Arquivo da tag: fascista

Museu russo compra Alfa Romeo que foi de Mussolini

Carro é um modelo único construído em 1937

O veículo oficial do ditador italiano Benito Mussolini, um Alfa Romeo conversível que deverá ser totalmente restaurado, foi vendido neste sábado por 180 mil euros (mais taxas), em um leilão organizado em Caen-Carpiquet, no oeste da França. Segundo o leiloeiro Lô Dumont, o carro foi comprado por um museu russo, cujo nome não foi revelado. 

O carro é um modelo único construído em 1937 pelo então rei da Itália, Vítor-Emmanuel III, e depois foi o veículo oficial de Mussolini, contou o especialista Xavier Aiolfi.

Fonte: AFP

ONU alerta para subida de extremismo e racismo na Europa

por Lusa, texto publicado por Isaltina PadrãoHoje

A responsável das Nações Unidas para os direitos humanos, Navi Pillay, manifestou-se hoje preocupada com o aumento do extremismo e do racismo retórico na Europa, avisando que a contestação à origem dos imigrantes pode conduzir ao abuso de direitos.

“Estou preocupada com o aumento recente no espetro político em vários Estados da Europa Ocidental de um discurso marcado por um sentimento racista e pela intolerância religiosa”, afirmou Pillay perante os diplomatas presentes num encontro do Conselho de Direitos Humanos da ONU, em Genebra.

Lembrando a vitória recente dos eurocéticos e dos discursos anti-imigração e xenófobos proferidos no último mês por alguns partidos durante as eleições para o Parlamento Europeu, a responsável manifestou-se preocupada perante o facto de os políticos que fizeram declarações perturbantes figurarem entre os decisores europeus. 

“O novo Parlamento Europeu vai incluir um líder do partido alemão que afirmou: ‘a Europa é o Continente das pessoas brancas e deve permanecer como tal'”, referiu Pillay, numa referência a Udo Voigt do Partido Nacional Democrático alemão (NPD). 

A comissária da ONU para os Direitos Humanos realçou ainda que Marine Le Pen, que lidera a Frente Nacional francesa (FN), vai sentar-se no Parlamento Europeu, apesar dos comentários em que comparava “as orações pacíficas dos muçulmanos nas ruas à ocupação militar do seu país pelos nazis”. 

Pillay, que durante seis anos ocupou o cargo de responsável da ONU para os direitos humanos, vai ser substituída no cargo pelo embaixador da Jordânia para as Nações Unidas, Prince Zeid al-Hussein, a 01 de setembro. 

Para parlamentar da União Europeia, mulher não deveria votar e hospitais públicos não podiam existir

DIÁRIO DA MANHÃ|LUDMILLA MOREIRA

Janusz Korwin-Mikke é o novo parlamentar da União Europeia e por lá ele é bem famoso por conta de suas opiniões conservadoras. O polonês, de 72 anos revelou que o voto feminino deveria ser proibido. Além disso, defende a educação em que as crianças levem chicotadas para obedecer. 

Segundo ele, mulheres não deveriam ter o direito de voto, pois elas preferem votar em homens. “As mulheres votam em homens. Mulheres não podem votar porque preferem não votar em mulheres. Acho que elas teriam mais chances de governar se não votassem. Na Polônia, eu fui candidato a presidente. Havia uma mulher entre os candidatos. Ela gastou muito mais do que eu. Eu consegui duas vezes mais votos do que ela. Se mulheres preferissem mulheres, ela teria mais”, argumentou.

Antes de seu partido ser eleito, Janusz era conhecido somente como um conservador que sempre propagava suas opiniões de forma aberta. Agora, ocupando uma das 4 cadeiras que seu partido conseguiu, ele deve mostrar como é o Deputado Janusz.

Foto:Reprodução

Foto:Reprodução

Em entrevista ao jornal ‘Folha de S. Paulo’, o deputado disse não concordar com os benefícios que os desempregados recebem no Brasil. Para ele, seria melhor que o dinheiro fosse investido para geração de empregos e que pessoas que dão dinheiro para desempregados deveriam ter as mãos cortadas.

Janusz também declarou que se não existissem hospitais públicos, todos estariam livres de impostos altos e poderiam pagar pelo atendimento particular. A mesma opinião ele tem sobre a educação. Se os menos abastados não pagassem impostos, teriam acesso a uma educação de qualidade, pagando por isso. “Um garoto de família rica quase sempre tem uma alta educação. Mas os de famílias pobres não vão às universidades, são inteligentes, têm habilidades e vão pagar impostos para os ricos estudarem”, disse ele.

Para Janusz, O holocausto ocorreu sem que Hitler soubesse. “Não há prova de que ele tenha tido conhecimento disso. É estranho dizer isso, mas é verdade. Não nego que o Holocausto existiu, mas não há prova de que ele soubesse”.