Arquivo da tag: ANTROPOFAGIA

Homem é condenado a 28 anos de prisão por ter matado e comido vítima

DIÁRIO DA MANHÃ|LUDIMILLA MOREIRA

O guia turístico Arihano Haiti, de 33 anos, foi condenado a 28 anos de prisão por acusação de matar e comer um alemão, e, em seguida, estuprar a namorada da vítima. O crime ocorreu na Polinésia Francesa, mais exatamente na ilha de Nuku Hiva, onde ele trabalhava. 

A vítima era o homem identificado apenas por Ramin, que tinha 40 anos. Ele e a namorada foram ao local em busca de aventuras no Pacífico Sul. Além de matar e comer o alemão, Arihano também ateou fogo contra o corpo do homem. Depois, voltou ao local em que a namorada aguardava Ramin e a violentou. 

Casal que contratou o guia

Casal que contratou o guia

O assassino foi preso pela primeira vez em 2011, quando havia ficado 50 dias foragido. O juiz que analisou o caso negou a ele a liberdade condicional nos primeiros 18 anos de prisão. Não foram encontradas provas de que Arihano realmente tenha praticado canibalismo contra a vítima. Os promotores do caso afirmam que o homem foi morto com um tiro na cabeça, teve o corpo esquartejado e depois queimado. 

Vingança

O acusado alega ter cometido o crime brutal porque teria sofrido abuso sexual por parte da vítima. O estupro sofrido teria sido motivo, também, para que ele fizesse o mesmo com a namorada do homem. Mas, detetives que trabalham com os investigadores locais dizem que não há indícios de que Ramin apresentava tendências homossexuais. 

Haiti tinha sido contratado pelo casal para ajudar a explorar a região da Polinésia, em uma viagem de 2 anos. A vítima era fascinada por viagens e criou um blog de turismo por conta da viagem. Sua última postagem dizia: “Eu procuro por liberdade e aventuras”

Arihano Haiti, acusado do assassinato

Arihano Haiti, acusado do assassinato