Arquivo da tag: argélia

Alemanha bate a Argélia no tempo extra e vai pegar a França no Maracanã

Seleções fazem clássico de campeãs do mundo da Europa em partida que será realizada na próxima sexta-feira às 13 horas

O DIA

Rio Grande do Sul – Não foi fácil, mas o Maracanã vai ver Alemanha e França pelas quartas de finais da Copa do Mundo, na próxima sexta-feira. A equipe tricampeã do mundo precisou de mais de 90 minutos para derrotar a Argélia na prorrogação por 2 a 1 e avançar no Mundial. O favoritismo alemão penou para ser confirmado. A seleção africana deu trabalho e valorizou o resultado da Alemanha. O Beira-Rio se despediu do Mundial com um jogão. 

No Maracanã, França e Alemanha vão se enfrentar em uma Copa do Mundo após 28 anos. Em 1986, os alemães derrotaram os franceses por 2 a 0 na semifinal da competição. No Mundial anterior, as duas equipes tinham se encarado na mesma fase, com outra vitória alemã, aquela nos pênaltis, depois de um empate por 3 a 3 no tempo normal. No Brasil, os “Le Bleus” vão ter a chance de uma nova revanche.

Marcação argelina foi muito forte no Beira-Rio

Foto:  Efe

O JOGO

Com a responsabilidade de vencer por conta da sua maior qualidade técnica e tradição, a Alemanha iniciou a partida com maior posse de bola e procurando mais o jogo que a Argélia. No entanto, com apenas sete minutos, os africanos mostraram a força do seu contra-ataque. Slimani foi lançado em condição legal, tentou passar por Neuer, que saiu da área, mas o goleiro alemão foi bem e efetuo o corte. A primeira tentativa dos tricampeões aconteceu aos 10 minutos. Schweinsteiger arriscou de longe e obrigou M’Bolhi a fazer uma boa defesa.

A equipe africana, no entanto, continuava aprontando das suas. Em bela jogada individual, Feghouli driblou dois zagueiros e finalizou por cima do gol alemão. Aos 16 minutos, Slimani até balançou a rede para os argelinos. Após cruzamento, o atacante cabeceou para o gol, mas o árbitro brasileiro Sandro Meira Ricci sinalizou, com ajuda do auxiliar, impedimento. Dois minutos depois, outra chegada dos africanos. Soudani tocou para Ghoulam, que finalizou bem, assustando mais uma vez Neuer.

Com uma marcação muito forte, os argelinos induziam os alemães ao erro. Até no setor defensivo. Mertesacker falhou, Feghouli recuperou a bola e mais uma vez foi preciso Neuer sair do gol para tirar a posse da bola dos pés da equipe africana. Sem conseguir progredir no campo como de costume, a Alemanha chegou apenas em uma jogada de bola aérea. Müller recebeu cruzamento de Kroos, mas a bola acabou indo sem muito perigo de gol para M’Bolhi. Depois, Özil decidiu testar o goleiro africano, que deu rebote. A bola sobrou para o atacante alemão, que dessa vez, não conseguiu dominá-la.

No fim da primeira etapa, os alemães tiveram a sua melhor oportunidade. Kroos arriscou de fora da área, M’Bolhi soltou no pé de Götze, mas o goleiro africano se arriscou e se redimiu com uma bela defesa. No entanto, o resultado seguiu sem nenhuma alteração para o intervalo.

Müller perdeu grandes chances de gol para a Alemanha

Foto:  Efe

Para o segundo tempo, Joachim Löw decidiu colocar um jogador mais fixo na área. O escolhido foi Schürrle, que substituiu Götze. E, na primeira oportunidade que teve, o atacante do Chelsea quase marcou em uma jogada dividida com a zaga argelina. No lance seguinte, Mustafi subiu bem e obrigou o goleiro M’Bolhi a fazer uma bela defesa.

O ritmo do jogo seguia alucinante. Os argelinos chegaram com bastante perigo em uma bola área defendida com Neuar. No lance seguinte, o goleiro armou um ataque com Schürrle, mas a defesa argelina afastou a jogada. Depois, em um belo contra-ataque com cinco jogadores, os africanos voltaram a parar no goleiro alemão. Aos oito minutos, Lahm quase marcou um belo gol. Depois de bela tabela, a bola chegou para o meia alemão chutar, mas M’Bolhi fez uma grande defesa.

Mais recuada, a Argélia dificultava bastante os ataques da Alemanha e seguia perigosa nos contra-ataques. Feghouli teve duas chances. Na primeira, ele finalizou para fora, na segunda, puxou um belo contra-ataque que parou nas mãos de Neuer. Sentindo que poderia vencer o jogo, Vahid Halilhodzic colocou Brahimi no lugar de Taider. Logo depois, os africanos levaram susto. Após bela jogada pela direita, Schweinsteiger cabeceou para fora. Aos 35 minutos, M’Bolhi colocou de vez o seu nome no jogo. Após outra bela jogada de fundo, Müller cabeceou à queima-roupa, mas o goleiro africano fez bela defesa. A bola ainda sobrou para Schürrle, que finalizou na zaga argelina.

Os últimos minutos do tempo normal foram emocionantes, com Neuer saindo do gol novamente para evitar um ataque argelino e com uma outra cabeçada de Schweinsteiger, que acabou parando nas mãos de M’Bolhi. Mesmo com muita luta de ambas as partes, a partida acabou mesmo seguindo para a prorrogação.

Tempo extra

Schürrle abriu o placar para o time alemão

Foto:  Reuters

Após lutar muito no tempo normal, os argelinos acabaram iniciando o tempo extra de forma sonolenta. Com apenas um minuto, Schürrle completou cruzamento e abriu o placar para a Alemanha no Beira-Rio. Com a desvatagem no placar, os africanos partiram para o tudo ou nada. Djabou e Bougherra entraram, queimando as alterações possíveis de Vahid Halilhodzic. E os africanos quase empataram com Mostefa. Aos 11 minutos, após cruzamento para área, a zaga alemã falhou e Mostefa bateu para fora, perdendo a melhor oportunidade africana na primeira etapa do tempo extra.

Precisando vencer, os argelinos buscaram com mais intensidade o gol nos 15 minutos finais de jogo. E os últimos lances do jogo foram emocionante. Após contra-ataque, Özil fez o segundo alemão aos 14 minutos. Porém, ainda havia tempo para o gol solitário dos africanos. Djabou completou cruzamento e diminuiu o resultado. Os argelinos até tentaram empatar em mais um ataque, mas não houve tempo. Mesmo assim, dá adeus ao Mundial de forma honrosa. A Alemanha, uma das favoritas, suou a camisa e mostrou tradição para seguir adiante. O clássico com a França promete. 

ALEMANHA 2 X 1 ARGÉLIA

Estádio: Beira-Rio (Rio Grande do Sul) 
Árbitro: Sandro Ricci (BRA) 
Público: 43.063 presentes 
Cartões Amarelos: Halliche (ARG) 
Cartões Vermelhos: –  
Gols: Schürrle e Özil (ALE) ; Djabou (ARG)

ALEMANHA: Neuer, Mustafi (24′ do 2ºT – Khedira) Khedira, Mertesacker, Boateng e Höwedes; Lahm, Schweinsteiger( 4′ do 2ºT – Kramer), Özil, Kroos e Götze (Intervalo – Schürrle); Müller / Técnico: Joachim Löw.

ARGÉLIA: Mbolhi; Mandi, Belkalem, Halliche (6′ do 1ºT da prorrogação – Bougherra) e Ghoulam; Mostefa, Lacen e Taider (32′ do 2ºT – Brahimi); Feghouli, Soudani (9′ do 1ºT da porrogação – Djabou), Slimani /  Técnico: Vahid Halilhodzic

Em perfil do Twitter, Podolski elogia o Brasil: ‘Melhor lugar para jogar a Copa’

Alemanha enfrenta a Argélia nesta segunda em Porto Alegre

O DIA

Rio Grande do Sul – A seleção alemã será outra, após a passagem pelo Brasil. Independente de conseguir ou não o título mundial, a equipe tricampeã, de fato, está curtindo demais o país da Copa do Mundo. Logo na chegada à Bahia, o goleiro Manuel Neuer e o meia Bastian Schweinsteigger vestiram camisas e tentaram cantar o hino do Tricolor Baiano. Já em Porto Alegre, o próprio maestro do Bayern posou com uma camisa do Grêmio ao lado de Zé Roberto. Neste domingo, mais uma demonstração do carinho dos germânicos com o Brasil aconteceu nas redes sociais. Em seu perfil no Twitter, o atacante Lucas Podolski publicou um texto em português exaltando o país da Copa do Mundo.

Ver imagem no Twitter

A Alemanha volta a campo na segunda-feira, quando enfrenta a Argélia, às 17h (de Brasília), no Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre. Os alemães foram os líderes do Grupo G na primeira fase, com sete pontos, e os Estados Unidos ficaram em segundo, com quatro.

Comemoração da classificação da Argélia deixa dois mortos no país

Lancepress

N/A

 
N/A

Pela primeira vez, a Argélia avançou às oitavas

Durante a histórica classificação da Argélia às oitavas de final da Copa do Mundo, as ruas de Argel, capital do país, foram tomadas, e a comemoração durou toda a noite de quinta-feira. Porém, a festa teve uma marca negativa: tamanha foi a confusão na cidade que ocorreram alguns acidentes de carro. Em dois deles, duas pessoas morreram e 31 ficaram feridas.

Não foi a primeira vez nesta Copa que comemorações de feitos argelinos terminaram em tragédia. Após a vitória por 4 a 2 contra a Coreia do Sul, pela segunda rodada, cinco pessoas morreram em acidentes, e um torcedor foi vítima de enfarto quando comemorava o segundo gol.

Os festejos também foram grandes na França, onde vivem milhares de argelinos e descendentes do país norte-africano. A polícia local chegou a deter 74 pessoas por incidentes causados durante a madrugada. Nas oitavas de final, a seleção argelina enfrenta a Alemanha, na segunda-feira. O jogo é às 17h, no Beira-Rio, em Porto Alegre.

Argélia empata com a Rússia e vai para as oitavas de final pela primeira vez

Na próxima fase da Copa do Mundo, argelinos terão pela frente a toda poderosa Alemanha. Já os russos estão eliminados

O DIA

Curitiba – Uma das torcidas mais animadas entre todas presentes no Brasil recebeu uma bela recompensa da sua seleção, nesta quinta-feira, na Arena da Baixada. Mesmo não repetindo a boa atuação da goleada de 4 a 2 sobre a Coreia do sul, mas com valentia e muita disposição no ataque, a Argélia arrancou um empate por 1 a 1 com a Rússia e conquistou a tão sonhada e inédita vaga para as oitavas de final da Copa do Mundo. Os gols da partida foram marcados por Kokorin, que abriu o placar para os europeus, e Slimani foi o herói da classificação dos africanos.

Pela primeira vez os argelinos vão para o mata-mata da maior competições entre seleções e terão pela frente a toda poderosa Alemanha, na segunda-feira, no Beira-Rio, às 17h. Já os russos vão embora mais cedo para casa e têm o alento de ser a sede da próxima Copa do Mundo. Até lá, tempo para ter uma seleção melhor, que marcou apenas dois pontos no Brasil.

Slimani foi o herói da classificação argelina

Foto:  Reuters

O JOGO

A partida começou de forma surpreendente. Após a boa goleada por 4 a 2 sobre a Coréia do Sul, muito esperavam a repetição da grande atuação dos argelinos contra os Rússia. Mas logo aos cinco minutos, os russos trataram de acabar com esse favoritismo. Em sua primeira chegada ao ataque, os europeus balançaram as redes! Kombarov avançou livre pela esquerda e cruza na cabeça do Kokorin, que em belo arremate abre o placar. O resultado ia dando a classificação para a Rússia, que conquistava a segunda colocação no Grupo H.

O gol desestabilizou um pouco os argelinos,que não conseguiam manter a posse de bola. A Rússia se compacta bem no campo defensivo, e os africanos têm poucas opções para fazer os passes e preferiam os lançamentos longos nos momentos após o gol. Com o resultado favorável, a Rússia começava cedo a se fechar em seu campo defensivo, eles se posiciona com duas linhas de quatro bem defensivas. A Argélia usava o lado esquerdo com Djabou, principalmente. Mas tinha dificuldades para entrar na área de Akinfeev. Isso dava espaços para os russos chegarem com perigo. Aos 25, Shatov arrancou da esquerda, puxou para o meio, chutou colocado assustando os africanos.

Russos comemoram o gol marcado por Kokorin

Foto:  Reuters

O lance ligou o sinal de alerta nos argelinos, que na segunda metade do primeiro tempo começaram a buscar mais o gol de empate. Aos 26, Mesbah que tabelou com Brahimi, mas na hora do chute pegou mal, e o goleiro russo fez defesa fácil. Três minutos depois, o placar quase foi igualado. Djabou cobrou escanteio, Medjani cabeceou no angulo esquerdo, e Akinfeev espalmou para fora, mas o auxiliar marca impedimento. Um jogador argelino estava em cima do goleiro no lance.

Aos 30, um lance que pode gerar reclamação dos jogadores argelinos, Slimani disputou bola com Kozlov, cai no gramado e pede pênalti, o árbitro mandou o lance prosseguir. Após domínio da Argélia, a Rússia retoma a posse de bola e se mantém no ataque, mas com pouca efetividade, os europeus queriam se manter com a bola nos pés até o fim do primeiro tempo para passar ilesos, e foi assim até apito do juiz.

Akinfeev falha feio e os argelinos empataram a partida

Foto:  Reuters

Disposta tentar matar logo a partida, a Rússia começou o segundo tempo indo para o ataque. Na saída de bola, Samedov arrancou pela esquerda, fez ótima tabela com Kokorin, entrou na área e tocou na saída do goleiro argelino, que saiu abafando a jogada e realizou excelente defesa. Aos cinco, Kerzhakov recebeu em velocidade pela direita, puxou para o meio e chutou de perna esquerda, mas bola bate de Medjani.

A Rússia mostrava mais disposição no segundo tempo e tinha mais chances de gol. Mas quem marcou foi a Argélia. Em cobrança de falta de Brahimi, Akinfeev sai caçando borboleta, e Slimani subiu livre para cabecear para as redes e dar a classificação momentânea para os argelinos.O gol incendiou a torcida africana na Arena da Baixada, muitos choravam de alegria nas arquibancadas. Mas ainda faltava muito para a a confirmação da tão sonhada classificação.

Com o gol sofrido, os russos partiram para o ataque, mas a falta de técnica dos seus jogadores ficou bem exposta aos espectadores. Faltava inspiração e qualidade no meio campo para a criação de boas jogadas de ataque. Assim os europeus tentavam desempatar na base da transpiração. Aos 25, Kerzhakov tabelou com Kokorin, entrou na área russa pela direita e chutou cruzado, mas M’Bolhi realizou ótima defesa.

Com a proximidade do final da partida chegando, a Argélia trocava passes pela esquerda e tentava manter a posse de bola. A Rússia tenta acelerar o jogo, mas encontra dificuldades por conta da falta de qualidade dos seus jogadores. Os argelinos foram valentes e conseguiram se segurar muito bem na defesa e não passaram por muito perigo, e com isso só esperaram o apito final do juiz para comemorar um fato histórico: a classificação para as oitavas de final da Copa do Mundo pela primeira vez em sua história.

 

 

FICHA TÉCNICA

Argélia 1×1 Rússia

Estádio: Arena da Baixada (Curitiba) 
Árbitro: Cuneyt Cakir (Turquia) 
Gols: Kokorin (06′ 1T) (Rússia), Slimani (14′ 2T) (Argélia) 
Cartão Amarelo: Mesbah (39’1T), Ghilas(41′ 2T), Cadamuro (46′ 2T) (Argélia),Kombarov (11′ 2T), Kozlov (13′ 2T) (Rússia) 
Cartão Vermelho: 
Público: 39.311 presentes

Argélia: M’Bolhi, Mandi, Belkalem, Halliche e Mesbah; Medjani, Bentaleb, Feghouli, Brahimi e Djabou; Slimani

Técnico: Vahid Halilhodzic

Rússia: Akinfeev, Kozlov, Ignashevich, Berezutskiy e Kombarov; Glushakov(Denisov, Intervalo), Samedov, Shatov, Fayzulin e Kerzhakov; Kokorin.

Técnico: Fabio Capello

Devendo à torcida, Bélgica precisa do banco para vencer a Argélia

Da Redação

Quem esperava um bom futebol da seleção da Bélgica vai ter que esperar a segunda rodada. O time apontado como possível sensação da Copa ficou devendo e muito. A vitória por 2 a 1 sobre a Argélia custou muito suor dos europeus em Belo Horizonte (MG). Jogando muito abaixo das expectativas, hazard e companhia viram os africanos abrirem o placar ainda no primeiro tempo. No segundo, Fellaini e Mertens saíram do banco de reservas para virar a partida.

O jogo começou muito equilibrado, e a primeira jogada de perigo foi somente aos 20 minutos, com Witsel, de longe. Mas o goleiro M’Bohli fez a defesa. A Bélgica tinha dificuldades, e quando Vertonghen precisou para o ataque africano com falta, Feghouli não perdoou. De pênalti, abriu o placar, aos 24 minutos.

A Bélgica sofreu bastante para virar o marcador e derrotat a Argélia, nesta terçaO time da

A Bélgica sofreu bastante para virar o marcador e derrotat a Argélia, nesta terçaO time da

Aos 33 minutos, o volante Witsel tentou sua segunda finalização de fora da área, mas goleiro defendeu novamente. Satisfeita com o resultado até então, a Argélia se defendia com todos os jogadores na intermediária defensiva. Antes do fim da primeira etapa, os belgas ainda tentaram novamente de fora da área. Sem sucesso. A primeira infiltração de Hazard chegaria somente aos 43 minutos, quando lançou Chadli. Mas a bola foi nas mãos do goleiro.

DO BANCO PARA A VITÓRIA

Logo no início a postura belga foi outra. Aos 4 minutos, Mertens cobou escanteio, o goleiro raspou na bola e Witsel não conseguiu dar direção ao cabeceio. Mas a forte marcação africana continuava. Porém, quando teve chance, quase marcou após cobrança de escanteio. O goleiro Rais M’Bohli ia se transformando no grande nome do jogo depois da terceira grande defesa, mas Fellaini,que entrara pouco antes, aproveitou cruzamento de De Bruyne para empatar, de cabeça.
A virada do time belga só saiu quando, pela primeira vez, os argelinos ficaram expostos. Em contra-ataque aos 35 minutos, Hazard achou Mertens, que chutou forte, sem chances para o goleiro. Cansada, Argélia não teve forças para reagir.

FICHA TÉCNICA:
BÉLGICA 2 X 1 ARGÉLIA
Local: Mineirão, Belo Horizonte (MG)
Data-Hora: 17/6/2014 – 13h
Árbitro: Marco Rodríguez (MEX)
Auxiliares: Marvin Torrentera (MEX) e Marcos Quintero (MEX)
Cartões amarelos: Vertonghen
Gols: Feghouli (aos 24’/1ºT) Fellaini (aos 25’/2ºT) e Mertens (aos 35’/2ºT).

BÉLGICA: Courtois, Anderweireld, Van Buyten e Vertonghen; Witsel e de Bruyne; Chadli (Mertens, intervalo), Dembelé (Fellaini (19’/2ºT) e Hazard; Lukaku (Origi, 13’/2ºT) – Técnico: Marc Wilmots.
ARGÉLIA: M’Bohli, Mostefa, Bougherra, Halliche e Ghoulam; Taider, Mendjani (39’/2ºT) e Bentaleb; Feghouli, Soudani (Slimani, 20’/2ºT) e Mahrez (Lacen, 26’/2ºT) – Técnico: Vahid Halihodzic.

noticias gerais e, especificamente, do bairro do Brás, principalmente do comércio