Arquivo da tag: DISTRITO FEDERAL

Eleição imprevisível em Brasília: Toninho do PSol está no páreo!

DIÁRIO DA MANHÃ|WALTER BRITO

Tecnicamente, José Roberto Arruda do PR que pontua na pesquisa Directa/O Parlamento com 26,65% de intenção de votos para o GDF, deverá disputar o segundo turno com governador Agnelo do PT, que está em segundo lugar com 14,93%. Entretanto, os 200 mil votos que Toninho do PSol obteve para o GDF na eleição de 2010, o seu bom desempenho junto à classe média do Plano Piloto e o avanço no seio das classes mais escolarizadas das cidades satélites, aliados ao seu discurso que propõe um projeto consistente para resolver o problema da saúde pública no Distrito Federal; já lhe dão 6,43% de intenção de votos e o quarto lugar. Toninho está próximo do terceiro colocado Rodrigo Rollemberg (PSB) que tem 8,4% e à frente de Eliana Pedrosa que pontuou com 5,18%.

Ressaltamos ainda que 45,7% da população de Brasília reprova o gerenciamento da saúde implementado pelo governo Agnelo em Brasília, diz a pesquisa do Instituto Directa que apontou os principais problemas da cidade-estado: Saúde 45,7%; segurança pública 27,3%; transporte 9,8%; educação 3,8%; emprego 3%; limpeza urbana 2%; falta de moradia 1,7%; asfalto 1,2%; trânsito 1%; parada de ônibus 0,1%; outros 0,8% e não responderam 2,9%.

Gerentão Berger em ação

Apesar do esforço do gerentão do governo, o doutor Berger que é especialista em administração pública e tem em seu gabinete uma sofisticada parafernália tecnológica, onde ele avalia em tempo real os principais problemas da máquina administrativa do governo; Swedenberger do Nascimento Barbosa, que é odontólogo e especialista em administração da saúde pública e, o médico Agnelo, ainda não agradaram de forma efetiva o povo brasiliense, que clama por melhora na saúde. Nesse sentido, entrevistamos o pré-candidato ao governo do Distrito Federal Toninho do PSol. Ele criticou o atendimento na saúde pública do Distrito Federal, que na sua opinião é caótico. Ele também disse que os ensinos básico e superior estão em decadência no governo do PT. O político critica Reguffe e se coloca como verdadeiro candidato da esquerda na disputa do Palácio do Buriti.

Questionado pela reportagem do Diário da Manhã sobre a importância do PSol nas eleições que se aproximam, Toninho afirmou: “Pesquisas nacionais identificaram que entre os 32 partidos políticos do País, o PSol é o quinto na preferência do eleitorado. A resposta do povo brasileiro é baseada na coerência de nossos programas e a relevância de nossos projetos e propostas”, arrematou.

Namoro com Reguffe não deu certo 

Quanto ao namoro que Reguffe do PDT teve com o PSol, no que se refere à disputa eleitoral do mês de outubro, Toninho atacou: “Infelizmente o Reguffe escolheu outros parceiros numa aliança ampla que pode chegar ao PSD de Kassab. Acho que o deputado Reguffe errou na opção, o que poderá lhe custar caro, pois sua proposta rumo ao Senado ficou descaracterizada”, disse.

Reforma política

Quanto à reforma política, o pré-candidato do PSol opinou: “Nessa questão, prevaleceram os interesses dos grupos econômicos. O nosso senador Randolph Frederich Rodrigues Alves fez todos os esforços e apresentou um projeto consistente, baseado em três princípios básicos: financiamento público de campanha; a possibilidade da divisão equânime do tempo de rádio e TV para todos e, a revogabilidade dos mandatos. Fizemos a nossa parte e tentamos fazer a reforma que mudaria e muito, a situação das eleições em nosso País. O poderio econômico e os conservadores venceram, infelizmente!”.

Saúde será o carro-chefe do PSOL

Quanto ao principal problema que aflige os brasilienses, Toninho disse: “Uma das maiores frustrações de nossa sociedade é o atendimento da saúde que não funciona. É uma situação caótica! As UPAs (Unidade de Pronto Atendimento) não passam de um simulacro de atendimento à nossa população. Trata-se de uma forma disfarçada da privatização da saúde, o que é uma vergonha! Vale lembrar, que apesar de termos profissionais aprovados em concursos públicos, o gerenciamento e o dinheiro do Estado, vão para a iniciativa privada, por meio dos contratos que gerenciam as UPAs. A Maninha, que já foi secretária da saúde, está escrevendo com a minha participação, um projeto para o retorno do Saúde em Casa. Será a redenção da saúde pública em Brasília, quando as pessoas de todos os segmentos serão atendidas com dignidade. Teremos 3 mil equipes multiplicadoras, atendendo as pessoas em suas moradias. Será o projeto carro-chefe de minha campanha rumo ao Palácio do Buriti, caso eu seja aprovado na convenção de meu partido”, afirmou Toninho.

Educação em decadência

Do mesmo modo, o pré-candidato do PSol questionou o projeto de gerenciamento da educação do governo de Brasília: “Além de dar jeito na saúde, Agnelo disse que a educação em seu governo seria uma maravilha. Entretanto, o nível de ensino, tanto básico quanto o superior estão em decadência, conforme detectou o último Enem. Outro absurdo na área da educação, refere-se ao abandono da escola em tempo integral. Hoje, nem 5% da escola integral funciona em Brasília”, garantiu o pré-candidato.

Cotas para a comunidade negra Quanto a cota de 20% para a comunidade negra no serviço público, aprovada pelo Senado, sancionado pela presidenta Dilma e publicada esta semana no Diário Oficial, Toninho aplaudiu: “O Brasil tem uma dívida histórica com a comunidade negra e, dívida tem que ser paga! Fiquei feliz com a aprovação da cota de 20% para a comunidade negra no serviço público. Acho justo a igualdade dos salários entre brancos e negros. Temos que acabar com o verdadeiro apartheid em nosso país”, concluiu.

As manifestações que devem acontecer durante a Copa e certamente continuarão até as vésperas das eleições, podem ser capitalizadas por Toninho, pois Reguffe que é o porta-voz desses movimentos, não será candidato ao Governo. Acreditamos que mesmo apoiando Rodrigo Rollemberg como candidato ao Senado ou deputado federal, o eleitorado de Regufe migrará na sua maioria para o pré-candidato do PSol. É o que diz a pesquisa da Directa/O Parlamento, registrada no TRE-DF com número DF-00011/2014 e TSE BR-00139/2014. Como se vê, a eleição em Brasília tem seus favoritos, mas Toninho pode dar trabalho, inclusive, disputar o segundo turno.

(Walter Brito, jornalista)

Brasília inaugura Centro de Cooperação Policial Internacional

Correio do Brasil

O Centro de Cooperação Policial Internacional com 220 policiais do mundo inteiro que vão atuar na segurança do Copa do Mundo

Representantes das 31 seleções estrangeiras que virão ao Brasil para a Copa do Mundo,  já começaram a trabalhar no país, são agentes de segurança que auxiliarão policiais federais brasileiros no acompanhamento de torcedores e na identificação de eventuais criminosos que possam aproveitar o maior evento esportivo para entrar no Brasil.

Eles atuarão de forma conjunta e colaborativa no Centro de Cooperação Policial Internacional, inaugurado nesta segunda-feira, em Brasília. No local, construído na sede da Polícia Federal, 205 policiais estrangeiros e 75 brasileiros trabalharão no monitorando dos torcedores nos estádios e nos arredores das arenas. Eles terão acesso a imagens de câmeras instaladas nas 12 cidades-sede e informações do cadastro da Interpol (Polícia Internacional).

– O centro foi construído em Brasília, nas instalações da Polícia Federal, e depois ficará como legado para a Polícia Federal para as áreas de inteligência e tecnologia da informação. A Polícia Federal fez um investimento de R$ 20 milhões, que será aproveitado nas operações usuais da polícia depois da Copa – disse o gerente para a Área de Logística do centro, o delegado Valdecy Urquiza Junior.

Além dos policiais das 31 seleções classificados para Copa, também estarão no centro representantes da Organização das Nações Unidas (ONU), Interpol, Ameripol e da Venezuela, Moçambique, Angola, Tanzânia, Peru e Catar. Esses países foram considerados estratégicos devido ao números de turistas que enviarão ao Brasil.

Com esse trabalho de colaboração internacional, a Argentina informou às autoridades brasileiras os nomes dos torcedores que se envolveram em episódios de violências nos estádios argentinos, como os chamados barras brabas.

– Solicitamos as litas de torcedores potencialmente violentos que poderiam causar problemas nos nossos estádios, e a Argentina respondeu encaminhando uma lista com 2,1 mil nomes de torcedores banidos de entrar em qualquer estádio naquele país. Esses nomes foram incluídos em nossos sistemas e os torcedores serão impedidos de entrar no Brasil – disse o chefe do escritório da Interpol no Brasil, Luiz Eduardo Navajas.

O Centro de Cooperação Policial Internacional com 220 policiais do mundo inteiro que vão atuar na segurança do Copa do Mundo, foi inaugurado nesta segunda. Segundo ele, países europeus, como Inglaterra, Bélgica e Alemanha, não fornecem os nomes de torcedores violentos, mas impedem que eles deixem seus países. “Eles cassam o passaporte, e os torcedores não têm como chegar ao Brasil”, acrescentou Navajas.

– Estamos realizando um trabalho preventivo, e a PF tem um banco de dados de migração e podemos restringir a entrada de torcedores inconvenientes. Já fizemos isso – acrescentou o coordenador-geral de Cooperação Internacional da Polícia Federal, delegado Luiz Cravo Dórea.

Ele explicou que os agentes estrangeiros não terão poder de polícia nem poderão andar armados. Eles serão acompanhados por policias brasileiros e, havendo necessidade, ajudarão na identificação dos torcedores. Como eles estarão trajados com o uniforme dos país, as autoridades brasileiras acreditam que isso poderá inibir excesso por parte dos torcedores estrangeiros.

– Esse modelo já foi aplicado na Copa da África do Sul. Pensamos que é uma boa prática para contribuirmos todos para um esforço conjunto. Normalmente, (a Copa) é uma condição mais familiar, com menos adeptos de risco”, frisou o chefe da delegação policial portuguesa e diretor de departamento da Polícia de Segurança Pública, Pedro Manuel Gouveia.

Casado com uma brasileira, o chefe da delegação italiana, o policial Giuseppe Petronzi, ponderou que os torcedores estrangeiros devem aproveitar, com tranquilidade, a passagem pelo Brasil. “É muito gostoso viajar para o Brasil. Acho que estamos muito longe da Europa e é muito difícil que a pessoa queira ficar com problema aqui.”

Paulo Octávio é preso em Brasília por tentativa de suborno

O empresário Paulo Octávio, ex-vice-governador do Distrito Federal, foi preso nesta segunda-feira acusado de corrupção e formação de quadrilha. Segundo informações da Polícia Civil, ele era alvo da Operação Atrio e foi detido após corromper funcionários públicos que expediam alvarás para seus prédios. Paulo Octávio é um dos maiores empresários do ramo imobiliário de Brasília.

Ex-vice de José Roberto Arruda, governador que foi preso e cassado durante a operação que desvendou o chamado Mensalão do DEM, Paulo Octávio foi detido em um dos hotéis de sua propriedade, no centro de Brasília, e levado para a carceragem da Divisão Especial de Repressão ao Crime Organizado da Polícia Civil. O advogado dele, Antonio Carlos de Almeida Castro, está em Paris e afirmou ao Terra que ainda não tinha detalhes sobre a prisão do cliente.

Informações preliminares do Ministério Público do Distrito Federal apontam que foram oferecidas sete denúncias contra Paulo Octávio e pessoas ligadas a ele. A Operação Atrio investiga tentativa de suborno para liberação de alvarás e violação de normas urbanísticas e ambientais referentes a diversos empreendimentos imobiliários nas regiões administrativas de Taguatinga e Águas Claras. O mandado de prisão contra o empresário foi expedido pelo juiz Wagno Antonio de Souza. 

Fonte: Terra

Polícia prende grileiro que usava redes sociais para vender terreno

O suspeito anunciava a venda em sites da internet e foi detido em flagrante

16/05/2014 

Anúncio em rede social de venda dos lotes irregulares em regiões do DF (Reprodução)  
Anúncio em rede social de venda dos lotes irregulares em regiões do DF

Um homem que comercializava lotes ilegais no Paranoá foi detido em flagrante após formalizar uma venda no cartório de Planaltina (GO), na região do Entorno, nesta quinta-feira (15/5). O suspeito era investigado há três semanas e anunciava a venda em sites e redes sociais. A prisão foi feita pela Secretaria da Ordem Pública e Social (Seops) e da Delegacia Especializada do Meio Ambiente (Dema).

Após a confirmação de que a venda de um dos lotes seria formalizada ele foi seguido até a cidade goiana próxima a Brasília. No cartório, o homem e dois compradores assinaram uma cessão de direito. O homem foi preso na BR-020, pouco depois de cruzar a divisa entre Goiás e o DF com o documento de compra e venda.

Com o suspeito, foram encontrados, ainda, mapas, anúncios e dez notas promissórias, cada uma no valor de R$ 1,5 mil. Elas correspondem às parcelas pagas pelo lote de 400 metros quadrados, que era vendido a R$ 15 mil. 

O local que seria parcelado ilegalmente é uma chácara, no KM 8,5 da DF-250, na região administrativa do Paranoá. Há no local pelo menos dez unidades demarcadas por piquetes. Seis delas teriam sido vendidas, incluindo a que foi comercializada nessa quinta-feira (15/5), segundo o detido. Ele afirmou, ainda, ser o dono da terra, mas não apresentou escritura. Um estudo de situação fundiária será realizado.

O suspeito foi autuado em flagrante pelo crime de parcelamento irregular do solo. O crime é imputado mesmo quando a área é particular. Caso seja condenado, ele poderá ficar de um a cinco anos preso, e terá que pagar multa que varia entre dez e cem salários mínimos.

Com a prisão desta quinta-feira, a Seops contabiliza 75 autuações por parcelamento irregular do solo de áreas públicas e particulares do DF, nos últimos três anos. Mais de três mil lotes deixaram de ser vendidos pelos grileiros, que deixaram de lucrar quase R$ 40 milhões com a venda de terrenos ilegais.

Três mil militares do Exército vão atuar na segurança da Copa no DF

AGÊNCIA BRASIL

O Exército apresentou hoje (4) em Brasília o efetivo que vai atuar na segurança durante os jogos da Copa do Mundo que serão realizados na capital federal. A corporação empregará 3 mil militares na Força Planalto (Forplan), treinados para enfrentar ações contra terrorismo e ataques químicos. A apresentação foi feita durante cerimônia de troca da Bandeira Nacional, na Praça dos Três Poderes. Para compor o efetivo, serão chamados soldados de Goiás, do Tocantins e da região do Triângulo Mineiro.

Foto:Reprodução

Foto:Reprodução

Além do efetivo de militares, o Exército terá a disposição veículos blindados, metralhadoras, radares de solo, helicópteros, mais de 400 viaturas, além de roupas especiais contra ataques químicos. De acordo com o comandante Militar do Planalto, coronel Gilberto Breviliere, a corporação está pronta para garantir a tranquilidade da Copa do Mundo. “A Força Planalto vai atuar no eixo de defesa, aplicando todas as características e capacidade operacional do Exército, para prover a segurança e defesa, para que a Copa do Mundo possa ocorrer em um ambiente de harmonia e tranquilidade”, afirmou.

Segundo o comandante da Polícia do Exército, tenente-coronel João Felipe Dias Alves, a preparação do efetivo foi feita durante o ano passado, com objetivo de treinar todos os homens para garantir a segurança de quem vai assistir aos jogos, contra qualquer ocorrência de terrorismo e sabotagem e ainda durante manifestações próximas aos locais do evento. “As manifestações são uma preocupação da segurança pública. Estamos preparados para atuar como força de contingência, se necessário for.”

Em junho do ano passado, antes da abertura do jogo entre Brasil e Japão, pela Copa das Confederações, um protesto em frente ao Estádio Nacional de Brasília terminou com 29 pessoas detidas. Houve tumulto e a polícia usou bombas de gás lacrimogêneo, de efeito moral, spray de pimenta e balas de borracha para dispersar o protesto.

O Estádio Nacional de Brasília receberá sete partidas da Copa do Mundo. A seleção brasileira fará seu terceiro jogo, na fase de grupos da competição, no dia 23 de junho. Brasília também sediará um jogo das oitavas de final (30 de junho), uma partida das quartas de final (5 de julho) e a decisão de terceiro e quarto lugares, no dia 12 de julho.