Arquivo da tag: Calccio

Juventus vence e termina o Italiano com 102 pontos

Estadão Conteúdo

Juventus

Juventus superou a marca dos 100 pontos no Italiano

Campeã antecipadamente, a Juventus desejava terminar o Campeonato Italiano superando a barreira dos 100 pontos e conseguiu. Neste domingo, o time de Turim confirmou a sua espetacular campanha no Campeonato Italiano ao derrotar o Cagliari por 3 a 0, na Arena Juventus, pela última rodada da competição, com um show no primeiro tempo.

O triunfo foi o sétimo consecutivo da Juventus no Campeonato Italiano e levou o time aos 102 pontos, terminando o torneio com uma vantagem de 17 para a segunda colocada Roma. Já o Cagliari, que entrou em campo sem qualquer ambição no torneio, ficou em 15º lugar, com 39 pontos.

Liderada por Pirlo, a Juventus começou a partida deste domingo em ritmo forte e criou várias chances de gol até abrir o placar aos oito minutos. O próprio Pirlo cobrou falta e a bola tocou no travessão antes de entrar no ângulo direito da meta do Cagliari.

O segundo gol da Juventus saiu logo depois, aos 14 minutos, e teve, mais uma vez a participação de Pirlo. Ele cobrou escanteio e, após bate e rebate na grande área, Llorente chutou para fazer 2 a 0.

Em desvantagem, o Cagliari tentou ir ao ataque e até ameaçou a meta defendida por Buffon, mas a Juventus continuou muito superior e criou as principais oportunidades de gol. E o goleiro Silvestri teve bastante trabalho para evitar que Asamaoah e Tevez marcassem.

Aos 39 minutos, porém, a Juventus chegou ao seu terceiro gol. Marchisio recebeu passe na grande área, dominou a bola, tirou o seu marcador e bateu de voleio para fazer um golaço.

A Juventus seguiu com a partida sob controle no segundo tempo, quando o goleiro Rubinho entrou em campo, mas diminuiu o ritmo, apenas mantendo o placar de 3 a 0, que a levou a terminar o Campeonato Italiano com a impressionante marca de 102 pontos somados em 38 partidas, com 33 vitórias, três empates e duas derrotas.

Assim, a etapa final ficou mesmo marcada pelos pedidos dos torcedores pela permanência do técnico Antonio Conte, que conduziu o time ao tricampeonato italiano nesta temporada e também venceu a Supercopa da Itália, mesmo que a Juventus tenha sido eliminada na fase de grupos da Liga dos Campeões da Europa, nas quartas de final da Copa da Itália e nas semifinais da Liga Europa.

Também neste domingo, fora de casa, vice-campeã Roma perdeu por 1 a 0 para o Genoa, o 14º colocado. Já o rebaixado Catania venceu o 11º colocado Atalanta por 2 a 1, em casa.

Juve conquista título sem entrar em campo

Ampliar 

Créditos: Divulgação/Facebook/Juventus

Mesmo sem jogar, a Juventus conquistou ontem seu 30º título do Campeonato Italiano. O time de Turim foi beneficiado pela derrota da Roma para o Catania, por 4 a 1, pela 36ª rodada da competição.

Com este resultado, a Roma, segunda colocada com 85 pontos, já não pode mais alcançar a Juventus, líder com 93 pontos e que joga hoje, contra a Atalanta, em casa.

O clube de Turim conquista assim o título do Italiano pela terceira vez consecutiva, o que não acontecia desde a década de 1930, quando chegou a ganhar o torneio por cinco vezes seguidas (de 1930 a 1935).

Os únicos times italianos que conseguiram a façanha de ganhar três títulos nacionais seguidos, além da Juventus, foram Genoa, Pro Vercelli, Torino, Milan e Inter.

Além disso, com o 30º troféu (seriam 32, mas teve dois não reconhecidos por causa de manipulação de resultados), o clube ganha o direito de colocar três estrelas em sua camisa. Na Itália, cada estrela representa dez conquistas. Atualmente, o clube não as utiliza acima do escudo na camisa como um protesto pelos dois títulos anulados (2004/05 e 2005/06).

Nesta temporada do Italiano, a Juventus está com uma campanha de 35 jogos, 30 vitórias, três empates e duas derrotas. Apesar disso, não teve sucesso na Europa. Foi eliminado na fase de grupos da Liga dos Campeões e caiu nas semifinais da Liga Europa.

Para a Roma, que já garantiu o vice-campeonato, resta o consolo de poder disputar a próxima edição da Champions. (FOLHAPRESS)

Napoli vence e conquista título manchado por conflito

Estadão Conteúdo

N/A

O último título conquistado pelo Napoli era de 2012. 
No dia em que a decisão da Copa da Itália ficou em segundo plano graças à mancha criada antes da partida por um violento confronto entre torcidas organizadas, o Napoli faturou seu quinto título da competição. Neste sábado, a equipe derrotou a Fiorentina por 3 a 1, com dois gols de Insigne, no Estádio Olímpico de Roma, e recuperou o troféu conquistado em 2012 – no ano passado ficou com a Lazio.
 
Além de 2012, o time napolitano já havia ficado com o título em 1962, 1976 e 1987. Já a Fiorentina teve que se contentar com seu quarto vice. A equipe, no entanto, aparece na frente do Napoli na lista de campeões com seis conquistas: 1940, 1961, 1966, 1975 1996 e 2001.
 
A partida começou com cerca de meia hora de atraso por conta de um confronto entre torcedores do Napoli e da Roma, fruto da histórica rixa entre as duas cidades. Pelo menos três torcedores foram baleados, sendo que um deles está em estado grave. Outras dezenas de pessoas ficaram feridas.
 
Às 16 horas (de Brasília), horário previsto para o início do jogo, Hamsik, eslovaco ídolo da torcida do Napoli, subiu sozinho ao campo e, acompanhado de policiais, se dirigiu ao líder dos ultras do seu time para uma conversa particular. O torcedor, com uma camisa que pedia “liberdade aos ultras”, desceu ao gramado, e deu “aval” para que a partida iniciasse.
 
O Jogo
 
O Napoli começou com tudo o primeiro tempo, empurrado pelo dia inspirado do atacante Insigne, responsável por dar à equipe uma vantagem confortável no primeiro tempo. Logo aos cinco minutos, ele quase marcou, ao fazer bela jogada pela esquerda, cortar para o meio e exigir grande defesa do brasileiro Neto.
 
Seis minutos depois, no entanto, não teve jeito. Hamsik puxou contra-ataque e rolou para Insigne bater cruzado, com curva. A bola ainda bateu na trave antes de entrar. O segundo sairia aos 17, novamente com Insigne. Ele aproveitou cruzamento de Higuaín para bater de esquerda, contar com um desvio e aumentar a vantagem.
 
Precisando reagir, a Fiorentina foi para cima e diminuiu aos 28. Ilicic lançou para Vargas, que estava em posição duvidosa e bateu no canto esquerdo de Reina. O empate até saiu aos 44, mas a arbitragem anulou. Após cobrança de falta para a área, Aquilani marcou, mas em posição de impedimento.
 
Emocionante no primeiro tempo, a partida perdeu muito em nível técnico no segundo. E as oportunidades ficaram escassas. O Napoli se fechava, tentando manter a vantagem, enquanto a Fiorentina apostava todas as suas fichas em uma pressão. Aos 26, Matías Fernández quase marcou de fora da área. No contra-ataque, os napolitanos tiveram a chance de matar o jogo com Pandev, mas também desperdiçaram.
 
A partida só voltou a ganhar em emoção com a expulsão de Inler, aos 34 minutos, por falta em Ilicic. A Fiorentina aproveitou a vantagem numérica para ir para cima e teve grande oportunidade aos 40, quando Ilicic recebeu dentro da área, sozinho, e tentou encobrir Reina, mas jogou para fora. Já nos acréscimos, Mertens recebeu dentro da área, fez o terceiro e selou o resultado.

Vídeo: Juventus vence e está a uma rodada do scudetto

Juventus vence e está a uma rodada do scudetto

 
Estadão Conteúdo

A Juventus não esteve em seus melhores dias neste sábado, mas, como é obrigação para um time que quer ser campeão, venceu mesmo sem jogar bem. Em casa, diante de um Bologna fechado, a equipe de Turim suou bastante e contou com o gol solitário de Pogba, já no segundo tempo, para vencer por 1 a 0 e dar mais um passo rumo ao título do Campeonato Italiano.

A magra vitória levou a Juventus a 90 pontos. A quatro jogos para o fim da competição, a confirmação do título pode sair na próxima rodada para o time de Turim, que precisa vencer o Sassuolo. Se isso acontecer, basta um tropeço da Roma, segunda colocada com 79 pontos, diante da Fiorentina, neste sábado, ou do Milan, na próxima rodada, para a Juventus ser campeã.

Já o Bologna, que conta com o brasileiro Ibson no elenco, vive situação complicada. Apesar de ter sido um adversário duro para a Juventus neste sábado, o time está na zona de rebaixamento, com 28 pontos, em 18.º. Na próxima rodada, precisa vencer a Fiorentina em casa pra respirar.

Neste sábado, a Juventus foi superior durante todo o jogo, manteve a posse de bola, mas tinha dificuldade de criar oportunidades. Talvez na melhor do primeiro tempo, Marchisio parou no goleiro Curci após cruzamento da esquerda. Mas no segundo tempo, a vitória veio com Pogba. Aos 19 minutos, o francês aproveitou sobra na meia lua, cortou para a direita e bateu forte, cruzado, marcando pelo gol e definindo o resultado.

noticias gerais e, especificamente, do bairro do Brás, principalmente do comércio