Arquivo da tag: Centernada

Copa do Brasil: Palmeiras bate S. Corrêa no sufoco e avança

O Palmeiras não teve vida fácil nesta quarta-feira. Após um primeiro tempor nervoso, a equipe melhorou na segunda etapa, fez 3 a 0, sendo dois nos acréscimos, e eliminou o Sampaio Corrêa da Copa do Brasil. Os gols que decretaram a classificação palmeirense saíram dos pés de Mendieta, Henrique e Felipe Menezes.

Como o Sampaio Corrêa venceu o primeiro jogo por 2 a 1, no Maranhão, o time atuava nesta noite com a vantagem do empate. Ao Palmeiras, restava vencer por um placar simples para evitar a zebra e avançar na competição.

Com três atacantes, o técnico interino Alberto Valentim repetiu a escalação que venceu o Goiás no último sábado, pelo Campeonato Brasileiro. A única mudança foi Mendieta no lugar de Valdivia, que já está com a seleção chilena para a disputa da Copa do Mundo.

O Palmeiras conseguiu manter a posse de bola no primeiro tempo, criou boas jogadas pelos lados do campo, mas os laterais falhavam no passe final e o lance acabava não evoluindo. Apesar do domínio da partida, foi o Sampaio Corrêa quem teve a primeira oportunidade de gol. Aos 11min, Jonas avançou pelo meio, passou por Marcelo Oliveira e bateu forte, obrigando Fábio a fazer uma grande defesa.

O Palmeiras teve três boas oportunidades, mas em duas, Diogo e Mendieta preferiram cavar, sem sucesso, uma penalidade máxima. O lance mais perigoso veio do atacante Henrique, aos 42min. O atacante arriscou de fora da área e a bola explodiu na trave do Sampaio Corrêa. Antes do intervalo, Leandro por pouco não foi expulso, deixando a situação do Palmeiras ainda mais complicada. O jogador foi flagrado dando uma cotovelada em Uillian e recebeu apenas o cartão amarelo.

O nervosismo palmeirense já era notado antes mesmo do apito que daria início a etapa final. Quando voltaram do intervalo, alguns jogadores cercaram o trio de arbitragem para reclamar de eventuais erros da primeira etapa. 

Os maranheses começaram melhor o segundo tempo e esboçaram uma pressão nos minutos iniciais. Com o Palmeiras apagado, Alberto Valentim fez a primeira alteração logo aos 15min. Leandro deu lugar ao meia-atacante Marquinhos Gabriel. E o time melhorou. Aos 16min, Mendieta arriscou de fora da área e a bola raspou no travessão. Três minutos depois, Diogo obrigou o Rodrigo Ramos a fazer ótima defesa. Aos 20min, Mendieta cabeceou na trave. O gol da equipe alviverde estava amurecendo e não demourou a sair. No jogada seguinte, Wendel alçou bola da direita, Arlindo Maracanã não afastou e a bola sobrou para Mendieta. O paraguaio, sozinho, tocou na saída do goleiro e abriu o placar.

Após o gol, o Palmeiras bombardeou o gol do Sampaio Corrêa. Foram mais três oportunidades claras de gol, com William Matheus, Marquinhos Gabriel e Henrique. Rodrigo Ramos foi bem, salvou duas, e a terceira passou ao lado da trave direita do goleiro. Aos 42min, Wesley ainda teve a chance de matar o jogo, mas, cara a cara com o goleiro, bateu para fora. Com cinco minutos de acréscimo, o Palmeiras ainda conseguiu encaixar dois contra-ataques e decretar a classificação. Aos 46min, Henrique marcou seu quarto gol em quatro jogos com a camisa do Palmeiras, e aos 47min, Felipe Menezes, que acabara de entrar, fechou a conta no Pacaembu.

Com o resultado, o Palmeiras encara agora o Avaí, pela terceira fase da Copa do Brasil. A equipe catarinense se classificou nesta terça-feira ao bater o ASA-AL por 2 a 1, de virada, na Ressacada.

Fonte: Terra

Palmeiras joga o futuro diante do Sampaio Corrêa

Estadão Conteúdo

Clima foi de confiança no último treino do time

Clima foi de confiança no último treino do time

O Palmeiras entra em campo nesta quarta-feira, a partir das 22 horas, atrás de algo muito maior do que apenas mais uma vitória e uma classificação para a próxima fase da Copa do Brasil. Uma eliminação diante do Sampaio Corrêa, no Pacaembu, será encarada como uma catástrofe que irá atrapalhar os planos palmeirenses e causar mais uma enorme frustração na torcida.

No primeiro jogo, disputado na semana passada, o Sampaio Corrêa ganhou de virada por 2 a 1, em São Luís, no Maranhão. Assim, precisa de um empate no Pacaembu para avançar. Vitória por 1 a 0 ou por dois gols de diferença classifica o Palmeiras. Se o placar for repetido, agora com 2 a 1 para os palmeirenses, a decisão da vaga vai para os pênaltis.

Os atletas do Palmeiras sabem da importância da classificação para afastar ainda mais o clima de desconfiança que tomou conta do grupo após a sequência de derrotas no Brasileirão. A vitória sobre o Goiás, no sábado passado, já deu um alívio, mas a crise tende a ficar insuportável se o time for eliminado nesta quarta-feira. Em caso de fracasso, a torcida, principalmente organizada, promete protestar contra a diretoria e alguns jogadores.

Treinador

O presidente do clube, Paulo Nobre, não parece dar bola para isso, sem pressa para acertar com um novo treinador. No Palmeiras, inclusive, há quem acredite que o interino Alberto Valentim possa ficar até a Copa. O fato é que uma eliminação nesta quarta-feira aumentará ainda mais a cobrança no dirigente e praticamente o obriga a decidir logo quem vai substituir o demitido Gilson Kleina.

Vanderlei Luxemburgo continua sendo o favorito ao posto, mas a diretoria conversou com Dorival Júnior e vai ouvir mais treinadores. Após essas “entrevistas de emprego”, decidirá o que é melhor para o clube, olhando principalmente para a questão financeira. “Isso pode ser definido até o fim da semana ou levar semanas para acontecer”, garante uma pessoa próxima a Paulo Nobre.

Em relação ao time, Alberto Valentim não vai mexer no que deu certo contra o Goiás. A formação será praticamente a mesma, tendo como única alteração a entrada do meia paraguaio Mendieta no lugar de Valdivia, que já está com a seleção chilena para a disputa do Mundial.

Palmeiras reestreia na Série A com virada sobre o Criciúma

Lancepress

Após amargar a Série B em 2013, o Palmeiras voltou à elite do futebol nacional com uma vitória de virada. Neste domingo, o Verdão visitou o Criciúma, no Heriberto Hulse, e bateu o adversário pelo placar de 2 a 1. Paulo Baier abriu o placar para o Tigre na primeira etapa, e Leandro, que começou o jogo no banco de reservas, empatou para o Alviverde na segunda. Nos minutos finais, Alan Kardec garantiu o triunfo.

Aos 12 minutos do primeiro tempo, o Criciúma fez o primeiro. Paulo Baier bateu falta pelo lado esquerdo cruzando a bola na área. Ela desviou em Alan Kardec, enganou Fernando Prass e entrou.

O Palmeiras tentou reagir de forma imediata. Aos 14, Bruno César alçou a bola na área, também em cobrança de falta, e Bruno rebateu. Dentro da área e livre, Marcelo Oliveira pegou mal na bola e ela subiu demais. Porém, o Verdão não chegou a ensaiar uma pressão e teve neste lance o seu momento de maior perigo na primeira etapa.

Leandro, Palmeiras

Leandro saiu do banco de reservas e abriu caminho para a virada do Palmeiras

Para o segundo tempo, Gilson Kleina voltou com Wesley, que o treinador pretendia poupar, e Leandro, que passou a semana com a Seleção Brasileira pré-olímpica, nos lugares de Josimar e Marquinhos Gabriel, respectivamente. Porém, a princípio, a produção do time pouco mudou.

Aos 12, o árbitro deixou de dar um pênalti claro para o Criciúma. Silvinho recebeu dentro da área e foi atingido por Tiago Alves, mas nada foi marcado.
Com o passar do tempo, o Verdão acelerou, passou a pressionar e conseguiu buscar o empate. Aos 37 minutos, Leandro, acionado no intervalo, recebeu passe de Valdivia e finalizou de primeira de fora da área. A bola desviou na zaga de Criciúma e traiu o goleiro Bruno, que nada pôde fazer.

Cinco minutos depois, Alan Kardec garantiu a vitória do Palmeiras. Wesley bateu falta pelo lado direito da área e o camisa 14 subiu livre para testar com força no canto esquerdo de Bruno e dar números finais à partida.

Na segunda rodada do Brasileirão, o Palmeiras recebe o Fluminense, no Pacaembu, no próximo sábado, às 21h. Um dia depois, o Criciúma visita o Goiás, às 18h30, em local ainda indefinido.

noticias gerais e, especificamente, do bairro do Brás, principalmente do comércio