Arquivo da tag: Flórida

Flórida sofrerá tempestades mais fortes com aumento do nível do mar

AFP – Agence France-Presse

22/04/2014 

O estado americano da Flórida está a caminho de sofrer furacões mais fortes, devido ao aumento do nível do mar e às mudanças climáticas, o que põe em risco milhões de pessoas e pode causar enormes prejuízos, advertiram cientistas e autoridades locais nesta terça-feira, em Miami Beach.

“Este é o ‘marco zero’ (a zona de impacto): toda vez que há maré alta, há inundações”, afirmou o senador democrata pela Flórida, Bill Nelson, que liderou uma audiência dedicada ao tema no edifício da prefeitura de Miami Beach.

“Nos últimos 50 anos, o nível do mar na Flórida aumentou entre 5 e 8 polegadas (de 12 a 20 centímetros, ndr). É real”, afirmou Nelson.

Os gases de efeito estufa produziram um excesso de energia no planeta e “90% desta energia adicional esquentou os oceanos”, elevando o nível do mar no mundo em 3 milímetros ao ano desde 1993, disse um diretor do centro Goddard da Nasa, Piers Sellers.

– Furacões mais fortes –

Sellers, um ex-astronauta que viajou três vezes à Estação Espacial Internacional (ISS), advertiu que o aquecimento global afetará a intensidade e a frequência das tempestades.

“O que significa para a Flórida? No fim do século, a intensidade dos furacões e a chuva no centro dos furacões podem aumentar. (…) O aumento do nível do mar e o desenvolvimento costeiro provavelmente potencializarão o impacto dos furacões e outras tempestades nessas comunidades litorâneas”, disse Sellers.

“O que representa o pior risco para as áreas costeiras da Flórida é a combinação de um aumento sustentado do nível do mar com um aumento projetado de eventos climáticos incomuns”, afirmou o ex-astronauta, que tem seis caminhadas espaciais no currículo.

Setenta e cinco por cento dos 19 milhões de habitantes da Flórida moram em áreas costeiras, lembraram as autoridades.

Especificamente, “estão em risco quase seis milhões de moradores locais, sua economia e seu estilo de vida, 3,7 trilhões de dólares em propriedades só no sudeste da Flórida e uma economia anual de 260 bilhões de dólares”, disse o professor da Florida Atlantic University, Fred Bloetscher.

– Miami Beach debaixo d’água –

Miami foi apontada pela Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE) como uma das cidades americanas que corre o maior risco de sofrer grandes perdas com o aumento do nível do mar.

Trecho de belas praias de areia branca e águas cristalinas, que no ano passado recebeu 14,2 milhões de turistas que deixaram ali mais de US$ 22,8 bilhões, Miami Beach já sofre os efeitos do fenômeno.

Em outubro passado, na época da maré alta, as ruas ficaram quase meio metro sob a água do mar, e, segundo a Agência Oceânica e Atmosférica Americana (NOAA), esta temporada será pior, advertiu o prefeito de Miami Beach, Philip Levine.

“A realidade é inaceitável e está piorando”, disse Levine.

O prefeito e outras autoridades do estado afirmaram que já estão tomando medidas para mitigar as inundações, como a instalação de válvulas e estações de bombeamento.

“A proteção da área para os próximos 100 a 150 anos é atingível enquanto tivermos os avanços científicos, a compreensão e a vontade”, disse Bloetscher.

O senador Nelson aproveitou para criticar integrantes do Partido Republicano que desconsideram as mudanças climáticas.

“Para aqueles que negam as mudanças climáticas e o aumento do nível do mar, aqui está a prova”, concluiu ele, referindo-se aos gráficos e fotos do espaço apresentados por Sellers e outros cientistas durante a audiência para mostrar os avanços do nível do mar.

 
De Portugal a Flórida: polonês de 67 anos atravessa o Atlântico de caiaque

 

AFP – Agence France-Presse

18/04/2014 

Um polonês de 67 anos estabeleceu um novo recorde ao chegar na noite de quinta-feira a Flórida, depois de uma viagem de caiaque iniciada em Portugal, uma travessia difícil de 8.000 km que ele completou em mais de seis meses.

“17 de abril, 2014, por volta das 23:20 UT (GMT)”, escreveu Aleksander “Olek” Doba em sua página na rede social Google+, ao lado de uma foto na qual aparece com os braços para o alto na costa de Cabo Canaveral.

Doba, que já circunavegou o mar Báltico e remou mais de 64.000 quilômetros segundo seu site oficial, partiu em 5 de outubro de 2013 de Lisboa e durante o périplo teve que desviar para Bermudas para fazer reparos no caiaque.