Arquivo da tag: BOTAFOGO

Com atuações de gala de Sheik e Daniel, Botafogo goleia o Criciúma por 6 a 0

Jovem meia da base alvinegro balançou as redes três vezes. Emerson fez dois gols e Wallyson fechou a goleada
O DIA

Rio – O Botafogo conseguiu a primeira vitória no Campeonato Brasileiro em grande estilo. Venceu com autoridade o Criciúma, por 6 a 0, no Maracanã. Emerson Sheik fez dois, mas foi superado por Daniel. O jovem meia teve uma atuação de gala e balançou as redes três vezes. Wallyson fez o dele e decretou a goleada alvinegra.

O triunfo espanta a crise que rondava General Severiano, e coloca o Glorioso na nona colocação. Os catarinense estão na 15ª posição, com três pontos somados. Na próxima rodada, o Alvinegro viaja para encarar o Goiás, em Juiz de Fora, na quarta-feira, ás 22 horas. O Criciúma recebe o Internacional, no Heriberto Hulse, no domingo, às 18h30.

Sheik comemora o seu segundo gol na partida

Foto:  Fernando Souza / Agência O Dia

>>>FOTOGALERIA: Confira as imagens da goleada do Botafogo

O JOGO

O Botafogo começou a partida buscando o gol. Logo no primeiro minuto, Daniel arriscou o chute, o goleiro Galato não segurou, mas a defesa do Criciúma conseguiu afastar. Em seguida, Edilson bateu forte de fora de área. Galato soltou, mas a zaga mandou para longe novamente.

A blitz alvinegra não parou por aí. Aos 7, Sheik soltou a bomba, e a bola tocou caprichosamente na trave. Diante da pressão botafoguense, o gol não demorou a sair. Na sua segunda oportunidade no jogo, Emerson não desperdiçou. Recebeu cruzamento de Bolatti, aproveitou a falha da defesa e, livre, chutou para abrir o placar: 1 a 0.

Depois do gol, o Glorioso acabou recuando e deixou os catarinenses gostarem do jogo. Jefferson foi exigido algumas vezes, tendo que sair do gol para cortar cobranças de faltas e escanteios. No entanto, o Criciúma não chegou a ter nenhuma grande chance de perigo.

O Botafogo voltou para a segunda etapa com tudo e fez três gols em apenas onze minutos. Assim como no primeiro tempo, Emerson Sheik apareceu livre no segundo pau, ajeitou o corpo, e chutou forte para aumentar o marcador: 2 a 0. A vantagem animou o Glorioso. Logo depois, o jovem Daniel aproveitou a sobra após o bate-rebate, e fez o terceiro. Em seguida, o jovem meia fez boa jogada individual e tocou na saída de Galato, fazendo o segundo dele na partida, colocando 4 a 0 no placar.

O triunfo poderia ter ficado mais elástico. Aos 16, o lateral-direito Edilson encobriu o goleiro, mas a bola bateu na trave. Daniel, no entanto, não desperdiçou a chance de fazer mais um. Arrancou pela ponta direita, deixou dois adversários para trás, e fez o terceiro dele no duelo, aumentando a goleada. Que ficou ainda maior, quando Wallyson, substituto de Zeballos, fez o sexto em um arremate da entrada da área. No final, ainda deu tempo da torcida gritar “olé” no Maracanã.

BOTAFOGO X CRICIÚMA

Estádio: Maracanã

Árbitro: Cláudio Francisco Lima e Silva

Gols: Emerson Sheik duas vezes (Botafogo), Daniel três vezes (Botafogo)

Cartões Amarelos: Eduardo (Criciúma), Fábio Ferreira (Criciúma), Serginho (Criciúma), Dória (Botafogo)

Cartões Vermelhos:

Botafogo: Jefferson; Edilson, Bolívar, Dória e Junior Cesar; Gabriel, Bolatti, Jorge Wagner (Lucas) e Daniel; Zeballos e Emerson.

Criciúma: Galatto; Eduardo, Gualberto, Fabio Ferreira e Cortez (Romulo); Serginho, Rodrigo Souza, João Vitor (Bruno Lopes) e Wellington Bruno; Silvinho (Everton) e Rodrigo Silva

Após início discreto, Sheik comanda reação do Botafogo no empate contra o Inter

Alvinegro começou perdendo por 2 a 0, mas buscou o empate com o Colorado em confronto no Maracanã

O DIA

Rio – Tudo levava a crer que Emerson Sheik teria uma estreia apagada pelo Botafogo, porém após um primeiro tempo apagado, o jogador comandou a reação do Alvinegro, com um gol e um assistência e garantiu ao menos um ponto na partida ainte do Internacional, no Maracanã. Na primeira etapa, o Colorado abriu 2 a 0, mas no segundo tempo, o Glorioso chegou ao empate por 2 a 2.

Na próxima rodada, o Botafogo vai até a Fonte Nova, encarar o Bahia, no domingo, às 16 horas. Já o Internacional recebe o Sport, no Beira-Rio, no mesmo dia e horário.

Emerson estreou com grande atuação individual pelo Botafogo

Foto:  Márcio Mercante / Agência O Dia

O JOGO

O Glorioso começou a partida levando pressão. Com apenas três minutos, o jovem Valdívia quase marcou de cabeça. No lance seguinte, o Colorado abriu o placar. Aránguiz, recebeu de Willians e cruzou na cabeça de Rafael Moura, que só desviou para o fundo das redes.

Aos 19, o Glorioso criou sua primeira chance. Julio Cesar cruzou na cabeça de Lodeiro que cabeceou para fora. Melhor no jogo, o Alvinegro quase empatou aos 32 minutos, Jorge Wagner deu belo passe em profundidade para Lucas, o lateral ficou na cara de Dida, mas acabou tocando para fora do gol.

Logo depois, o Internacional ampliou. Valdívia fez bela jogada pela esquerda e cruzou na medida para Rafael Moura fazer mais um. Com o gol, o atacante ajudou a levar uma boa vantagem para o vestiário do time gaúcho.

O Botafogo voltou para o segundo tempo com Junior Cesar e Daniel nos lugares de Julio Cesar e Jorge Wagner. Na primeira jogada do lateral-esquerdo, o jogador cruzou para Emerson. O Sheik dominou dentro da área e chutou muito forte por cima do gol de Dida. Porém na segunda chance, ele não perdeu. Lucas recebeu belo passe, e colocou a bola na cabeça de Emerson, o atleta subiu e cabeceou para o fundo das redes.

O gol empolgou o Glorioso, que partiu para cima. Edilson arriscou de longe e Dida soltou a bola. No escanteio, Emerson quase marcou gol olímpico, mas o goleiro colorado fez bela defesa. Porém com a pressão, o Alvinegro da espaços. Em um contra-ataque, Rafael Moura fico na cara do gol e só não fez o seu terceiro gol, porque Jefferson fez grande defesa. Porém, o Botafogo era melhor e chegou ao empate. Emerson fez belo cruzamento e Zeballos se antecipou deixando o placar empatado no Maracanã.

A partida ficou franca, com os dois times buscando a vitória. O Botafogo tinha mais a bola e o Internacional era sempre perigoso nos contra-ataques, porém, nenhuma das equipes conseguiu voltar a marcar e o jogo terminou mesmo empatado.

FICHA TÉCNICA 
BOTAFOGO 2 X 2 INTERNACIONAL

Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ) 
Árbitro: Jailson Macedo Freitas (BA) 
Auxiliares: Rogério Pablos Zanardo (SP) e Vicente Romano Neto (SP) 
Renda e público: R$ 309.065,00 / 7.954 pagantes / 9.995 presentes 
Cartões amarelos: Airton, Edilson (BOT); Willians, Gladestony, Aránguiz (INT) 
Cartões vermelhos: Lucas (BOT); Otávio (INT) 
Gols: Rafael Moura 8’/1ºT (0-1) e 35’/1ºT (0-2), Emerson Sheik 18’/2ºT (1-2) e Zeballos 29’/2ºT (2-2)

BOTAFOGO: Jefferson; Lucas, Bolívar, Dória e Julio Cesar (Junior Cesar – intervalo); Airton (Edilson 16’/2ºT), Gabriel, Jorge Wagner (Daniel – intervalo) e Lodeiro; Zeballos e Emerson Sheik – Técnico: Vagner Mancini.

INTERNACIONAL: Dida, Diogo, Paulão, Juan e Fabrício; Willians, Aránguiz, Alan Patrick (Gladestony 19’/2ºT), D’Alessandro e Valdívia (Otávio 22’/2ºT); Rafael Moura (Wellington Paulista 39’/2ºT) – Técnico: Abel Braga.