Arquivo da tag: ADVOGADO

Advogado que deixou julgamento do Carandiru é condenado civilmente a pagar multa

Celso Vendramini defendia os 15 policiais militares julgados, abandonou o caso e foi multado em 70 salários mínimos

O DIA

São Paulo – O advogado que abandonou o plenário do júri no julgamento de policiais acusados de participar da invasão da antiga Casa de Detenção do Carandiru teve confirmada a multa de 70 salários mínimos (R$50.680) pela 4ª Câmara do Direito Criminal do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP). Celso Vendramini defendia os 15 policiais militares julgados e foi multado por largar o caso.

Como a multa não foi recolhida pelo advogado no prazo estipulado na sentença, há determinação de inscrição do nome dele na dívida ativa do estado.

O relator do processo, desembargador Ivan Sartori, destacou que o valor é bem razoável, se considerados os recursos públicos para a preparação de um julgamento. Participaram da análise do caso, os desembargadores Willian Campos e Edison Brandão que acompanharam o voto do relator que estipulou a multa.

Defesa faz novo pedido para libertar padrasto de Joaquim

Advogado pede habeas-corpus para principal suspeito de crime com o argumento de que julgamento está demorando para começar

Agência Estado

10/06/2014

  Joaquim Ponte Marques.Enteado e vítima de Guilherme Longo (Arquivo pessoal/Divulgação)

Um novo pedido para libertar Guilherme Longo foi impetrado nesta segunda-feira, 9, no Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) pelo advogado Antônio Carlos Oliveira, responsável pela defesa do padrasto do menino Joaquim Ponte Marques, de 3 anos, morto em novembro do ano passado em Ribeirão Preto. O advogado tenta obter um habeas-corpus para o seu cliente sob a alegação de que a Justiça estaria demorando para iniciar o julgamento. Ele argumenta que, por se tratar de um crime que vai a júri, a primeira audiência já deveria ter acontecido há dois meses.

Longo é suspeito de ter matado o menino com uma dose excessiva de insulina, se aproveitando do fato de ele ser diabético. Ele nega o crime, mas está preso desde então. Hoje, Longo está detido na Penitenciária de Tremembé. A mãe de Joaquim, Natália Ponte, também suspeita de envolvimento no crime, chegou a ficar presa, mas desde janeiro está em liberdade. A defesa do padrasto já havia tentado outras vezes obter o habeas-corpus, mas não obteve êxito. Além desse pedido, existe outro com a mesma finalidade à espera de uma resposta da Justiça.

O crime

O menino Joaquim desapareceu de sua casa em Ribeirão Preto no início de novembro e dez dias depois seu corpo foi localizado boiando no Rio Pardo, em Barretos. Guilherme Longo é réu no processo e responde por homicídio triplamente qualificado e ocultação de cadáver. Já Natália, mesmo não participando diretamente na morte do filho, foi denunciada pelo Ministério Público porque teria sido omissa por saber do perigo que o padrasto representava para o menino e não ter feito nada.

Advogado rico abandona carreira para virar ‘homem-bala’ em circo

Formado em Oxford, Gary tinha uma casa de R$ 3 milhões

O DIA

Inglaterra – Um advogado formado pela renomada universidade de Oxford, na Inglaterra, deixou a carreira estável e um contra-cheque de dar inveja para “fugir com o circo”. Gary Stocker, de 30 anos, tinha uma casa no valor de 1 milhão de euros (cerca de R$ 3,2 milhões), mas abandonou o escritório de recrutamento internacional onde trabalhava em Londres e a vida confortável para ser “homem-bala” em um número com canhão no Chaplin’s Circus, um dos maiores circos britânicos.

Advogado deixou carreira de sucesso para virar ‘homem-bala’ em um dos maiores circos da Inglaterra

Foto:  Reprodução Internet

Gary contou que decidiu mudar o rumo de sua vida após começar a ganhar muito dinheiro e ter uma conversa com seu chefe. Ele conta que não podia se deixar seduzir pelo dinheiro, já que não era aquilo que gostaria de fazer durante a vida.

“Cheguei a ganhar muito dinheiro em um mês, então meu chefe me disse: Você vai fazer tanto dinheiro, que não vai conseguir sair (da profissão)”, falou em entrevista ao Daily Mail . “Foi aí que decidi que era hora de mudar”, completou. 

‘Homem-bala’ conta que circo traz variedade e liberdade

Foto:  Reprodução Internet

“O circo é ainda mais difícil do que meu trabalho anterior em termos de expediente, mas me traz alegria e variedade. Estou muito empolgado, todos os dias acontece algo novo”, contou “The Great Herrmann” – nome que Gary usa nas apresentações.

Após receber uma proposta de um artista de rua para se juntar ao circo, percebeu que era aquilo o que estava “destinado a fazer”. “Talvez só tenha entrado na faculdade de Direito para agradar minha mãe. Ela sempre fez o melhor para mim”, contou. “Pensei que fosse decepcioná-la, mas estava totalmente errado, ela tem orgulho de mim, não importa o que escolha fazer”.

Casa do ex-advogado Gary valia cerca de R$ 3 milhões

Foto:  Reprodução Internet

Advogado furta bilhete premiado da Mega-Sena

DIÁRIO DA MANHÃ|ANA CLÉIA DE SOUZA

Idoso tem bilhete da Mega-Sena furtado. Foto: Divulgação/Internet

Idoso tem bilhete da Mega-Sena furtado. Foto: Divulgação/Internet

 

 

 

Um idoso ganhou R$ 20,6 mil em um bolão da Mega-Sena na cidade de Jandaia do Sul, no interior do Paraná, mas teve o comprovante da aposta furtado.

 

 

A polícia descobriu que um advogado recebeu o bilhete. Ele disse aos militares que o bilhete premiado foi a forma de receber os honorários. Depois contou outra versão, dizendo que ele mesmo fez a aposta. A reportagem foi exibida no SBT Brasil.

 

USP: confiança de advogados na Justiça cai 3,4% em abril

08/05/2014 

São Paulo, 08 – O Índice de Confiança dos Advogados na Justiça (ICAJ), realizado pela Fundace, da Universidade de São Paulo (Fundace/USP), mostrou recuo de 3,4% na nota dada pelos profissionais à Justiça do País entre 2013 e 2014. Segundo levantamento, divulgado neta quinta-feira, 8, em uma escala de zero a 100, a nota final dos advogados para a Justiça brasileira foi 30,8 este ano, contra 31,9 no ano passado. O resultado é o pior desde 2011, quando a pesquisa começou a ser feita nacionalmente e mostra que a Justiça segue também abaixo no nível de confiança, de 50 pontos. Em 2012, a nota foi 31,2 e, em 2011, 32,7.

“Apesar da queda (em 2014), a avaliação é que a nota segue baixa durante os quatro anos, com uma variação pequena do indicador”, disse Cláudio de Souza Miranda, um dos coordenadores da pesquisa e professor do departamento de contabilidade da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto (FEA-RP) da USP, à qual a Fundace é ligada. Foram entrevistados 684 advogados de todas as regiões brasileiras e com atuação em diversas áreas do direito, profissionais liberais, professores ou representantes do setor público, bem como de diversos níveis hierárquicos em escritórios de advocacia. A margem de erro do levantamento é de 3,7 pontos.

O ICAJ/Fundace é composto por sete indicadores que avaliam a percepção dos advogados sobre a Justiça: eficiência, honestidade, morosidade, facilidade de acesso, custo para a solução de litígios, falta de igualdade no tratamento das partes e perspectiva de futuro. A pior avaliação segue para a rapidez na solução de litígios, com 11,5. A pesquisa mostrou que o advogado, no entanto, ainda tem um pouco de perspectiva de futuro da Justiça brasileira, cuja nota foi a maior: 43,6. Com exceção do indicador para os custos da solução de litígios, cuja nota apresentou alta de 24,5 para 26,8, todos os demais indicadores apresentaram queda entre 2013 e 2014.

Os advogados mais jovens, com até cinco anos de militância, deram nota 34,5 à Justiça do País e são os mais otimistas. Já os mais velhos, com mais de 15 anos de profissão, foram os mais pessimistas, com 28,5 de nota. Nas regiões brasileiras, os advogados do Centro-Oeste, com 34,8 de avaliação, foram os com maior otimismo e, com 28,8, os do Nordeste foram os mais pessimistas.

Além da nota, os pesquisadores da Fundace perguntaram ainda se o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) está contribuindo para a melhoria da qualidade da Justiça. A nota obtida foi 76,7 pontos, mostrando confiança dos profissionais no trabalho do conselho. “Apesar de o melhor indicador da pesquisa ser a perspectiva futura com a Justiça e de o CNJ, criado justamente para melhorá-la, ser bem avaliado, a percepção dos advogados mostra que nada que mudou (na Justiça) em quatro anos de pesquisa”, concluiu Miranda.

 

Advogado se irrita com método de segurança e abre calça em fórum no AM

No momento da revista, homem perguntou a funcionária se ela queria que ele tirasse a roupa

O DIA

Amazonas – O advogado Gefson Oliveira se irritou com os métodos de segurança do Fórum Trabalhista de Manaus e começou a abrir a calça na frente da funcionária que estava lhe revistando. A cena foi flagrada nesta quarta-feira por câmeras de segurança do local.

No ato, quando Gefson passou pelo detector de metais o dispositivo apitou e a funcionária solicitou o uso do bastão para revistá-lo. Irritado o advogado começou abrir o zíper para a segurança e outras pessoas que estavam a sua volta.

Gefson Oliveira abre calça para a segurança mulher e outras pessoas a sua volta

Foto:  Divulgação / TRT

Segundo Gefson, promotores e desembargadores não passam pela revista. Além disso, o advogado relatou que agiu desta forma porque estava atrasado para uma audiência e que já tinha depositado todos os seus objetos no momento da revista, sendo assim perguntou a funcionária se ela queria que ele tirasse a roupa.

O diretor do Fórum denunciou o ato do advogado ao Tribunal de Ética e Disciplina da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

Advogado é preso por extorsão e crimes sexuais pela internet

DIÁRIO DA MANHÃ|OLÍVIA PROENÇA

O advogado Ricardo Lopes Hage foi preso em Salvador, acusado de extorsão e crimes sexuais pela internet. Ele é casado com uma juíza do Trabalho e parente do ministro-chefe da CGU (Controladoria Geral da União), Jorge Hage.

A prisão temporária de 30 dias, realizada na última sexta-feira (18), foi solicitada pela Justiça após denúncias de mulheres e adolescentes que acusaram o advogado de chantagem. O sigilo telefônico do jurista foi quebrado e mandados de busca e apreensão para captura de fotos, papéis, celular, aparelhos eletrônicos e qualquer mídia que armazene dados que estejam em poder do investigado e na sua residência, localizada em um condomínio de luxo, foi expedido.

Fake

Segundo investigações do setor de inteligência da Secretaria de Segurança Pública, o acusado tinha um perfil feminino falso no Facebook (fake), conquistava a amizade das mulheres e pedia fotos íntimas. O advogado conseguia número de telefone, revelava que era homem, fazia propostas indecentes e enviava imagens obscenas. Ele ameaçava divulgar na internet o teor do contato, caso não obtivesse sexo. O processo já está em segunda instância e corre na Segunda Turma da Segunda Câmara Criminal do TJ-Ba (Tribunal de Justiça da Bahia).

Foto:Advogado tinha um perfil feminino falso nas redes sociais Reprodução/Record Bahia

Foto:Advogado tinha um perfil feminino falso nas redes sociais Reprodução/Record Bahia

 

Advogado é preso e acusado de participar de assalto a posto de combustível

A Tribuna/Bruno Lima

N/A

Bando invadiu o posto e começou a agredir frentistas

O advogado Marcelo Cury e Silva, de 29 anos, foi preso na manhã desta segunda-feira, na Ponta da Praia, Santos, acusado de participar do assalto a um posto de gasolina. Ele foi capturado na Avenida Mário Covas, próximo ao portão 18 do Porto de Santos, dentro do próprio carro e ao lado de outros três suspeitos.

Fingindo estar armado, o bando invadiu o estabelecimento, na Rua Enguaguaçu, agrediu dois frentistas com chutes e pontapés e roubou R$ 240,00 em dinheiro, celulares e relógios das vítimas. A quadrilha, que horas antes havia tentado invadir uma empresa de serviço de segurança, no Boqueirão, também levou maços de cigarros vendidos na ilha de conveniência do estabelecimento.

Após o roubo, o grupo fugiu a bordo do HB 20 Sedan branco do advogado, mas acabou detido ao ficar preso em um congestionamento de caminhões. Além de Marcelo, foram presos também Paulo Robson Alberto Ramos, de 30 anos, Cristian Guilherme Matias Phellipe, de 20, e Thiago Souza dos Santos, de 21. Com exceção do advogado, os demais suspeitos já têm passagens pela polícia.

Agressões

Segundo relato do representantes do posto, os marginais chegaram ao comércio por volta das 8 horas e anunciaram o assalto Após anunciar o assalto. Um dos bandidos desferiu socos e chutes contra um dos frentistas. Em seguida, os demais se aproximaram e também agrediram a vítima, que chegou a correr pelas ruas para escapar das agressões.

Ao tomar posse dos objetos dos trabalhadores, a quadrilha entrou na ilha de conveniência e, antes de roubar os cigarros, também agrediu o funcionário que estava no caixa do local.

Assim que o bando fugiu a bordo do carro do advogado, a Polícia Militar foi acionada e localizou o veículo na Avenida Mário Covas. Preso no congestionamento, o bando foi abordado e, de imediato, segundo a PM, confessou a autoria do crime.

No veículo, os policiais encontraram o dinheiro e os objetos roubados. Porém, não localizaram armas ou drogas.  Devido ao flagrante, o caso foi encaminhado ao 1º Distrito Policial da Cidade, onde as vítimas das duas ocorrências reconheceram os acusados.

Depois do crime, o frentista que mais foi agredido pelos bandidos foi levado ao Pronto-Socorro da Zona Leste com vários ferimentos, incluindo cortes na região dos olhos. Por ter curso superior, o advogado preso está recolhido em uma cela especial no 5º DP. Os outros três bandidos foram levados ao Centro de Detenção Provisória (CDP) de Praia Grande.

noticias gerais e, especificamente, do bairro do Brás, principalmente do comércio