho de Arruabarrena ainda mais complicado. Afinal, a sede da torcida por troféus não respeita momento econômico, seja na Argentina, Brasil ou na China. Contudo, neste menos de meio mês de ralação, o técnico tem um mérito: valorizou o futebol do volante ofensivo Marcelo Meli. Com 22 anos e uma capacidade incrível para armar jogadas, ele tem tudo para ajudar o Boca a voltar ao topo e até assumir papel de destaque na seleção portenha. Enfim, são boas notícias que demonstram o acerto dos cartolas ao mandar Bianchi embora. Doeu, mas o Boca agradece.

Bolo de fubá com goiabada

09/09/2014 | A Tribuna | Por  | Categoria: Bolos

10 porções
140614 Bolo Goiabada 10

O que é clássico nunca sai de moda e vira e mexe é revisitado. Na culinária também tem disso, assim com no mundo fashion. O bolo de fubá, por exemplo, é sempre tendência. Aqui, para dar mais cor e sabor, recebeu pedacinhos de goiabada na massa. E cobertura de goiabada cremosa.

Ingredientes: 4 ovos; 2 xícaras (chá) de açúcar; 2 xícaras (chá) de farinha de trigo; 1 xícara (chá) de fubá; 3 colheres (sopa) de margarina; 1 xícara (chá) de leite; 4 colheres (chá) de fermento e 100g de goiabada picada em cubinhos e passadas pela farinha de trigo misturada a um pouco de fermento (isso evita que afundem).

Cobertura: 100g de goiabada e 1/2 xícara de água.

Preparo: bata as claras em neve e reserve. Em seguida, bata na batedeira as gemas, depois acrescente o açúcar e a margarina. Bata muito bem – este é o segredo! Acrescente o leite, alternando com a farinha e o fubá peneirados. Por último, o fermento. Desligue a batedeira e junte a goiabada. Depois, misture delicadamente as claras em neve. Se quiser, coloque sementes de erva-doce. Ponha em forma de furo no meio de 22 cm de diâmetro. Asse em forno preaquecido a 200°C por, aproximadamente, 30 minutos ou até que, ao enfiar um palito, este saia limpo. Tire do forno, espere amornar e desenforme em um prato. Coloque a cobertura sobre o bolo. Para fazê-la, leve a goiabada picada com a água ao fogo baixo até derreter.

Espetáculo suíço inovador une artes e neurociência no Brasil

A neurociência por trás da mais antiga história de amor do mundo. 

A neurociência por trás da mais antiga história de amor do mundo. 

(swissnex)

“A importância de trazer ao Brasil é grande porque mostra uma iniciativa completamente inovadora e que liga um professor de artes cênicas com um neurologista, ambos analisando a prática e a teoria das emoções humanas”.

A definição dada pela diretora de Operações e Projetos do Swissnex no Brasil, Malin Borg, é perfeita para a aula-espetáculo comandada pelo neurologista Thomas Grünwald, do Centro Suíço de Epilepsia de Zurique, e pelo dramaturgo Anton Rey, professor do Instituto de Artes Performáticas e Cinema da Universidade das Artes de Zurique. Trazido ao Brasil pelo escritório suíço, o Act Like You Mean It foi apresentado em agosto nas cidades de Rio de Janeiro e São Paulo.

A partir da conhecida cena da sacada na peça teatral “Romeu e Julieta”, de William Shakespeare, encenada pelos atores brasileiros Tiago Homci e Florência Santángelo, Rey e Grünwald travam um divertido diálogo e demonstram que os sentimentos humanos podem ser provocados e controlados a partir de referências externas. O estudo terá aplicação em pacientes com epilepsia e déficit de memória. A plateia, lotada no Rio e em São Paulo, interagiu com entusiasmo.

Anton Rey conta que a ideia de combinar neurociência e teatro em uma pesquisa surgiu há sete anos, quando Grünwald se aproximou do Instituto de Artes Performáticas e Cinema em busca de atores e atrizes que estivessem dispostos a participar de um experimento: “Nós pedimos a atores e atrizes de língua alemã para realizarem em mente algumas das cenas que haviam realizado antes na tevê, no palco ou no cinema. Contrastando sua atividade cerebral elétrica durante os ensaios, sem qualquer emoção, descobrimos que apenas durante performances emocionais é que são ativadas partes de seus cérebros, como a amígdala, que normalmente servem a processos emocionais, mas não podem ser acessados ​​de forma deliberada”, diz.

A conclusão do experimento é que atores e atrizes podem controlar suas emoções e realmente provocar os sentimentos no palco em vez de fingi-los: “Em nossos estudos aprendemos que a ‘novidade’ e a ‘relevância’ podem estimular sentimentos. Uma vez que esse estímulo é uma das funções das artes dramáticas, queremos compreender como os artistas alcançam este objetivo. Neurocientistas esperam que se comece a entender como os artistas conseguem fazer isso, e eles podem aprender a melhorar os seus esforços”, diz Thomas Grünwald.

Segundo os pesquisadores, os resultados do estudo serão úteis aos pacientes: “Esse tipo de pesquisa visa auxiliar pacientes com epilepsia de duas maneiras. Primeiro, temos de aprender o máximo possível sobre as estruturas cerebrais que, por vezes, têm de ser removidas para curar pacientes de cirurgia de epilepsia, de epilepsias focais e de outras formas intratáveis. Este conhecimento pode ajudar a tornar os procedimentos cirúrgicos mais seguros e a melhor definir se uma operação deve ser realizada ou não em pacientes individuais”, diz Rey.

“Em segundo lugar, sabemos que, em pacientes com epilepsia clinicamente intratável, crises se originam com frequência em regiões dentro dos lobos temporais mediais. Uma vez que estas estruturas mediam processos de memória, elas podem não só causar convulsões frequentes, mas também déficits de memória graves. Além disso, sabemos que essas áreas do cérebro mediam a codificação de novas memórias, respondendo a estímulos novidade e relevância”, acrescenta o dramaturgo.

Daí, garante Rey, vem a importância de se estudar o trabalho de atrizes e atores: “Embora os neurologistas saibam os correlatos fisiológicos desses processos, eles ainda não sabem como criar relevância para ajudar a melhorar as performances de memória de seus pacientes. Esta é uma das razões por que os neurologistas começaram a estudar a arte de atrizes e atores. Eventualmente, eles querem aprender a fazer estímulos relevantes para a memória durante o processo de reabilitação neurológica. Nós ainda não podemos ser capazes de usar os resultados de nossos estudos imediatamente, mas eles nos ajudam a formular as perguntas certas para o futuro”.

Quente e frio

Os estudos nesta área são quase tão antigos quanto o texto de “Romeu e Julieta”, revela Anton Rey: “Para a escola de teatro e o instituto de pesquisa, o objetivo principal era participar de uma velha questão de 250 anos sobre as diferenças entre os chamados modos ‘quente’ e ‘frio’ de agir. Consideramos a colaboração como uma cooperação perfeita, onde pela primeira vez os artistas não são tomados como entretenimento, mas como fonte de excelência naquilo em que se especializaram em décadas de treinamento. Este fato torna o projeto um bom exemplo de ‘Investigação Artística’, também chamado de ‘pesquisa com as artes’, em oposição à pesquisa de ou sobre artes ou à ‘pesquisa baseada na prática’”, diz.

O estudo, continua Rey, pode servir também para a formação de atores: “A neurociência não mudará as artes dramáticas nem fará melhores atores. No entanto, os artistas individualmente terão confiança no fato de que os experimentos neurocientíficos podem encontrar a prova de alguns dos recursos que as teorias do drama e das artes só podem reclamar. Além disso, experiências como as que estamos usando em nossa cooperação podem ser usadas para a pesquisa em artes dramáticas em diferentes abordagens para atuação em teatro”.

O Swissnex já levou a aula-espetáculo de Grünwald e Rey a outros lugares do mundo, mas a experiência brasileira foi única, diz Malin Borg: “Esse projeto é lindo, pois trabalha com atores brasileiros e o professor Anton Rey se deixou inspirar pelo ambiente brasileiro. Perguntou-se, por exemplo, como seria a casa de uma Julieta moderna brasileira. Como na sociedade brasileira (e principalmente na classe A) há um foco grande sobre beleza e fitness, ele resolveu fazer da Julieta uma garota rica que está fazendo exercício durante a cena de sacada clássica”, diz.

Impressões

Conviver com os brasileiros e conhecer um pouco da cultura do país também foi uma experiência válida para os idealizadores do Act Like You Mean It: “Fiquei impressionado com a hospitalidade e a abertura de espírito com que fui recebido pelos meus colegas médicos no Rio de Janeiro e em São Paulo. Embora vivamos em diferentes partes do mundo, compartilhamos os mesmos problemas. Podemos nos ajudar uns aos outros para resolver pelo menos alguns desses problemas se nós juntarmos nossas forças neurocientíficas”, diz Thomas Grünw

Já Anton Rey, embora ressalte que conheceu apenas “pequenas partes de duas grandes cidades em um país com o tamanho da metade da América do Sul” lista de forma divertida as lembranças que terá do Brasil: “Impressões duradouras serão as vistas gerais da arquitetura, os arranha-céus sem fim, o ruído esmagador, o grafite sem fim, algumas peças muito agradáveis ​​de arte, as condições das ruas, os táxis de condução rápida mesmo em estradas extremamente estreitas e um monte de proibições e advertências como não beber água da torneira, tomar cuidado com batedores de carteira e não andar determinados bairros”, diz, ressaltado que o povo brasileiro apoiou, foi amigável e aberto com a apresentação do projeto suíço.

Por Maurício Thuswohl, Rio de Janeiro, Brasil

Pesquisa mostra disputa acirrada no referendo sobre independência da Escócia

EDIMBURGO (Reuters) – Os lados opostos na campanha para o referendo sobre a independência da Escócia estão disputando a palmo os votos dos eleitores, faltando apenas nove dias para a votação, mas nos últimos dias os partidários da separação do Reino Unido ganharam força, mostrou nesta terça-feira uma pesquisa do instituto TNS.

O número de pessoas que dizem que votariam “não” à independência caiu para 39 por cento, contra 45 por cento há um mês. O apoio ao “sim” ficou um pouco atrás, com 38 por cento, mas avançou em comparação aos 32 por cento de um mês atrás.

“Essa pesquisa revela uma mudança notável nas intenções de voto”, disse Tom Costley, chefe da TNS Escócia.

A pesquisa segue a do Sunday Times, no domingo, que apontou o campo pró-independência ligeiramente à frente pela primeira vez este ano e levou a uma queda na cotação da libra e no valor das ações britânicas.

(Reportagem de Angus MacSwan)

Número de mortos no leste da Ucrânia aumenta, apesar de cessar-fogo

Por Gareth Jones e Aleksandar Vasovic

KIEV/MARIUPOL Ucrânia (Reuters) – Quatro militares ucranianos foram mortos desde o começo do cessar-fogo entre o governo e separatistas pró-Rússia na última sexta-feira no leste da Ucrânia, de acordo com declarações de um representante do ministério da Defesa à imprensa nesta terça-feira.

O cessar-fogo é parte de um plano de paz cuja intenção é encerrar um conflito de cinco meses que, segundo as Nações Unidas, já matou mais de 3.000 pessoas e provocou a maior tensão entre a Rússia e o Ocidente desde a Guerra Fria.

O cessar-fogo foi mantido, em grande parte, durante a noite de segunda-feira e madrugada desta terça, apesar de algumas violações esporádicas, incluindo em Donetsk, um bastião rebelde e a maior cidade da região, onde forças do governo controlam o aeroporto. Uma mulher ficou ferida durante a noite, segundo autoridades.

O chefe do departamento militar médico do ministério da Defesa em Kiev, Vitaly Andronaty, disse que quatro soldados foram mortos e 29 ficaram feridos desde a noite de sexta-feira, de acordo com comentários feitos à agência de notícias Interfax.

Foi a primeira confirmação oficial de mortes militares desde o começo do cessar-fogo.

Em um comunicado separado, o centro de imprensa da operação militar ucraniana disse que as forças armadas não haviam sofrido baixas durante a noite de segunda para terça-feira.

No fim de semana, uma mulher foi morta e pelo menos quatro civis ficaram feridos quando forças do governo sofreram pesados ataques de artilharia perto da cidade portuária de Mariupol, no Mar de Azov.

Ambos os lados culpam um ao outro por quaisquer violações à frágil trégua.

 

Separatistas libertaram 648 prisioneiros de guerra, diz Ucrânia

KIEV (Reuters) – Os separatistas pró-Rússia libertaram 648 prisioneiros de guerra ucranianos até agora sob os termos do cessar-fogo acordado com o governo, que entrou em vigor na última sexta-feira, disse um porta-voz dos militares ucranianos nesta terça.

Andriy Lysenko disse em uma coletiva de imprensa diária que o lado ucraniano estava trabalhando para assegurar a libertação de mais 500 prisioneiros de guerra. Ele não revelou de imediato quantos prisioneiros de guerra rebeldes seriam libertados pelo governo sob o acordo de cessar-fogo.

O presidente ucraniano, Petro Poroshenko, disse na segunda-feira que os rebeldes tinham libertado cerca de 1.200 prisioneiros. Lysenko disse que o número citado pelo presidente se referia ao total de prisioneiros que se acredita estejam estarem sob o poder dos separatistas.

Lysenko também disse que cinco soldados ucranianos foram mortos e 33 teriam ficaram feridos desde o início do cessar-fogo.

(Reportagem de Pavel Polityuk)

noticias gerais e, especificamente, do bairro do Brás, principalmente do comércio