Arquivo da tag: ALTA DO NÍVEL DO RIO AMAZONAS

Primeiro alerta máximo de enchente no rio Amazonas é emitido pela Defesa Civil

Parintins é a primeira cidade com previsão de ‘sofrer’ com a subida do nível do rio

 

Enchente do rio Madeira em Humaitá, única cidade do Amazonas em estado de calamidade pública. Foto: Divulgação/Defesa Civil-AM

MANAUS – A apenas 55 centímetros de atingir a cota histórica que foi registrada em 17 de junho de 2009, Parintins (distante 368 quilômetros de Manaus), no baixo rio Amazonas, recebeu nesta quarta-feira (30) alerta máximo para emergência emitido pela chefia de monitoramento da Defesa Civil do Amazonas. A cidade deve preparar-se para a enchente do rio Amazonas. O departamento de resposta ao desastre pretende iniciar os trabalhos paralelamente às ações de resposta à enchente, que devem começar o quanto antes pela Prefeitura de Parintins, que tem o dever de apresentar a primeira resposta à população.

Uma das primeiras ações da Defesa Civil é orientar a população que mora em área de risco para buscar um local seguro: casas de amigos, casa de parentes, abrigos e se resguardar de possíveis perdas, tanto material quanto humana. Esta anormalidade tem como principal fator a cheia histórica enfrentada atualmente no rio Madeira, com influência direta no baixo Amazonas.

Em todo o Amazonas há 16 cidades estão em estado de emergência devido à subida do nível dos rios: Guajará, Ipixuna, Boca do Acre, Envira, Humaitá, Lábrea, Pauini, Apuí, Canutama, Manicoré, Novo Aripuanã, Borba, Novo Olinda do Norte, Tapauá, Itamarati e Autazes. Dos municípios em emergência, apenas Humaitá está em estado de calamidade pública.

O poder público estadual enviou 386 toneladas de alimentos às áreas atingidas pela enchente e continua o atendimento aos municípios afetados, com envio de kits de ajuda humanitária – com materiais de higiene pessoal e limpeza, medicamentos, colchões. Também são entregues às famílias atingidas pela cheia barracas de campanha e gás de cozinha.

Calamidade

Humaitá foi a primeira cidade a receber o programa Amazonas Solidário, que beneficia famílias que estão sofrendo com a cheia, e receberam cheques no valor de R$ 300. Centenas de famílias foram cadastradas pela Defesa Civil do município. Foram emitidos 3.955 cheques nominais, que impossibilitam qualquer tipo de fraude. Somente recebem o benefício as famílias que comprovadamente estão sofrendo com os danos causados pela enchente de 2014. Manicoré foi o segundo município a receber o beneficio do programa Amazonas Solidário, no dia 26 de abril, para 1.322 famílias.

Os municípios de Boca da Acre, Maraã, Apuí, Borba, Envira, Manicoré, Novo Aripuanã, Canutama e Humaitá receberam apoio financeiro por meio de convênios junto à Defesa Civil do Estado, no valor total de R$ 3.255.885 para ações de prevenções, socorro e assistência por conta da emergência.