Arquivo da tag: Estréia

Planeta dos Macacos 2: O Confronto tem trailer final divulgado; assista

De A Tribuna On-line

N/A

Longa tem previsão de estreia para 25 de julho
O trailer final de Planeta dos Macacos 2: O Confronto, que dá sequência ao filme Planeta dos Macacos: A Origem (de 2011), foi divulgado. A trama é ambientada anos após os acontecimentos do primeiro longa, quando a trégua entre os seres humanos sobreviventes do vírus e os evoluídos primatas liderados por Cesar está prestes a ruir, provocando um confronto decisivo na espécie que irá dominar o planeta. 
 
Com um roteiro de Rick Jaffa, Amanda Silver e Mark Bomback, a ficção científica conta com a presença de Judy Greer, Angela Kerecz, Gary Oldman, Keri Russell, Toby Kebbell e Kevin Rankin no elenco, além de Andy Serkis como César, através da técnica de captura de movimento. O longa chega aos cinemas brasileiros em 25 de julho de 2014.
 
Assista ao trailer final abaixo:
 

Dr. Caster tem a mente transferida para o protótipo de um supercomputador e, dessa forma, ganha um poder antes impensável

Johnny Depp estrela “Transcendence – A Revolução” nos cinemas

 

Dr. Caster tem a mente transferida para o protótipo de um supercomputador e, dessa forma, ganha um poder antes impensável<br /><b>Crédito: </b> Youtube / Reprodução / CP
Dr. Caster tem a mente transferida para o protótipo de um supercomputador e, dessa forma, ganha um poder antes impensável 
Crédito: Youtube / Reprodução / CP

Johnny Depp interpreta o cientista Will Caster em “Transcendence – A Revolução”, que estreia nos cinemas nesta quinta-feira. Com produção de Christopher Nolan e direção de Wally Pfister, o filme apresenta o ator no papel de um notável pesquisador no campo da inteligência artificial. Ele trabalha no projeto de criação de uma máquina consciente capaz de combinar a inteligência coletiva de tudo o que existe com todas as possibilidades de emoções humanas.

Os experimentos controversos trouxeram fama ao cientista, mas também o transformaram no alvo principal dos extremistas do Rift – Revolução Independente pelo Fim da Tecnologia, que farão o que for necessário para destruí-lo. Contudo, na tentativa de calá-lo, os extremistas acabam, inadvertidamente, sendo os catalisadores de um processo temerário: o dr. Caster tem a mente transferida para o protótipo de um supercomputador e, dessa forma, ganha um poder antes impensável. Também no elenco, Rebecca Hall, Paul Bettany, Morgan Freeman e Cillian Murphy.

Trailer legendado:

“Vi o lance 10 vezes e para mim é penálti”, diz Scolari

por LusaHoje

 
"Vi o lance 10 vezes e para mim é penálti", diz Scolari
Fotografia © Reuters

O selecionador do Brasil de futebol afirmou ter visto e revisto a jogada da grande penalidade assinala por pretensa falta sobre Fred e confirmado que o castigo máximo foi devidamente assinalado, no jogo inaugural do Mundial2014.

“Vi a jogada 10 vezes e para mim foi penálti”, rematou Luiz Felipe Scolari, na quinta-feira, em conferência de imprensa, aludindo ao lance que permitiu ao Brasil assumir a dianteira do resultado frente à Croácia, na estreia do Campeonato do Mundo, que os “canarinhos” venceriam por 3-1.

Scolari contestou a afirmação do seu homólogo croata, Nico Kovac, que disse que “dois mil milhões de pessoas viram que não foi penálti”, num lance em que Fred caiu na área croata e que o árbitro japonês Yuichi Nishimura penalizou com um castigo máximo, que Neymar viria a converter no 2-1.

“Se milhares não viram o penalti, o árbitro viu. E ele tem a decisão”, frisou Scolari, após o triunfo dos anfitriões frente à Croácia, selada com dois golos de Neymar e um de Oscar, depois de Marcelo ter dado vantagem aos croatas, com um tento na própria baliza.

O antigo selecionador de Portugal prosseguiu na “resposta” a Kovac, que denunciou que o problema da arbitragem pode converter a competição num “circo”, e, ironicamente, salientou que “então o Brasil ganhou cinco circos mundiais”.

Scolari enalteceu o “poder de reação” da sua equipa, reiterando que “faltam seis jogos [para a final]” e que a equipa “canarinha” tem de ir “degrau a degrau”.

Com o triunfo de quinta-feira, o anfitrião Brasil lidera o Grupo A, com três pontos, aguardando ainda o encontro entre México e Camarões, na sexta-feira, enquanto a Croácia não conta com qualquer ponto.

“Avanti Popolo” entra em cartaz nas telonas

Filme “Avanti Popolo” recebeu quatro prêmios no 46º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro

Reichenbach em cena <br /><b>Crédito: </b> Vitrine Filmes / Divulgação / CP
Reichenbach em cena 
Crédito: Vitrine Filmes / Divulgação / CP

O filme “Avanti Popolo”, longa-metragem de estreia do cineasta Michael Wahrmann, entra em cartaz nesta quinta-feira, no Cinebancários, em Porto Alegre.  

A produção traz imagens de Carlos Reichenbach (falecido em 2012) e André Gatti, interpretando pai e filho e, ao mesmo tempo, representam papéis semelhantes com sua realidade: um cineasta icônico encontra seu filho, um renomado pesquisador de cinema. O filme recebeu quatro prêmios no 46º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, entre eles o de Direção. 

Assista ao trailer:

Com ataques à Fifa, Maradona estreia programa na Copa

O ídolo argentino Diego Maradona estreou na noite desta segunda-feira o seu programa na TV Telesur, emissora estatal venezuelana. A atração chamada “De Zurda” (De Canhota, em português) está sendo produzida no Centro Internacional de Imprensa, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro.

O programa é apresentado pelo narrador uruguaio Victor Hugo Morales. Em uma hora de programa, Maradona não poupou críticas à Fifa, falou de experiências suas na Copa do Mundo, e surpreendeu a muitos ao apontar o Brasil como candidato ao título. “Meu candidato ao título é o Brasil, tendo em conta que os candidator sempre caem”, disse, meio sério, meio rindo. À Fifa, Maradona disparou que a entidade está “matando o futebol”.

“A Fifa leva quatro bilhões de dólares com a Copa. O país campeão fica com 35 milhões de dólares. Está errado isso. A multinacional está acabando com a bola. Você, Blatter, não faz nada e está rico. Não é como Bill Gates, que trabalha. Você não faz nada!”, bradou o ex-jogador.

Segundo o argentino, a Copa do Mundo foi trazida ao Brasil por “pessoas ruins”.

“Não tenho dúvidas que o Brasil fará uma grande Copa. Mas não vamos nos esquecer das pessoas da Fifa. Que poder… que poder feio! A verdade é que não há clima para o Mundial. Torço por Dilma, mas este evento chegou aqui trazido por pessoas ruins”, afirmou.

Assim como Victor Hugo Morales, Maradona é um ferrenho defensor dos governos argentino de Kristina Kirchner e do venezuelano de Nicolás Maduro e do chavismo. Durante a transmissão, Maradona aproveitou para mandar “um beijo para Fidel Castro”.

Maradona já teve uma experiência anterior na TV argentina, onde durante 2005 apresentou o programa “La Noche del 10”. Já Morales ficou famoso por ter sido a voz que imortalizou as narrações do título mundial da Argentina na Copa de 1986, tendo inclusive batizado a expressão ‘barrilete cósmico’ no segundo gol de Maradona nas quartas de final contra a Inglaterra.

Fonte: Terra 

Best seller “A Culpa é das Estrelas” chega aos cinemas

Filme baseado na obra de John Green tem pré-estreia na quinta

Drama romântico é inspirado no fenômeno literário de John Green<br /><b>Crédito: </b> Fox Filmes / Divulgação / CP
Drama romântico é inspirado no fenômeno literário de John Green 
Crédito: Fox Filmes / Divulgação / CP

Entra em pré-estreia nesta quinta-feira e, em estreia no dia 13, “A Culpa é das Estrelas”, inspirado no fenômeno literário de John Green, com Shailene Woodley e Ansel Elgort como protagonistas. A direção do filme é de Josh Boone.  

Na trama, diagnosticada com câncer, Hazel Lancaster (Woodley) se mantém viva graças a uma droga experimental. Após passar anos lutando com a doença, ela é forçada pelos pais a participar de um grupo de apoio onde vai conhecer Augustus Waters (Elgort), rapaz que vai mudar sua vida.

John Green é um dos autores americanos mais queridos pelo público jovem e igualmente festejado pela crítica. Com mais de um milhão de seguidores no Twitter, escreveu vários títulos best sellers e recebeu vários prêmios. Com o irmão, Hank, ele mantem um canal do YouTube “Vlogbrothers”, um de seus projetos de vídeo on-line e o mais popular do mundo.

Assista ao trailer:

Comédia francesa é um dos destaques das telonas

“O Palácio Francês” conta história de recém-formado que vai trabalhar com político

Comédia francesa é um dos destaques do cinema<br /><b>Crédito: </b> Etiene George / Divulgação / CP
Comédia francesa é um dos destaques do cinema
Crédito: Etiene George / Divulgação / CP

Entre os filmes que estreiam nesta quinta-feira nos cinemas, está a comédia “O Palácio Francês”. A produção conta a história de um recém-formado, Arthur Vlaminck (Raphaël Personnaz), chamado para trabalhar com o ambicioso ministro Alexandre Taill, tarefa que não será nada fácil, visto que o político é bastante vaidoso.

Outro título francês que entra em cartaz já teve breve exibição durante o Festival Varilux na Capital. É “Uma Relação Delicada”, que acompanha uma mulher (Isabelle Huppert), que sofre um derrame, e precisa recomeçar sua vida. A direção é de Catherine Breillat.

A comédia dramática “A Grande Escolha”, de Ivan Reitman, também é destaque. Na história, a equipe de futebol americano Cleveland Browns está tendo uma péssima temporada, e o gerente do time, Sonny Weaver Jr. (Kevin Costner), está ameaçado de demissão. No tradicional dia de contratação de novos talentos, Sonny deve provar ao mundo dos esportes que é capaz de trazer os melhores nomes para a sua equipe. Também no elenco Jennifer Garner.

A superprodução “X-Men: Dias de Um Futuro Esquecido”, toma conta da maioria das salas. Com direção de Bryan Singer, os mutantes enfrentarão máquinas que estão arrasando com sua espécie. Entre as novidades neste filme da franquia está a entrada de novos personagens, como Peter Dinklage (o anão que tem feito sucesso na série ‘Game of Thrones’, da TV paga), como o vilão Bolivar Trask.

Assista ao trailer:

Confira Godzilla que está em cartaz nos cinemas a partir de hoje

De A Tribuna On-line

N/A
 
Aventura. Joe Brody criou o filho Ford sozinho após a morte da esposa em um acidente na usina nuclear em que ambos trabalhavam no Japão. Ele nunca aceitou a catástrofe e quinze anos depois continua remoendo o acontecido, tentando encontrar alguma explicação. Agora adulto, Ford é soldado do exército americano e precisa lutar desesperadamente para salvar a população mundial (e, em especial, sua família) do gigantesco, inabalável e incrivelmente assustador monstro Godzilla. Direção de Gareth Edwards.
 
Assista ao trailer:
 

Getúlio: da vida para o cinema

Filme sobre os últimos dias de Getúlio Vargas completa uma semana de exibição no Brasil

Trailer do filme, em exibição a partir de maio.  (Crédito: Divulgação)

Com estreia 01/05 entre as seis maiores bilheterias do país, o filmeGetúlio, do diretor João Jardim, segue a primeira semana de exibição com quase 160 mil espectadores. O thriller político que conta a história de um dos presidentes mais marcantes do panorama social tem o atorTony Ramos no papel principal de Getúlio VargasDrica Moraes,Alexandre Borges e Alexandre Nero também fazem parte do elenco que remonta os últimos dezenove dias do presidente.

O roteiro assinado por George Moura começa a partir do primeiro tiro que marcou o conhecido atentado da Rua Tonelero, contra Carlos Lacerda, e segue até o último disparo, o suicídio do presidente em 1954, passando pela morte do major Rubens Vaz. Para colocar nas telas, o diretor convocou um time de grandes e comemora o resultado. “Precisávamos encontrar atores com muitos recursos e que conseguissem levar personagens mais densos, já que os papéis são difíceis.” A fotografia é de Walter Carvalho

Confira a entrevista completa com João Jardim:

De onde surgiu a vontade de falar sobre Getúlio Vargas?

Não foi o Getúlio em si a minha motivação. Quis falar desse momento da história do Brasil que é muito rico. Digo não só em emoção, mas também em situações que revelam o que o país é. Acabei me deparando com essa história e logo em seguida, logicamente, com o personagem. Temos um protagonista que é emblemático e apresenta uma ambiguidade grande. O Brasil tem muita coisa ainda a contar.

Eu, antes, não tinha visão sobre Getúlio. Sabia seus pontos positivos e negativos, mas só agora pude perceber como ele era um político essencialmente brasileiro que sempre se adaptou muito às regras da política nacional e, nisso, foi bem sucedido.

A trama recorta um momento específico do governo Vargas, os dias mais polêmicos de seu último mandato. Como foi trabalhar essa história de importante carga política?

Tivemos um trabalho intenso de pesquisa. Não só sobre cada fato específico, mas sobre como colocar nas telas da maneira mais cinematográfica possível. É importante ressaltar que não é um livro, não é uma aula de história. É uma ficção e, por isso, não poderíamos tomar partido. O objetivo, no entanto, era fazer um filme baseado em fatos reais. Desta forma, precisamos expor os fatos para conseguir um entendimento. O sentimento que ficou, depois da estreia, é que fizemos a coisa certa. A satisfação maior é essa, sempre fiz coisas que eu acreditei.

Os documentários compõem a maior parte da sua carreira. Foi diretor de Pro Dia Nascer FelizJanela da Alma e codiretor emLixo Extaordinário, indicado ao Oscar de 2011. Como é fazer ficção com essa bagagem de filmar o real?

O fato de ter feito filmes documentais ajuda a ter uma visão mais analítica sobre a história. Desenvolvi, com prática, como interpretar fatos reais no cinema. Mas não existe uma fórmula, é um processo de trabalho, de leitura e análise.  Aos poucos uma opinião amadurece e se tranforma em filme. É um processo longo por ser, ao mesmo tempo, a construção de uma outra realidade a partir de uma realidade existente. O que vale é o entendimento.

Getúlio fala de política em meio ao boom de comédias no cinema brasileiro. Acredita que existe espaço para este gênero dentro do cenário atual?

É bom trazer diversidade para o cinema nacional. Não tenho nada contra as comédias e acho importante outros tipos de filme, mas existe também a questão de mercado que não é fácil combater.  Chegamos ao final da primeira semana com milhares de espectadores e isso nos deixa contentes. Dá para notar que o público acolheu o filme. É uma surpresa. Nem nos meus mais remotos sonhos eu esperava, fico mesmo muito contente.  

Como foi a escolha e a preparação dos atores?

Em primeiro lugar, fizemos questão da similaridade física. Depois, precisávamos encontrar atores com muitos recursos e que conseguissem levar personagens mais densos, já que os papéis são difíceis. O Tony Ramos é um grande ator e nele vejo características até mesmo pessoais que poderia utilizar, além de lembrar Getúlio fisicamente. Tivemos um mês de ensaio para conseguir explorar os personagens. Durante este tempo, o que buscamos nos ensaios, encontramos nos sets de filmagem e o resultado está nos cinemas.

Secretaria da Cultura do Rio de Janeiro|Colaboração de Yzadora Monteiro

 

Palmeiras reestreia na Série A com virada sobre o Criciúma

Lancepress

Após amargar a Série B em 2013, o Palmeiras voltou à elite do futebol nacional com uma vitória de virada. Neste domingo, o Verdão visitou o Criciúma, no Heriberto Hulse, e bateu o adversário pelo placar de 2 a 1. Paulo Baier abriu o placar para o Tigre na primeira etapa, e Leandro, que começou o jogo no banco de reservas, empatou para o Alviverde na segunda. Nos minutos finais, Alan Kardec garantiu o triunfo.

Aos 12 minutos do primeiro tempo, o Criciúma fez o primeiro. Paulo Baier bateu falta pelo lado esquerdo cruzando a bola na área. Ela desviou em Alan Kardec, enganou Fernando Prass e entrou.

O Palmeiras tentou reagir de forma imediata. Aos 14, Bruno César alçou a bola na área, também em cobrança de falta, e Bruno rebateu. Dentro da área e livre, Marcelo Oliveira pegou mal na bola e ela subiu demais. Porém, o Verdão não chegou a ensaiar uma pressão e teve neste lance o seu momento de maior perigo na primeira etapa.

Leandro, Palmeiras

Leandro saiu do banco de reservas e abriu caminho para a virada do Palmeiras

Para o segundo tempo, Gilson Kleina voltou com Wesley, que o treinador pretendia poupar, e Leandro, que passou a semana com a Seleção Brasileira pré-olímpica, nos lugares de Josimar e Marquinhos Gabriel, respectivamente. Porém, a princípio, a produção do time pouco mudou.

Aos 12, o árbitro deixou de dar um pênalti claro para o Criciúma. Silvinho recebeu dentro da área e foi atingido por Tiago Alves, mas nada foi marcado.
Com o passar do tempo, o Verdão acelerou, passou a pressionar e conseguiu buscar o empate. Aos 37 minutos, Leandro, acionado no intervalo, recebeu passe de Valdivia e finalizou de primeira de fora da área. A bola desviou na zaga de Criciúma e traiu o goleiro Bruno, que nada pôde fazer.

Cinco minutos depois, Alan Kardec garantiu a vitória do Palmeiras. Wesley bateu falta pelo lado direito da área e o camisa 14 subiu livre para testar com força no canto esquerdo de Bruno e dar números finais à partida.

Na segunda rodada do Brasileirão, o Palmeiras recebe o Fluminense, no Pacaembu, no próximo sábado, às 21h. Um dia depois, o Criciúma visita o Goiás, às 18h30, em local ainda indefinido.

noticias gerais e, especificamente, do bairro do Brás, principalmente do comércio