Arquivo da tag: ESTUPRO

Homem acusado de matar a esposa e estuprar a filha de sete anos é preso

Crime aconteceu em São Gonçalo e o suspeito, Cleiton Manuel Carvalho, 44 anos, já tinha um mandado de prisão por conta da morte de uma mulher em Maricá

O DIA

Rio – Policiais da Divisão de Homicídios (DH) de Niterói e São Gonçalo prenderam na noite de segunda-feira, Cleiton Manuel Carvalho, 44 anos. Ele é acusado de matar a companheira, Priscila de Barros Souza, 32 anos, e estuprar própria a filha de sete anos, em São Gonçalo, Região Metropolitana do Rio.

De acordo com informações, os crimes ocorreram na Rua Albino Cupertino de Abreu, no bairro Sacramento, em São Gonçalo. Contra Cleiton havia um mandado de prisão temporária, expedido pela Vara Criminal da Comarca de Maricá, onde é investigado pelo homicídio de Junyane Débora Gomes. O preso vai ser encaminhado à Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (SEAP), onde ficará à disposição da Justiça.

Empresário é preso ao tentar estuprar menina de 11 anos

De A Tribuna On-line

Um empresário de 41 anos foi preso suspeito de estupro de vulnerável – entre outros crimes envolvendo práticas sexuais com menores de 18 anos – na rua Porfírio de Gaza, no Grajaú, zona sul de São Paulo. A prisão ocorreu na última sexta-feira, mas foi divulgada pela Polícia Civil apenas nesta terça-feira.

Segundo a Polícia Civil, o homem foi preso após a denúncia da mãe de uma menina de 11 anos. A jovem estava sendo assediada pelo empresário através de uma rede social.

A polícia afirma que o suspeito estava tentando marcar um encontro com a jovem e chegou a ir próximo à casa dela, onde conversou pessoalmente com a adolescente. A mãe da menina, uma auxiliar de limpeza, foi então ao 85º Distrito Policial (Jardim Mirna) e denunciou o assédio.

Após a denúncia, os policiais orientaram a menina durante uma conversa pela internet com o suspeito. No fim, os dois marcaram um encontro que foi acompanhado por um esquema de segurança para proteger a vítima. Segundo a Polícia Civil, o encontro aconteceu em um supermercado. O empresário foi preso logo após descer do carro e tentar beijar a menina.

Depois de ser detido, o homem admitiu saber que a vítima tinha menos de 18 anos e confessou que guardava em seu escritório um notebook com gravações de cenas de sexo explícito com garotas que tinha conhecido na internet.

Os policiais apreenderam o computador do suspeito, onde foram encontrados diversos arquivos com conteúdo de pornografia infanto-juvenil. Em diversos vídeos, o acusado aparece praticando sexo com garotas menores de 18 anos, algumas delas com aparência de 5 a 8 anos no máximo.

A Polícia Civil afirmou que segue investigando as imagens para identificar outras vítimas

Mulher é estuprada por morador de rua em Bento Ribeiro

Vítima foi encontrada muito machucada e encaminhada para o Hospital Carlos Chagas

O DIA

Rio – Uma mulher de 24 anos foi estuprada por um morador de rua por volta das 23h deste sábado, em Bento Ribeiro, na Zona Norte do Rio. De acordo com o delegado Orlando Zaccone, títular da 30ª DP (Marechal Hermes), a vítima foi encontrada inconsciente e muito machucada.

A mulher foi encaminhada para o Hospital Carlos Chagas. Policiais foram até o hospital neste domingo para colher o depoimento da vítima e tentar identificar o estuprador. A mulher, que é lotada na UPA de Queimados, estava indo dar plantão no Hospital Carlos Chagas quando foi atacada.

A vítima foi encaminhada para o IML e, posteriormente, transferida para o Hospital Badim, na Tijuca, onde passa por exames. Ainda de acordo com o delegado, um homem com as características indicadas pela vítima está detido, mas só pode ser preso após ela fazer o reconhecimento. No local do crime foram encontrados alguns pertences da mulher, como um pé de sapato e uma bolsinha com itens de higiene. 

Marcha das Vadias, em SP, destaca que sexo sem consentimento é estupro

Segundo dados divulgados pelas organizadoras da marcha, 64% dos estupros ocorrem na casa da vítima e apenas 18% em vias públicas. E apenas 30% dos crimes são praticados por desconhecidos

Agência Brasil

24/05/2014 

A marcha teve início em 2011, no Canadá, quando um policial disse às estudantes da Universidade de Toronto que para se proteger de uma onda de violência sexual, as mulheres deveriam não se vestir como vadias (AFP PHOTO/NELSON ALMEIDA)  
A marcha teve início em 2011, no Canadá, quando um policial disse às estudantes da Universidade de Toronto que para se proteger de uma onda de violência sexual, as mulheres deveriam não se vestir como vadias


Em sua quarta edição, a Marcha das Vadias, em São Paulo, tem como tema “Sexo sem consentimento é estupro”. A manifestação ocorreu no Vão Livre do Museu de Arte de São Paulo (Masp) e teve como itinerário descer a Rua Augusta, no centro da capital, em passeata até a Praça Roosevelt, ao lado da Igreja da Consolação.

Na concentração, centenas de manifestantes portavam cartazes com dizeres como “Meu corpo me pertence”, “Não saí da sua costela, você que saiu do meu útero” e “Não é não”.

“Em violência sexual, quem cala não consente. O consentimento tem de ser explícito; se não existir, é estupro. Muitas vezes, as mulheres se calam por medo, ela está atemorizada, teme que aconteça uma violência ainda maior. Ou porque aquilo está sendo cometido por uma pessoa que ela confia muito, que é da família dela, que às vezes é o marido dela, é o namorado”, disse Patrícia Diniz, uma das organizadoras do ato.


Segundo dados divulgados pelas organizadoras da marcha, 64% dos estupros ocorrem na casa da vítima e apenas 18% em vias públicas. E apenas 30% dos crimes são praticados por desconhecidos.

“Ela não quer fazer sexo, ela não quer fazer determinada prática sexual, mas acontece aquilo porque ela não disse não claramente. A gente quer também que os homens se eduquem e percebam quando eles podem agir”, disse Patrícia Diniz.

Algumas manifestantes usavam uniformes de jogadores de futebol, e questionavam os gastos para a realização da Copa do Mundo no Brasil. “Para a Copa são destinados milhões. Mas para o combate à violência contra a mulher não há recursos”, observou a ativista Lícia Ferreira.

Em São Paulo, o Hospital Pérola Byington é referência para o atendimento a vítimas de violência sexual. No local, é possível fazer exame de corpo de delito e receber cuidados médicos e assistência jurídica. É possível também buscar orientação pelo Disque Mulher 180, do governo federal, além da Delegacia de Defesa da Mulher.

A marcha teve início em 2011, no Canadá, quando um policial disse às estudantes da Universidade de Toronto que para se proteger de uma onda de violência sexual, as mulheres deveriam não se vestir como vadias. Três mil pessoas tomaram as ruas da cidade em um manifesto denominado SlutWalk, no Brasil conhecido como Marcha das Vadias.

 

Caminhoneiro abusava de ex-enteada de 12 anos

DIÁRIO DE CUIABÁ

O caminhoneiro Weviton José Rodrigues Silva, de 34 anos, acusado de abusar sexualmente de sua ex-enteada de 12 anos, acabou preso por ameaça. É que o estupro ocorreu no ano passado quando a vítima tinha 11 anos e ficou com o padrasto. A mãe dela estava internada para tratamento de saúde. A prisão ocorreu, anteontem, por volta das 20h30 no bairro Doutor Fábio Leite, em Cuiabá, após a mãe acionar a PM. 

Conforme os policiais, a mãe se separou recentemente do caminhoneiro quando descobriu que ele estava tendo caso com a enteada. Mesmo assim, ele a procurava e tentava aliciá-la, oferecendo dinheiro e também presentes – sendo o último um ovo de páscoa. 

Nesta quarta-feira, ela estava na casa do primo quando o ex-padrasto a procurou. Assim que desceu do carro, tentou abraçá-la. A menor disse que não queria mais, começou a reclamar e pediu ajuda do primo. A tia, então, acionou a PM. 

Os policiais lembram que existe medida protetiva contra o caminhoneiro decretada pela Comarca de Cuiabá. Além disso, o caso do estupro contra a enteada está sendo investigada pela Delegacia de Defesa da Criança e do Adolescente da Capital. 

Aos policiais, o suspeito negou o crime, mas se reservou no direito de falar somente em juízo. Como no caso não coube fiança, o caminhoneiro será encaminhado para uma unidade prisional da Grande Cuiabá. (AR)

Pai é preso em flagrante por estuprar filha

CORREIO DA MANHÃ|HÉLIO LEMES

José da Silva Carvalho, de 34 anos, foi preso em flagrante em Luziânia, no Entorno do Distrito Federal (DF), por estuprar uma menor, de 15 anos. Segundo a Polícia Militar (PM), o suspeito é pai da vítima e estaria portando uma faca com a qual ameaçou a menina.

Os dois envolvidos foram encaminhados ao Hospital Municipal de Luziânia, e depois ao Centro Integrado de Operações de Segurança (CIOPS), onde José foi  autuado em flagrante por estupro.

Mulher quase idosa é espancada e estuprada em Trindade

DIÁRIO DA MANHÃ|HÉLIO LEMES

Uma mulher identificada como Percina Maria da Silva, de 59 anos, foi estuprada e espancada por Antônio Nilson Santiago, na cidade de Trindade, região metropolitana de Goiânia, na tarde deste domingo (27).

A Polícia Militar (PM) informou que a mulher estava em casa, quando o suspeito teria pulado o muro e praticado o crime. Segundo a PM, Percina foi levada ao Instituto Médico Legal (IML) para realizar o exame de corpo de delito, em que se constatado o estupro, o suspeito será autuado em flagrante. Segundo a PM, Antônio Nilson já possui outras duas passagem pela polícia, por furto e receptação.

Dois policiais franceses indiciados por suposto estupro de turista

AFP – Agence France-Presse

27/04/2014 

Dois policiais franceses acusados de estuprar uma turista canadense na histórica sede da polícia de Paris foram indiciados na madrugada deste domingo, mas permanecerão em liberdade condicional – declarou à AFP o advogado de um deles.

O advogado explicou que seu cliente reconheceu ter reconheceu ter mantido relação sexual com a mulher, mas que o ato teria sido consentido. A fonte nega com “firmeza” qualquer tentativa de estupro.

Um terceiro policial, a princípio envolvido no suposto estupro, foi acusado de ter sido testemunha e também foi mantido em liberdade.

O caso tem provocado grande comoção na capital francesa desde a última quinta-feira, já que os fatos teriam ocorrido na sede da polícia judicial de Paris, o famoso endereço “36 Quai des Orfèvres”.

Inicialmente, os policiais acusados negaram ter mantido relações sexuais com a turista de 34 anos, que chegou à França em meados de abril para passar férias. Mas o caso sofreu uma reviravolta quando um deles confessou ter mantido relação sexual consensual com a vítima – segundo informou à AFP uma fonte que acompanha de perto a situação.

Os três agentes pertencem à Brigada de Busca e Intervenção (BRI) da polícia francesa, um serviço especializado em operações complexas e prisões de alto risco.

Os acontecimentos teriam ocorrido na noite de terça para quarta-feira. A vítima afirma que conheceu os policiais num pub irlandês localizado no bairro de Saint-Michel, um dos mais turísticos de Paris.

Após tomarem alguns drinks, a mulher teria aceito o convite dos policiais para acompanhá-los até sede da BRI, a poucos metros do bar onde estavam.

Ao sair do prédio, visivelmente abalada, a moça afirmou a um guarda do local que tinha sido estuprada. A queixa foi registrada numa delegacia do centro da capital.

noticias gerais e, especificamente, do bairro do Brás, principalmente do comércio