Arquivo da categoria: Economia

Comissão Europeia aprova pacote de ajuda ao Banco Espírito Santo

Foto montagem com o logo do Banco do Espírito Santo e da nova instituição criada com produtos sem risco e batizada de Novo Banco.

Foto montagem com o logo do Banco do Espírito Santo e da nova instituição criada com produtos sem risco e batizada de Novo Banco.

BES.PT
RFI

A Comissão Europeia aprovou nesta madrugada o plano de ajuda do governo português ao Banco Espírito Santo. A instituição avaliou que “a solução encontrada vai contribuir para restabelecer a confiança na estabilidade do sistema financeiro de Portugal”.

 

As autoridades portuguesas decidiram dividir o banco em duas entidades a fim de permitir a separação entre ativos tóxicos e produtos sem risco. Estes últimos serão reunidos em uma instituição chamada Novo Banco, que vai recuperar os dois milhões de clientes do Banco Espírito Santo e receberá um investimento de € 4,4 bilhões de euros do Estado.

O Novo Banco deverá elaborar um plano de reestruturação segundo as novas regras europeias. Os acionistas serão afastados do Novo Banco e vão manter somente os ativos tóxicos. Já o “bad bank” (estrutura de eliminação dos ativos tóxicos), ele vai ser mantido em poder dos atuais acionistas. Os detentores de ações e credores não – prioritários do Banco Espírito Santo serão chamados a “assumir as perdas” decorrentes “de uma atividade bancária que eles não controlaram o suficiente”, advertiu o ministério das Finanças de Portugal.

Corrida contra o tempo

Segundo a televisão portuguesa RTP, um total de 60 funcionários do Banco de Portugal trabalhou em ritmo intenso todo o final de semana para criar o Novo Banco. No site, Vitor Bento, que foi nomeado para assumir o controle da instituição, tentou tranquilizar os correntistas: “Para os nossos clientes e colaboradores apenas uma coisa mudou – o seu Banco está agora mais forte e seguro que antes. As incertezas que 
ameaçavam a instituição nos últimos tempos foram afastadas”.

Reação das Bolsas

Depois de três dias no vermelho, a bolsa de Paris começou a operar hoje em alta (0,40%). Segundo os especialistas, a gestão da crise no Banco Espírito Santo pelo governo português deve acalmar os investidores e já provocou o aumento da procura pelos títulos públicos portugueses.

A Bolsa de Lisboa caiu 0,11% na abertura.

 

Anúncios