Arquivo da tag: COPA DO MUNDO 2014

Seleção do México antecipa voo e deixa Santos nesta manhã

De A Tribuna On-line

A seleção mexicana reduziu seu tempo de estadia em Santos e deixou a cidade nesta manhã. Um voo de volta para casa foi antecipado pela delegação. Uma coletiva de imprensa que estava marcada para hoje no Parque Balneário Hotel, às 11 horas, foi cancelada por conta da viagem.

N/A

A seleção mexicana deixou nesta manhã de segunda-fera por conta do antecipamento de seu voo
O México foi eliminado neste domingo pela Holanda por 2 a 1, em partida válida pelas oitavas de final da Copa do Mundo. O gol derradeiro do revés foi marcado aos 48 minutos do segundo tempo, após penâlti cometido pelo zagueiro Rafa Márquez em Arjen Robben. O holândes Huntelaar bateu a cobrança no canto esquerdo, sem chances para o goleiro Ochoa. 
 
A seleção estava hospedada em Santos, no hotel Parque Balneário,  desde o dia sete deste mês.

*Colaborou Jonathan Vincent

Jogos desta segunda marcam embate entre os dois continentes

Agência Brasil

As oitavas de final da Copa do Mundo vão trazer nesta segunda-feira um duelo de europeus contra africanos. No Mané Garrincha, às 13h (horário de Brasília), a França encara a Nigéria. Amplamente favoritos a seguir no torneio, os franceses contam com o atacante Benzema. O camisa 9 vem fazendo uma boa Copa, com três gols marcados até agora. Mas não é só dos gols de Benzema que vivem os bleus, como são chamados. Os jogadores Sissoko, Pogba e Giroud fizeram boas partidas na competição e também podem ajudar a levar a França à próxima fase.
 
Depois de um jogo duro contra a Argentina e, mesmo perdendo, conquistar a segunda vaga do Grupo F, a Nigéria vem como a “zebra” no confronto, mas pode complicar a vida dos adversários de hoje. O atacante Musa, autor de dois gols no último jogo, é a grande esperança dos africanos de continuar na Copa do Mundo. Além dele, o meio-campo Odemwingie e o bom goleiro Enyeama são armas para surpreender o adversário.

N/A

Benzema, Mikel, Muller e Feghouli são as esperanças de gol na rodada desta segunda na Copa do Mundo
Às 17h (horário de Brasília), os alemães voltam a campo, desta vez contra os argelinos, valendo vaga nas quartas de final. O palco será o Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre. Favorita, a Alemanha, comandada pelo técnico Joachim Löw, tem muitos jogadores com potencial para decidir a partida. Entre eles estão Thomas Müller, com quatro gols na competição até agora, e os meio-campistas Mario Götze, Schweinsteiger e Özil.
 
Esse jogo pode marcar ainda um recorde histórico. Caso o atacante Miroslav Klose, reserva na equipe de Löw, jogue e marque um gol, se tornará, sozinho, o maior goleador em copas do Mundo. Ele tem 15 gols ao longo de quatro copas. Atualmente, está empatado com o brasileiro Ronaldo, que vinha carregando o título desde 2006.
 
A Argélia pode aproveitar o clima festivo em torno de Klose e o favoritismo alemão para surpreender e garantir uma vitória. E não seria a primeira vez que isso aconteceria. Na Copa de 1982, a Argélia venceu a Alemanha (Alemanha Ocidental à época) por 2 a 1. Uma classificação dos africanos deverá passar por uma boa atuação do habilidoso meio-campista Feghouli e do atacante Slimani, autor do gol contra a Rússia, que credenciou o time para a partida de hoje.
 
O Brasil e a Holanda já estão classificados para as quartas de final.

Trailers de argentinos começam a chegar a São Paulo para jogo decisivo na Copa

Agência Brasil

Setenta mil argentinos são esperados em São Paulo para o jogo desta terça-feira, quando o país enfrenta a Suíça pelas oitavas de final da Copa do Mundo. A prefeitura preparou dois espaços na cidade para abrigar os torcedores: 500 vagas estão disponíveis no Sambódromo do Anhembi e 110 no Autódromo de Interlagos. Motorhomes e trailers já começam a estacionar na capital paulista. Também há espaço para montar barracas. Muitos estão viajando desde o início do mês, seguindo a seleção pelo país.
 
“Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre e São Paulo. Já foram mais de 6,2 mil quilômetros rodados”, contabilizou Facundo Mocoroa, 29 anos, de La Plata, na província de Buenos Aires. Em um trailer, estacionado no Anhembi, ele viaja com cinco pessoas, que conheceu no Facebook para encarar o desafio de vir para o Mundial. “Planejamos a viagem uma semana antes de sairmos. Não, não, um mês antes”, brincou. Os recém-amigos iniciaram a aventura no dia 11 de junho. “Até agora está tudo tranquilo. Só não estamos acostumados com tantos morros nas estradas”, apontou.
 
N/A

 Sambódromo do Anhembi e Autódromo de Interlagos são os locais preparados para receber a torcida argentina
 
Desde que chegaram ao país, apenas Mocoroa viu os três jogos que classificaram a seleção. “Para terça-feira, estou em tratativas”, disse. Um deles conseguiu, por US$ 600, pouco mais de R$ 1,3 mil, o ingresso para assistir ao jogo no Maracanã contra a Bósnia, seleção já eliminada. “Ele teve que comprar na rua, arriscando mesmo”, contou Mocoroa. Caso não consigam entrar na próxima partida, os amigos devem ir à Fifa Fan Fest, no Vale do Anhangabaú. Ele estima que, em média, cada viajante esteja investindo cerca de US$ 4 mil dólares, aproximadamente R$ 8,8 mil.
 
Também estacionados no sambódromo, nove amigos chegaram hoje em um ônibus adaptado. “Construímos o coletivo com nossas próprias mãos”, disse orgulhoso o contador Alvaro Gaba, 29 anos. Há 23 dias, eles dormem, fazem refeições e tomam banho no motorhome, que foi todo decorado em azul e branco. Mesmo planejando a viagem há dois anos, eles só conseguiram ingressos para ver o jogo no Maracanã. “Estamos tentando comprar, mas são muito caras”, lamentou. Nesta terça-feira, 20 mil argentinos são esperados na Arena Corinthians.
 
Além dos que estão viajando pelo Brasil nessas casas ambulantes, turistas continuam chegando de avião. É o caso do policial Claudio Bustos, 33 anos, de Córdoba. “A ideia foi vir para cá pela festa fora dos estádios. Não consegui ingressos na Argentina e muito menos aqui”, declarou. Ele esteve no Anhembi, no início da tarde de hoje, para compartilhar com outros argentinos a alegria de ver a seleção na fase final da Copa do Mundo.
 
No estacionamento, Claudio encontrou o chefe de cozinha Rodrigo Gomez, 28 anos, que está na estrada desde o dia 10 de junho. “Toda a viagem foi feita de ônibus. Argentina, Paraguai, depois Rio de Janeiro. Foram três  dias”, relembrou. Com um amigo e mais um companheiro de viagem, que se juntou a eles no Paraguai, os jovens acampam em cada cidade em que chegam. “Temos uma barraca pequena e somente um saco de dormir. Deitamos no piso”, apontou. Apesar da maratona das últimas semanas, eles dizem que seguem com disposição de torcer pela Argentina.
 
Rodrigo lamenta apenas a falta de chuveiros no sambódromo. “Tivemos que ir à rodoviária para tomar banho”, reclamou. De acordo com a São Paulo Turismo (SPTuris), os viajantes estavam avisados de que não haveria chuveiro no local, somente sanitários. No estacionamento em Interlagos, no entanto, os turistas terão onde tomar banho. A prefeitura destacou, que, além da disponibilização do local, foram providenciadas segurança e ambulância para atendimento dos torcedores.

Torcedor inglês tem pedaço da orelha arrancado durante briga na Arena Corinthians

Lancepress

N/A

Imagem mostra torcedor com orelha mordida

O jogo entre Uruguai e Inglaterra na Arena Corinthians, válido pela terceira rodada do Grupo D, acabou em briga entre um grupo de torcedores. Durante a confusão, um torcedor inglês levou uma mordida na orelha e ficou sem um pedaço do orgão.

O episódio ocorreu no último dia 19 de junho. Neste sábado, o tabloide Sunday People divulgou as imagens da briga dentro do estádio corintiano. No vídeo, que mostra uma confusão, um torcedor ataca o inglês e o agride com uma mordida na orelha.

Segundo o Sunday People, o torcedor inglês teria sido vítima de injúria racial.

“O cara que o atacou é um idiota. Ele atacou um torcedor inglês, depois o atacou por causa de sua raça e mordeu um pedaço de sua orelha. Foi terrível” disse Billy Grant, outro torcedor que presenciou toda a confusão.

A polícia britânica usou a imagem do vídeo do ataque para tentar encontrar o agressor, mas não obteve sucesso. As autoridades britânicas não explicaram o motivo da agressão, e nem divulgaram o nome da vítima. A polícia ainda não tem informações sobre o agressor.

 

Torcedor de 69 anos morre após passar mal no Mineirão

Agência Brasil

As fortes emoções das oitavas de final entre Brasil e Chile custaram a vida de um torcedor no Mineirão. De acordo com a Secretaria de Saúde de Minas Gerais, Jairo de Oliveira, 69 anos, chegou a ser removido para um hospital, mas morreu de enfarto cerca de duas horas depois do fim da partida.
 
Com histórico de hipertensão e diabetes, Jairo, que tinha vindo do Rio de Janeiro, primeiramente foi atendido no ambulatório do Mineirão. De lá, foi removido por uma empresa contratada pela Federação Internacional de Futebol (Fifa) para o hospital particular Lifecenter, onde deu entrada às 15h49.
 
Segundo a Secretaria de Saúde de Minas, Jairo teve parada cardíaca às 17h. Os médicos tentaram reanimá-lo, mas não tiveram sucesso. Ele teve a morte confirmada às 17h45.
 
Na partida de ontem (28), Brasil e Chile empataram por 1 a 1 no tempo normal. Depois de dois tempos de prorrogação sem gols, a decisão foi para os pênaltis, onde o Brasil venceu o Chile por 3 a 2 e conquistou a classificação para as quartas de final.

Atacante da Colômbia diz que Brasil não assusta

Lancepress

Jackson Martinez

Jackson Martinez garante que Brasil não assusta

A Colômbia conseguiu vencer o Uruguai por 2 a 0 neste sábado pelas oitavas de final da Copa do Mundo, e agora terá o Brasil pela frente. O atacante Jackson Martínez, titular contra a Celeste, e que deve enfrentar a Seleção Brasileira nas quartas, falou da importância de enfrentar a equipe anfitriã, mas também garantiu que não se intimida.

“É um privilégio jogar contra a equipe local, é um jogo importante. Por nós, temos que continuar trabalhando e seguir para o mais longe possível no Mundial. O Brasil não assusta. Sabemos que temos que ter cuidado com jogadores importantes. Mas também temos a nossa força que permitiu estarmos aqui. Vamos trabalhar a partida, fazer todo o necessário para preparar bem”, disse o Cha Cha Cha na zona mista do Maracanã.

“São poucos dias e vamos tratar de fazer uma excelente atuação. É algo histórico (chegar pela primeira vez nas quartas de final), muito legal, que gostamos muito. Queremos escrever a nossa história”.

Jackson também não escapou de responder sobre James Rodríguez, grande astro da classificação da Colômbia. Os dois foram companheiros na temporada de 2012/13 pelo Porto, aonde foram campeões portugues. O centroavante admitiu sentir saudade do craque, mas exaltou outro compatriota que está no Dragão e também na seleção cafetera.

“Sim, sinto! (risos) Mas também chegou lá Quintero, tenho a oportunidade de jogar com ele. Quando ele se foi, não apenas eu senti a falta, mas também o Porto. Há uma relação bonita, uma grande combinação. Os colombianos conseguem render bem. Está sendo mostrado ao longo dos anos. Tomara que o Porto continue com isso”.

Costa Rica x Grécia: zebras da Copa se enfrentam para continuar sonhando

Lancepress

Fora de campo e antes da Copa, Grécia e Costa Rica eram tidos como carta fora do baralho. Nas oitavas de final, porém, as duas se enfrentam tendo deixado para trás times do quilate de Costa do Marfim, Inglaterra e Itália. Neste domingo, na Arena Pernambuco, só uma das zebras do Mundial seguem em frente.

Os gregos já sabem muito bem como lidar com o papel de surpresa. Afinal, em 2004, eles levantaram a Eurocopa em uma das maiores zebras da história do futebol mundial, eliminando França e Portugal no caminho para o título inédito. Nesta Copa, a Grécia chegou desacreditada e era a última opção para se classificar no Grupo C. Bem a seu estilo, eles passaram de fase aos trancos e barrancos.
 

N/A

Seleções se enfrentam em Recife pelas oitavas de final da competição

Mas a grande surpresa da Copa é mesmo a Costa Rica. Intrusa na chave dos campeões mundiais Uruguai, Itália e Inglaterra, os Ticos mostraram autoridade ao vencer os dois primeiros e, já classificados, empatarem com o último. Ainda mais chocante foi o fato de que os costarriquenhos foram superiores a italianos, uruguaios e ingleses, times com muito mais tradição.

 – Estamos fazendo um excelente trabalho e grande história. Queremos fazer nosso melhor e estamos dando nosso máximo, concentrados em nós mesmos e fazendo as coisas bem feitas.Ffazendo isso, nosso país conseguirá desfrutar o máximo da Copa – comentou o meia Michael Barrantes.

Costa Rica e Grécia já desfrutaram bastante do Mundial. Após domingo, porém, só um deles continuará aproveitando.

COSTA RICA
Navas, Umaña, González e Duarte; Gamboa, Tejeda, Celso Borges e Júnior Diaz; Ruíz, Campbell e Bolaños. Técnico: Jorge Luis Pinto.

GRÉCI
: Karnezis (Glykos), Torosidis, Manolas, Papastathopoulos, Cholevas; Maniatis, Kone, Christodoulopoulos, Karagounis e Samaras; Salpingidis. Técnico: Fernando Santos.

Favorita Holanda enfrenta o México, que deseja superar traumas nas oitavas

AFP

Holanda e México se enfrentam pelas oitavas de final da Copa do Mundo no domingo em Fortaleza, às 13 horas,  com a seleção europeia como favorita e os mexicanos na expectativa de superar um fantasma: a equipe foi eliminada nesta fase nos últimos cinco Mundiais.

A Holanda do técnico Louis Van Gaal, que depois da Copa assumirá o comando do Manchester United, mostrou na primeira fase que tem condições de conquistar seu primeiro título mundial.

Depois de humilhar a Espanha, atual campeã do mundo, com uma goleada de 5-1 na estreia, os holandeses derrotaram a Austrália por 3-2 e o Chile por 2-0 e garantiram o primeiro lugar do Grupo B.
 

N/A

Seleções disputam as oitavas de final, na Arena Castelão, na tarde deste domingo

O México deseja mostrar que superou os complexos de outras edições. No Grupo A, a equipe venceu Camarões (1-0) e Croácia (3-1), além de ter segurado o 0-0 contra o país da casa, Brasil, graças a uma grande atuação do goleiro Ochoa.

Mas o México, atual campeão olímpico, terá um desfalque, José Juan ‘Gallito’ Vázquez, meia que será substituído pelo veterano Carlos Salcido.

A Holanda não poderá contar com o meia Leroy Fer, autor de um dos gols na vitória sobre o Chile, que sofreu um estiramento na coxa esquerda durante um treino.

O México parece ter encontrado no midiático técnico Miguel Herrera uma fonte de motivação.

Com as comemorações exageradas dos gols mexicanos na primeira fase, Herrera se tornou um dos personagens da Copa.

“Nossa ilusão cresce cada dia mais, nosso sonho fica mais forte, mais real, a cada dia”, disse o técnico.

A Holanda mostrou nesta Copa um futebol mais pragmático, mas com momentos de brilho. A equipe deixa a bola com o adversário e aposta em contra-ataques fulminantes, ao contrário do sistema aplicado nas últimas décadas, quando a equipe laranja tomava a iniciativa do jogo.

Na partida contra o Chile, a Holanda teve apenas 36% de posse de bola, mas finalizou mais vezes que o time sul-americano.

O aparente desinteresse da Holanda pela posse de bola surpreendeu a muitos, que consideraram a tática quase uma traição à identidade do futebol praticado no país. O maior ídolo do ‘futebol total’ holandês, Johann Cruyff, questionou o sistema de Van Gaal e pediu o retorno do 4-3-3.

Mas Van Gaal não se deixou abalar com as reclamações.

“Não vou ao Mundial para ganhar um prêmio de beleza”, disse.

Para o México, a partida representa dois desafios: acabar com a maldição das oitavas, fase em que o país foi eliminado nos últimos cinco Mundiais, e superar um rival que não consegue vencer desde um amistoso em 1961.

Desde então foram quatro partidas, três amistosos, que terminaram com vitórias da Holanda, e uma oficial, na fase de grupos da Copa da França-1998, que acabou com o placar de 2-2.

O México deseja fazer história e alcançar a fase de quartas de final pela primeira vez fora de casa. A seleção mexicana alcançou esta fase em 1970 e 1986, quando disputou o torneio em casa.

México
Guillermo Ochoa – Paul Aguilar, Francisco Rodríguez, Rafael Márquez (cap), Héctor Moreno, Miguel Layún – Héctor Herrera, Carlos Salcido, Andrés Guardado – Oribe Peralta, Giovani Dos Santos. DT: Miguel Herrera.

Holanda
Jasper Cillessen – Daryl Janmaat, Stefan de Vrij, Ron Vlaar, Bruno Martins Indi, Daley Blind; Nigel de Jong, Wesley Sneijder, Georginio Wijnaldum; Robin Van Persie (cap), Arjen Robben. DT: Louis Van Gaal.

Time de Portugal volta a Lisboa e é recebido com festa

Estadão Conteúdo

O melhor jogador do mundo no ano passado não rendeu o esperado e não conseguiu levar seu time sequer às oitavas de final da Copa. Mesmo assim, porém, a seleção portuguesa foi recebida com festa na manhã deste sábado em Lisboa. Cristiano Ronaldo, inclusive, foi um dos jogadores mais festejados pelas dezenas de pessoas presentes ao aeroporto.O craque do Real Madrid chegou a Lisboa calado e não quis falar com a imprensa. Apenas acenou para os torcedores que gritavam seu nome. Ronaldo estava com o olho esquerdo roxo, mas não há informações sobre os motivos. Ele seguiu diretamente para um taxi, enquanto a maioria dos jogadores foi recepcionada por familiares.

Além de Cristiano Ronaldo, outro jogador que recebeu forte apoio da torcida foi o goleiro Beto, que começou a Copa do Mundo como reserva, mas jogou diante de Estados Unidos e Gana. O jogador do Sevilla sofreu uma lesão na última partida de Portugal no Mundial, precisou ser substituído e saiu de campo chorando. Foi ele também um dos atletas que mais se abalaram com a eliminação.

Outro jogador de renome no elenco, Nani agradeceu o apoio dos portugueses. “O meu muito obrigado a estes torcedores por nos terem vindo receber desta maneira. Infelizmente não conseguimos dar a alegria que tantos queriam… O futebol é mesmo assim. Agora vamos continuar a trabalhar para que os próximos anos sejam melhores. É muito bom saber que os portugueses estão conosco”, disse o atacante do Manchester United.

James Rodríguez brilha, Colômbia bate o Uruguai e encara o Brasil nas quartas

Fantasma de 50 cai no mesmo palco em que se consagrou e colombianos garantem classificação inédita na Copa do Mundo

O DIA

Rio – O Fantasma deu adeus no mesmo palco em que se consagrou. O Uruguai foi dominado pela surpreendente Colômbia e deixou o Maracanã derrotado por 2 a 0 e pronto para se despedir da Copa do Mundo. James Rodríguez foi o grande nome do jogo. Autor de dois gols, o camisa 10 garantiu a classificação colombiana para as quartas de final do Mundial, fato inédito na história das Copas e fez um gol de placa diante dos 73.804 torcedores presentes. Agora, o desafio é ainda maior. A Colômbia vai enfrentar o Brasil às 17h da próxima sexta-feira, no Castelão. O jogo vale uma vaga na semifinal.

A Colômbia foi superior durante todo o jogo. O intenso clima do duelo sul-americano marcou a partida desde os primeiros minutos, mas não teve espaço para o Uruguai mudar a situação. Sem Luis Suárez, suspenso após morder Chiellini, a Celeste se despede da Copa e vê todo a a provocação do “Fantasma de 50” terminar. James Rodríguez, além de tudo, assumiu a artilharia do Mundial, com cinco gols.

James Rodríguez brilha, elimina o Uruguai e garante classificação da Colômbia para as quartas de final

Foto:  Reuters

O jogo começou quente. As equipes acabavam esbarrando num alto número de faltas logo no início do jogo e o árbitro Bjorn Kuipers chegou a dar uma bronca nos atletas nos primeiros minutos. Os times buscavam o ataque. A partida era franca, mas Muslera teve mais trabalho no primeiro momento da partida.

Substituto de Luis Suárez, Forlán queria voltar a brilhar numa Copa do Mundo. Na sua primeira oportunidade, o atacante arriscou um chute de longa distância, mas acabou mandando longe do gol de Ospina. A Colômbia, por sua vez, tinha um maior domínio da partida. Embalada pelo talentoso James Rodríguez, a seleção contava também com o forte apoio da torcida, que compareceu em maior número do que os uruguaios.

Foi justamente James Rodríguez que fez a diferença no Maracanã. O camisa 10 fez um golaço e abriu o placar aos 28 minutos do primeiro tempo. O toque foi de cabeça e o craque dominou no peito e acertou um chutaço de perna esquerda: festa e muita dança colombiana. O Uruguai ainda tentou uma resposta imediata, mas não deu certo. No contra-ataque, ainda foi por pouco que os colombianos não saíram na cara do gol de Muslera.

Uma falta muito perto da área colombiana deu ao Uruguai a grande chance de empatar o placar. Cavani foi para a bola, mas a cobrança foi para fora. O fim do primeiro tempo teve um clássico clima sul-americano. O goleiro colombiano fez uma defesa brilhante para evitar o empate uruguaio, mas Forlán e Yepes roubaram a cena ao ensaiar um início de confusão num lance de ataque celeste.

James Rodríguez arrisca chutaço de fora da área… e faz golaço no Maraca!

Foto:  Márcio Mercante

O segundo tempo também começou agitado. O Uruguai foi o responsável por fazer o primeiro grande lance do jogo, mas a Colômbia continou mandando na partida. Triangulação na frente da área, Armero cruza, Cuadrado cabeceia para trás e James Rodríguez faz mais um e amplia a vantagem colombiana.

FOTOGALERIA: As melhores imagens do duelo entre Colômbia e Uruguai

O Uruguai passou a ter uma situação muito delicada. A equipe de Óscar Tabárez precisava mudar totalmente o cenário da partida e o técnico apostou até na mudança tática para tentar mudar o resultado: Ramírez e Stuani foram as alternativas uruguaias para buscar a virada no Maracanã.

O Uruguai tentava reagir, mas, além da dificuldade tática, esbarrava na grande atuação do goleiro Ospina. O camia 1 da Colômbia se destacava e mostrava tranquilidade para salvar todos os lances de perigo que chegavam ao gol colombiano. 

Enquanto a Colômbia chamava o Uruguai para o campo defensivo, a Celeste começava a se desesperar em busca do resultado. Num lance à parte, Ramírez acertou um pontapé em Armero e saiu sem nenhuma punição. O cartão foi apenas para Lugano, que estava no banco de reservas e não poupou as reclamações. 

O Uruguai passou a se jogar no ataque. A chance mais esperada surgiu aos 34 minutos, mas Álvaro Pereira parou no paredão Ospina em mais um lance de perigo. O fim da partida prometia ainda mais emoção. A Celeste só pensava em atacar, enquanto a Colômbia já administrava a partida. Craque da partida, James Rodríguez foi substituído aos 39 minutos e deixou o gramado ovacionado.

Mais um dia de festa colombiana na Copa. Não tinha mais jeito para o Uruguai. Dois dias depois de Luis Suárez, agora é a vez de todo o elenco uruguaio fazer as malas e voltar para casa. É Colômbia nas quartas de final. É Colômbia contra o Brasil…

FICHA TÉCNICA

Colômbia 0x2 Uruguai

Estádio: Maracanã (Rio de Janeiro) 
Árbitro: Bjorn Kuipers (Holanda) 
Público: 73.804 presentes 
Gols: James Rodríguez (28′ do 1ºT, 5′ do 2ºT) 
Cartão amarelo: Giménez e Lugano (Uruguai); Armero (Colômbia) 
Cartão vermelho: –

Colômbia: Ospina, Zuniga, Zapata, Yepes, Armero; Sánchez, Aguilar, Cuadrado (Guarín), James Rodríguez (Ramos); Gutiérrez (Mejía), Jackson Martínez; Técnico: José Pekerman.

Uruguai: Muslera, Cáceres, Giménez, Godín, Maxi Pereira; Arévalo Ríos, González (Hernández), Cristian Rodríguez, Álvaro Pereira (Ramírez); Forlán (Stuani), Cavani. Técnico: Óscar Ta

noticias gerais e, especificamente, do bairro do Brás, principalmente do comércio