Arquivo da tag: câmara municipal

Câmara de SP cedeu senha de internet para sem-teto acampados

25/06/2014 18:43

Os sem-teto que acampam dentro e fora da Câmara Municipal de São Paulo tiveram acesso nesta terça-feira, 24, a duas senhas para uso de wi-fi – uma delas chegou a ser exposta no painel eletrônico do plenário após o término da sessão. Com o empréstimo, parte dos funcionários ficou sem poder utilizar o serviço, que foi restabelecido por volta das 15h.

Durante a noite, o uso da internet distraiu cerca de 50 manifestantes que dormiram nas galerias do plenário. Eles também receberam um lanche oferecido pelo vereador Calvo (PMDB). “Foi pão com queijo e mortadela”, disse Zelídio Barbosa, de 36 anos. Acompanhado da mulher, Karla Lima, de 28, ele dormiu no chão. “Vamos ficar hoje também e quanto tempo for necessário até que se vote o Plano Diretor”, disse Barbosa.

Câmara rejeita pedido e não será feriado em dias de jogos do Brasil

De A Tribuna On-line

Com informações da Estadão Conteúdo

O pedido do prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT) à Câmara Municipal para decretar feriado nos dias de jogos do Brasil na Copa do Mundo foi rejeitado na tarde desta quarta-feira.

Não houve acordo entre os líderes de partido, que não aceitaram a forma com que a prefeitura queria fazer passar o projeto.

Vinte e oito vereadores foram contra a proposta de inversão da pauta para colocar o projeto em votação.A ideia era alterar um projeto de lei que transformava em data celebrativa a Revolução dos Cravos, que acontece no dia 25 de abril, e incluir nele a proposta de transformação em feriado os dias de competição.

Tinha prioridade no plenário o processo de regulamentação do funcionamento dos fretados na cidade.

Congestionamento

O pedido do prefeito foi motivado pelo caos no trânsito da cidade na tarde desta terça-feira, quando os paulistanos deixaram o trabalho mais cedo para assistir ao jogo em casa.

A cidade de São Paulo superou 300 quilômetros de congestionamento por volta das 15 horas, segundo dados da CET.

Haddad disse que sua preocupação é que, na próxima segunda-feira, o trânsito possa se intensificar ainda mais por causa do jogo no Itaquerão.
 

N/A

Horas antes da partida, motoristas enfrentaram congestionamento na alça de acesso à avenida 23 de Maio

 

Professores em greve continuam na Câmara Municipal de Goiânia

Professores em greve continuam na Câmara Municipal de Goiânia

13/06/2014 

Servidores municipais da Educação continuam ocupando a Câmara Municipal de Goiânia (GO), contrariando decisão judicial da 2ª Vara da Fazenda Pública Municipal e de Registros Públicos da capital goiana. Nessa quinta-feira (12), o juiz Fabiano Abel de Aragão Fernandes acatou o pedido de reintegração de posse ajuizado pela Câmara, determinando que os ocupantes deixem o prédio público imediatamente. O magistrado autorizou o uso da força policial, se necessário.

O prédio, por determinação do presidente da Câmara, Clécio Alves (PMDB), está sem energia e sem água desde quinta-feira. Para contornar a falta de condições de trabalho, o ponto facultativo dessa quinta-feira – decretado em função da abertura da Copa do Mundo de Futebol – foi estendido para esta sexta-feira (13). A guarda municipal reforçou a segurança no local.

Ligados ao Sindicato Municipal dos Servidores da Educação de Goiânia (Simsed), os servidores ocuparam o plenário da Câmara na última terça-feira (10). Na quinta-feira, o grupo assumiu o controle do acesso ao prédio, mas, na parte externa, a guarda municipal está autorizada a impedir a entrada de mais manifestantes.

Em greve desde o último dia 26, a categoria cobra que a prefeitura cumpra o acordo firmado em 2013, também para terminar com a uma greve. Entre as principais reivindicações da categoria estão: pagamento dos retroativos do piso salarial e das titularidades, melhorias na infraestrutura das escolas públicas de Goiânia, reelaboração do plano de carreira, efetivação do auxílio locomoção e gratificação de 30% (retroativa a janeiro deste ano) para os auxiliares.

Em nota, os ocupantes da Câmara informam que só deixarão o prédio após o prefeito Paulo Garcia aceitar recebê-los e reabrir os canais de negociação. Uma assembleia dos trabalhadores está agendada para as 8h da próxima segunda-feira (16). A prefeitura de Goiânia disse que comentará o caso na tarde de hoje.

Agência Brasil

Publicação: 13/06/2014 13:14 Atualização:

Servidores municipais da Educação continuam ocupando a Câmara Municipal de Goiânia (GO), contrariando decisão judicial da 2ª Vara da Fazenda Pública Municipal e de Registros Públicos da capital goiana. Nessa quinta-feira (12), o juiz Fabiano Abel de Aragão Fernandes acatou o pedido de reintegração de posse ajuizado pela Câmara, determinando que os ocupantes deixem o prédio público imediatamente. O magistrado autorizou o uso da força policial, se necessário.

O prédio, por determinação do presidente da Câmara, Clécio Alves (PMDB), está sem energia e sem água desde quinta-feira. Para contornar a falta de condições de trabalho, o ponto facultativo dessa quinta-feira – decretado em função da abertura da Copa do Mundo de Futebol – foi estendido para esta sexta-feira (13). A guarda municipal reforçou a segurança no local.

Ligados ao Sindicato Municipal dos Servidores da Educação de Goiânia (Simsed), os servidores ocuparam o plenário da Câmara na última terça-feira (10). Na quinta-feira, o grupo assumiu o controle do acesso ao prédio, mas, na parte externa, a guarda municipal está autorizada a impedir a entrada de mais manifestantes.

Em greve desde o último dia 26, a categoria cobra que a prefeitura cumpra o acordo firmado em 2013, também para terminar com a uma greve. Entre as principais reivindicações da categoria estão: pagamento dos retroativos do piso salarial e das titularidades, melhorias na infraestrutura das escolas públicas de Goiânia, reelaboração do plano de carreira, efetivação do auxílio locomoção e gratificação de 30% (retroativa a janeiro deste ano) para os auxiliares.

Em nota, os ocupantes da Câmara informam que só deixarão o prédio após o prefeito Paulo Garcia aceitar recebê-los e reabrir os canais de negociação. Uma assembleia dos trabalhadores está agendada para as 8h da próxima segunda-feira (16). A prefeitura de Goiânia disse que comentará o caso na tarde de hoje.

Câmara aprova feriado em São Paulo na abertura da Copa do Mundo

De A Tribuna On-line

A Câmara de São Paulo aprovou projeto de lei do prefeito Fernando Haddad (PT) que estabelece feriado no dia 12 de junho, data de abertura da Copa do Mundo, em São Paulo.

Na data, a cidade receberá o jogo inicial entre Brasil e Croácia, que será realizado na Arena Corinthians, o Itaquerão.

Segundo a Lei Geral da Copa, “estados, o Distrito Federal e os municípios que sediarão o evento poderão declarar feriado ou ponto facultativo nos dias de jogos em seu território”.

Segundo a prefeitura, o feriado é necessário para evitar que o trânsito habitual registrado em dias da semana seja intensificado por causa dos torcedores e prejudique os deslocamentos.

Ao todo, a cidade de São Paulo sediará seis partidas, mas duas delas já são em dias de feriado: 19 de junho e 9 de julho (Corpus Christi e Revolução Constitucionalista, respectivamente).

noticias gerais e, especificamente, do bairro do Brás, principalmente do comércio