Arquivo da tag: DANIEL ALVES

Neymar tem outro parceiro na seleção

 

 

Se no Santos, Robinho foi o grande tutor de Neymar, na seleção o papel vem sendo desempenhado pelo baiano de Juazeiro, Daniel Alves

BERNARDO ITRI, MARCEL RIZZO E SÉRGIO RANGEL
Da Folhapress – Teresópolis, RJ e São Paulo, SP

Se Robinho foi o tutor de Neymar no Santos, quando o craque iniciou sua carreira profissional no futebol, na seleção brasileira o guru do jogador é outro: Daniel Alves. 

O lateral direito e o atacante não se desgrudam. 

Na preparação do Brasil para a Copa do Mundo, quando se olha para o astro do time, Daniel Alves está sempre por perto. E não é à toa. 

O camisa 2 do técnico Luiz Felipe Scolari é hoje um dos mais experientes do grupo e um dos poucos que já disputou um Mundial. 

Soma-se a isso o fato de que Daniel Alves é também o melhor amigo de Neymar no Barcelona. 

Há seis anos no time catalão, o lateral foi quem “apresentou” o clube a Neymar, mas principalmente foi seu tutor nos bastidores. 

O ambiente no vestiário europeu é liderado por Xavi e há regras para se manter um bom ambiente. As normas foram passadas por Daniel Alves ao craque brasileiro, desde o momento em que ele chegou ao Barça, em 2013. 

Daniel explicou a Neymar, entre outras questões, como se portar no Barcelona, a maneira de tratar cada colega de equipe, qual jogador aceita brincadeiras e quem é mais sério no grupo. 

Já na seleção brasileira, a adaptação foi mais fácil. 

Mas nem por isso um se desgrudou do outro, dos treinamentos na Granja Comary às viagens nos ônibus. 

Quando há atividade em dupla nos treinos, Neymar e Daniel Alves estão sempre juntos. Nos exercícios coletivos, um está sempre próximo do outro. Treinam batidas de faltas juntos. E são parceiros até nas partidas. 

Quando parte com a bola da esquerda para a direita, Neymar olha, procura seu amigo, que sempre está apoiando o atacante pelo lado direito do campo. 

Essa parceria também pode ser notada fora dos gramados. Antes do amistoso contra o Panamá, na terça (3), por exemplo, Neymar postou no Instagram uma foto no ônibus, a caminho do estádio Serra Dourada, em Goiânia, ao lado de Daniel Alves. 

CONTRA O RACISMO 

Os dois jogadores foram recentemente protagonistas de uma campanha publicitária contra o racismo no futebol. 

Neymar lançou na internet a campanha “Somos todos macacos” em solidariedade ao amigo Daniel Alves. 

O lateral comeu durante uma partida do Barcelona uma banana que tinha sido atirada em sua direção por um torcedor do Villarreal. 

O ato publicitário foi resultado de um acordo entre o camisa 10 da seleção e uma agência de propaganda e repercutiu no país inteiro. 

Daniel Alves estaria na lista de dispensa do Barcelona no dia do aniversário

DIÁRIO DA MANHÃ|ANA CLÉIA DE SOUZA

Jogador Daniel Alves recebe notícia de dispensa no dia do aniversário. Foto: Divulgação/Rede Sucesso

Jogador Daniel Alves recebe notícia de dispensa no dia do aniversário. Foto: Divulgação/Rede Sucesso

O pior presente de aniversário que uma pessoa poderia receber seria a perda do emprego. Segundo o jornal catalão Sport o jogador Daniel Alves que completa 31 anos, nesta terça-feira (6), deve deixar o Barcelona na próxima temporada.

Esta lista ainda conta com outros 13 nomes, inclusive o do técnico do time, Tata Martino. Dirigentes do clube reuniram-se com o ex-jogador do Barcelona Luis Enrique para tê-lo como substituto de Martino.

Daniel Alves admite “não gostar muito” da #somostodosmacacos

Na semana passada, Neymar causou alvoroço na internet ao postar foto com uma banana e lançar a campanha #somostodosmacacos, logo após o racismo sofrido por Daniel Alves na partida contra o Villarreal, pelo Campeonato Espanhol. O alvo do insulto, entretanto, admitiu desconforto com o “slogan” do movimento. Em entrevista concedida ao programa Altas Horas, da TV Globo, o lateral direito do Barcelona contou que “não gosta muito” do nome da campanha.

“Não gosto muito da campanha ‘Somos todos macacos’ porque acho que somos a evolução disso. Somos humanos e todos iguais. Acho que é isso que devemos defender”, declarou Daniel Alves, antes de, por outro lado, mandar um recado às pessoas que criticaram veementemente o slogan da campanha lançada por Neymar.

“Eles (os críticos) estão indo muito no contexto e pouco no objetivo, que é a luta contra o racismo e tudo aquilo que vem acontecendo”, disse o lateral direito do Barcelona, que, novamente, completou externando a sua opinião. “Mas acho que a nossa defesa tem que ir pelo lado de que somos todos iguais, somos todos humanos”, afirmou.

O polêmico caso aconteceu na segunda etapa da partida entre Villarreal e Barcelona, no último domingo, válida pela 35ª rodada do Campeonato Espanhol. Aos 30min, quando foi cobrar um escanteio pela ponta direita, Daniel Alves teve uma banana atirada contra si. Como resposta, apanhou-a do chão, descascou-a e a comeu.

Foi intuitivo, não tinha nada programado. A gente não acredita que vão fazer isso dentro de um campo de futebol e foi uma surpresa a repercussão que deu”, admitiu o brasileiro, que, por fim, contou que foi procurado para lucrar com publicidade relacionada ao tema, mas não pretende seguir este caminho.

“Marcas me procuraram, mas eu não quero ganhar com isso, não quero popularidade. Não quero ganhar nada a não ser a luta contra o racismo”, decretou Daniel Alves – logo no dia seguinte à polêmica, o apresentador Luciano Huck lançou uma estampa de camisa com a campanha “somos todos macacos”, mas depois se defendeu, dizendo que não lucrará nada com as vendas.

Fonte: Terra

Dilma elogia gesto de Daniel Alves contra o racismo

A presidente Dilma Rousseff elogiou nesta segunda-feira a “ousada e forte” resposta contra o racismo do lateral do Barcelona Daniel Alves, que comeu uma banana que havia sido lançada contra ele das arquibancadas do estádio do Villarreal.

“O jogador @DaniAlvesD2 deu uma resposta ousada e forte ao racismo no esporte”, escreveu Dilma em seu Twitter. “Diante de uma atitude que infelizmente tem se tornado comum nos estádios, @DaniAlvesD2 teve atitude”, elogiou.

“Em seu apoio, @neymarjr lançou a campanha #somostodosmacacos para mostrar que temos todos a mesma origem e que nada nos difere, a não ser a nossa tolerância com o outro”, acrescentou a chefe de Estado, em referência a mensagem de Neymar, colega de clube de Daniel Alves.

Dilma reiterou seu apoio para que o Brasil, que receberá a próxima Copa do Mundo, levante “a bandeira do combate à discriminação racial”.

“Vamos mostrar que nossa força, no futebol e na vida, vem da nossa diversidade étnica e dela nos orgulhamos”, concluiu.

O gesto de Daniel Alves provocou a reação de muitas pessoas nas redes sociais.

“Há 11 anos convivo com a mesma coisa na Espanha. Temos que rir desses retardados”, reagiu o jogaador após a partida em que o Barça venceu, de virada, o Villarreal por 3-2.