Arquivo da tag: Goiás

Médico cubano é indiciado em Goiás

26/06/2014

Brasília, 26 – A matéria enviada anteriormente continha uma incorreção no título. Segue a versão corrigida.

O médico cubano suspeito de abusar sexualmente de quatro pacientes grávidas foi indiciado pela polícia de Luziânia, cidade goiana do entorno do Distrito Federal. A delegada que acompanha o caso, Dilamar de Castro, avalia que o profissional, integrante do Programa Mais Médicos, abusou da confiança das pacientes para praticar os crimes.

O Ministério da Saúde afirmou, em nota, que está acompanhando o caso, que afastou o profissional das atividades e que está colaborando com as investigações da polícia. Assim que as denúncias vieram à tona, um processo administrativo também foi aberto. O pagamento da bolsa do profissional está suspenso, de acordo com o Ministério da Saúde, desde maio, quando as gestantes procuraram a Polícia Civil para denunciar o cubano. Além do médico acusado, outros 17 profissionais recrutados no Mais Médicos trabalham na cidade.

 

Padre censurado na Igreja Católica

DIÁRIO DA MANHÃ|HÉMILTON PENTEADO

Pároco César Garcia fica proibido de ministrar sacramentos até conclusão de processo canônico. Bispo de Rubiataba presidirá inquérito

O arcebispo de Goiânia, dom Washington Cruz, suspendeu do ofício sacerdotal o padre César Luis Garcia, vigário da Paróquia São Leopoldo Mandic. Católicos da arquidiocese representaram para o arcebispo acusando o padre César de ter “abençoado” a relação homoafetiva durante uma visita à casa do arquiteto Léo Romano.

“A suspensão do arcebispo é a aplicação do Cânon 1.722 e eu fico proibido de ministrar sacramentos até decisão final. Esta proibição é a pena máxima prevista no Código de Direito Canônico”, comentou o sacerdote.

De acordo com padre César, presbítero desde 1984, formado e ordenado no Seminário Santa Cruz, da Arquidiocese de Goiânia, a origem do problema era conhecida do arcebispo antes mesmo da representação feita pelos fieis. César disse que a visita que fez à casa do arquiteto Léo Romano, que vive com o também arquiteto Marcelo Trento era do conhecimento do arcebispo.

“Antes de ir à casa deles comuniquei ao arcebispo e ele não manifestou qualquer proibição, o que me causou espanto ainda maior quando soube de sua decisão”, explicou. A visita foi para uma confraternização que os arquitetos ofereceram em sua residência, mas que em nada pudesse caracterizar uma “benção” à união homoafetiva dos dois.

Padre César estima que a suspensão da ordem sacerdotal seja como uma prevenção de que ele pudesse “coagir testemunhas” que serão ouvidas durante o processo canônico instaurado por ordem do arcebispo.

A investigação será presidida pelo bispo da diocese de Rubiataba, dom Adair José Guimarães, que na tarde de ontem já começou a ouvir pessoas citadas na representação feita para o arcebispo de Goiânia.

Entrevista com padre César

Em visita ao Diário da Manhã o padre César Garcia disse que lamenta a suspensão das ordens que ele considera violenta, mas que irá recorrer para se manter no ofício sacerdotal até para a Sagrada Congregação para o Clero, no Vaticano.

Diário da Manhã – Qual a razão do arcebispo haver lhe suspendido da função sacerdotal?

Padre César – O arcebispo fez uma interpretação literal do Direito Canônico que outro bispo muito provavelmente não o faria. Qualquer pessoa pode fazer uma interpretação da forma mais pastoral possível do meu ato e considerar que não foi praticado nenhum ato que transgrida a doutrina da Igreja. Mas, o arcebispo optou por uma interpretação mais legalista possível.

DM – O senhor proferiu uma benção ao casal homoafetivo?

Padre César – Não e foi justamente a partir de informações desencontradas, fantasiosas, por “ouvir dizer” que essa questão ganhou corpo e chegou a esse extremo. Foram publicados dados em redes sociais sem comprovação e que induziram terceiros a erros e levaram ao arcebispo a notícia de que eu teria simulado uma benção ao casal. Na verdade isto não ocorreu.

DM – A igreja não aceita a união homoafetiva?

Padre César – O estado é laico e não cabe à Igreja aprovar ou não esse tipo de união. Legalmente isto está regulamentado no Brasil. A Igreja está discutindo essa relação, assim como o direito de mães solteiras frequentarem os ritos e receberem os sacramentos. O papa Francisco tem dito reiteradas vezes que a Igreja precisa acolher e não repudiar. A Igreja é como uma mãe, e como tal precisas acolher e cuidar. O Direito Canônico não admite a união homoafetiva e eu sempre disse que a união correta é entre homem e mulher. Não há dúvida quanto a isto. Na verdade, como eu não ministrei nenhum sacramento e eles não me convidaram para isto, não há que se discutir transgressão doutrinária. É uma insensatez não querer a presença de pessoas homossexuais em liturgias e outros atos da Igreja.

DM – A quem o senhor credita esse procedimento?

Padre César – O arcebispo está sofrendo pressão de setores fundamentalistas católicos. São pessoas que não têm conhecimento da Palavra e que interpretam a Bíblia ao pé da letra, o que é profundamente lastimável. Esse fundamentalismo tem crescido até mesmo entre os jovens, o que é lamentável e preocupante.

Autorizado corte de energia no município de Uirapuru

CENTRO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL DO TJGO

O juiz substituto em 2º Grau Maurício Porfírio Rosa deferiu, em parte, pedido da Celg Distribuição S/A e autorizou que seja cortado o fornecimento de energia elétrica das unidades consumidoras do município de Uirapuru, menos daquelas essenciais, como as instituições públicas de saúde, educação e segurança pública, inclusive a energia das ruas. 

De acordo com a Celg, o próprio município admitiu a existência da dívida e por isso o fornecimento de energia deve ser interrompido. Conforme a Companhia Elétrica, impedir o corte da energia vai estimular que o município continue inadimplente, além de interferir no equilíbrio econômico-financeiro dos contratos de concessão, impossibilitando o sistema de distribuição de energia elétrica. A Celg ainda afirmou que, caso a decisão seja mantida, sofrerá prejuízos.  

Segundo o magistrado, o não pagamento do débito referente à energia elétrica autoriza que a Celg interrompa o fornecimento se, após o aviso prévio, o município continuar inadimplente junto à fornecedora do serviço público. No entanto, o juiz ressaltou que o corte de energia não pode prejudicar a sociedade e colocar em risco o interesse público, portanto, deve preservar as unidades essenciais.

Maurício acatou os argumentos da distribuidora de que a inadimplência do município causa prejuízos a ela, de difícil ou incerta reparação, pois, na medida em que as contas forem acumulando, haverá risco do não recebimento da energia. Além disso, ressaltou, os cofres da companhia elétrica poderão sofrer prejuízos. O juiz ainda ponderou sobre os agravos que a população vai ter, visto que a qualidade do serviço será diminuída e a tarifa vai aumentar para restaurar o equilíbrio econômico-financeiro, “ fatos que autorizam o recebimento do presente agravo em sua forma instrumental”.

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

 

Sobrinho do governador Marconi Perillo morre em acidente de carro

DIÁRIO DA MANHÃ|FABIANA GUIMARÃES

O sobrinho do governador morreu na madrugada de ontem (6), em um acidente de trânsito. Felipe Lohan, de 25 anos, estava viajando de São Luís para Goiânia quando perdeu o controle do veículo. A Polícia Militar (PMGO) fez a perícia, que chegou a conclusão que o carro saiu da via e bateu em um caminhão que estava estacionado na beirada da estrada. Com a colisão, o carro capotou. Não se sabe como a vítima perdeu o controle do automóvel.

O Corpo de Bombeiros (CBM) foi acionado, mas o rapaz morreu no local. A PM foi acionada por volta das 7h. Felipe é filho do diretor de Gestão e Planejamento e Finanças a Agência Goiana de Comunicação (AGECOM), Luiz Siqueira e sobrinho do governador do Estado de Goiás, Marconi Perillo. 

O velório do jovem acontece ainda nesta sexta-feira, às 16h, no Cemitério Parque Memorial de Goiânia. Cancelando a agenda de compromissos, o governador estará presente e ainda divulgou uma nota:

NOTA DE PESAR

*O governador Marconi Perillo e a primeira-dama Valéria Perillo lamentam profundamente a morte do jovem Felipe Iohan de Siqueira, nesta sexta-feira.

Felipe, que tinha apenas 25 anos de idade, era filho de Luiz José Siqueira (diretor da Agecom) e Christiane Jaime Peixoto. O jovem era sobrinho de Valéria e Marconi.

Em respeito à memória de Felipe Iohan, o governador cancelou toda a sua agenda de trabalho prevista para os dias de hoje e amanhã, para dedicar-se inteiramente à família e acompanhar o funeral.

O velório de Felipe Iohan será no Cemitério Parque Memorial de Goiânia, a partir das 16h. O sepultamento estava

marcado para as 20h de ontem..

Goiânia, 6 de junho de 20t14.”*

Marido é preso por matar esposa enforcada em cidade da região metropolitana

Diário da Manhã|Hélio Lemes

Antônio Marcario Vieira Neto, foi preso na manhã desta quinta-feira (5), em flagrante, após matar a esposa enforcada, em Abadia de Goiás, região metropolitana da capital.

A Polícia Militar (PM) afirmou que o suspeito estava separado da vítima há três meses, pois, a vítima havia descoberto sua traição e por isso haviam se desentendido.

Ainda conforme as informações, Antônio e a ex-mulher teriam reatado o relacionamento na noite de ontem (4), e que a vítima, teria dito que queria vê-lo sofrer a mesma dor que sentiu com a traição do mesmo. Não acabou por aí. Segundo Antônio, hoje pela manhã (5) em conversa informal com a companheira, teve uma ‘surpresa’. A vítima relatou que havia se relacionado com uma outra pessoa, no intervalo em que ficaram separados. Revoltado com a situação, Antônio não se conteve e com um arame do varal, a matou enforcada. 

O suspeito foi detido em flagrante e foi encaminhado para a Delegacia Civil de Guapó. A polícia aguarda os peritos do Instituto Médico Legal (IML), para fazer a remoção do corpo da mulher e confirmar se a vítima é realmente Ludmila Gonçalves do Santos, nome que foi fornecido pelo autor do crime.

Diário da Manhã|Hélio Lemes

Um acidente entre um caminhão e um carro de passeio, na noite da última quarta-feira (4), na GO-241 em Minaçu, cidade a 504 quilômetros da capital, deixou três vítimas fatais e uma ferida.

Os bombeiros identificaram as vítimas como Newton Sotero de Matos, de 59 anos, motorista do carro de passeio; Jucivar Batista da Silva e Leuzimar de Oliveira Souza, de 31 anos, ambos foram encontrados já sem vida no local.

Adilson Borba de Souza, de 42 anos, foi encontrado consciente no local do acidente e foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgências (SAMU).

Ladrão morre enforcado durante fuga ao roubar escola em cidade de Goiás

DIÁRIO DA MANHÃ|HÉLIO LEMES

Um homem morreu enforcado após roubar, na madrugada desta terça-feira (3), um Colégio de Trindade, região metropolitana de Goiânia.

Segundo informações de testemunhas, ele teria invadido o Colégio para roubar uma Televisão e ao tentar fugir pela janela da instituição, acabou preso na grade de proteção e morrendo enforcado.

O ladrão que até o momento não foi identificado, teve o corpo removido do local agora pela manhã, pelo Instituto Médico Legal (IML).

Adolescente falta aula para tomar banho em córrego e morre afogada

DIÁRIO DA MANHÃ|ANA CLÉIA DE SOUZA

Segundo o Corpo de Bombeiros de Águas Lindas de Goiás, cerca de 195 quilômetros de Goiânia, uma menina de 12 anos, acompanhada de mais duas colegas teria faltado a aula para tomar banho em um córrego. 

Durante o banho, a adolescente se afogou. Uma pessoa que passava pelo local tentou socorrê-la, mas quando os bombeiros chegaram ela já estava morta.

As informações são do Corpo de Bombeiros de Águas Lindas.

Menina morre afogada em Córrego de Águas Lindas. Foto:Divulgação/Internet

Menina morre afogada em Córrego de Águas Lindas. Foto:Divulgação/Internet

 

Santos empata em Goiás e coloca Oswaldo de Oliveira sob pressão

Estadão Conteúdo

Em meio a uma semana turbulenta, Oswaldo de Oliveira parece cair cada vez mais em descrédito no Santos. Nesta quinta-feira, precisando de uma vitória para amenizar a pressão imposta sobre ele por conselheiros, o treinador viu o seu time criar poucas chances e empatar em 2 a 2 com o Goiás, no Serra Dourada, pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro.O resultado fora de casa não chega a ser ruim, mas a pressão sobre Oswaldo só cresce. Com sete pontos, o Santos é apenas o 13.º colocado, já bastante distante dos líderes Cruzeiro e Grêmio, que têm 13. No domingo, sem poder utilizar a Vila Belmiro, cedida à Fifa, a equipe santista enfrenta o Flamengo no Morumbi.

Já o Goiás segue fazendo uma campanha melhor do que a esperada. Com 11 pontos, ocupa o sexto lugar, colocado nos melhores times do campeonato – além dos três líderes, também estão à frente Inter e Palmeiras, com 12 pontos cada. No domingo o time goiano visita o Figueirense em Santa Catarina.

O jogo

Sem poder contar com Mena, que está servindo à seleção chilena, e desfalcado também dos titulares de ataque Thiago Ribeiro e Leandro Damião, Oswaldo de Oliveira teve que mexer no time, escalando Geuvânio e Gabriel na frente. Por outro lado, tinha o retorno de Jubal e Cicinho e promoveu a estreia do volante Renato, que veio do Botafogo.

Campeão brasileiro em 2002 pelo Santos, o volante entrou em campo com o nome “Renatinho” às costas, numa referência à forma como era chamado na época. Logo no primeiro toque na bola, quase marcou. Ele pegou rebote na entrada da área, bateu forte, mas mandou por cima do travessão.

Melhor no início do jogo, o Santos não demorou a abrir o placar. Aos 8 minutos, Cicinho cruzou da direita, Gabriel dominou bonito e girou batendo para o gol. A bola bateu no travessão e voltou para Geuvânio marcar no rebote.

O Santos ficou na frente do marcador em duas oportunidades, mas acabou cedendo o empate no Serra Do

O Santos ficou na frente do marcador em duas oportunidades, mas acabou cedendo o empate no Serra Dourada

Com bom volume de jogo, a equipe teve chances de ampliar. Numa, Cícero mandou para longe. Na outra, Cicinho aproveitou vacilo da defesa, invadiu a área, mas errou o passe final para Gabriel. A punição veio aos 25 minutos. Até então inofensivo, o Goiás empatou após cobrança de escanteio, com Alex Alves.

Com o placar igual, o Goiás equilibrou o meio-campo e a partida passou a ser insossa. Até, aos 37 minutos, Thiago Mendes atropelou David Braz na área. Pênalti claro, que Cícero bateu bem para fazer 2 a 1.

Na segunda etapa, buscando o empate, o Goiás não chegava a pressionar. Tanto que criava pouco. As coisas só melhoraram quando Assuélio entrou no lugar de Tiago Real. Na primeira jogada, o meia lançou Erik, que saiu na cara de Aranha e bateu rasteiro para deixar tudo igual.

Em busca de uma vitória para limpar a barra de Oswaldo de Oliveira, o Santos pressionou no fim e quase fez. Após jogada de Victor Andrade, Stéfano Yuri recebeu livre na área, mas Renan fez ótima defesa à queima-roupa.

FICHA TÉCNICA:

GOIÁS 2 x 2 SANTOS

GOIÁS – Renan; Thiago Mendes, Jackson, Alex Alves e Juliano (Lima); Amaral, David, Ramon, Esquerdinha (Erik) e Tiago Real (Assuério); Danilo. Técnico – Ricardo Drubscky.

SANTOS – Aranha; Cicinho, Jubal, David Braz e Zé Carlos; Arouca, Renato (Leandrinho), Cícero e Lucas Lima; Geuvânio (Victor Andrade) e Gabriel (Stéfano Yuri). Técnico – Oswaldo de Oliveira.

GOLS – Geuvânio, aos 8, Alex Alves, aos 25, e Cícero (de pênalti), aos 38 minutos do primeiro tempo. Erik, aos 23 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO – Igor Junio Benevenuto (MG).

CARTÕES AMARELOS – David Braz (Santos); Thiago Mendes e David (Goiás).

RENDA E PÚBLICO – Não disponíveis.

LOCAL – Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO).
 

Jovem é sepultada três vezes em 10 dias

DIÁRIO DA MANHÃ|ANIELLY SODRÉ

O corpo de uma garota de 18 anos foi sepultado três vezes em apenas 10 dias de falecimento, em Santo Antônio do Monte. Segundo os pais de Bianca Rodrigues Silva, ela queria permanecer para sempre ao lado da família, que conseguiu autorização na Prefeitura para enterrar a jovem em casa. Contudo, a Justiça determinou na última terça-feira (20) a remoção imediata do corpo para o cemitério da cidade, alegando preocupação de risco com a saúde pública. As informações são do portal G1.

A jovem morreu em um acidente de carro junto com o namorado, no dia 11 deste mês. No mesmo dia ela foi enterrada no cemitério da cidade e, quatro dias depois, foi desenterrada porque a família conseguiu uma autorização concedida pela Polícia Civil e pela Secretaria de Administração da Prefeitura, permitindo a exumação do corpo da garota. 

“Só fizemos porque era possível. Procuramos fazer tudo corretamente e da forma que fomos orientados a fazer, por um advogado. Tudo isso para realizar o sonho da minha filha, que era de permanecer para sempre ao lado da família. Seguindo esse desejo de realizar o sonho dela, eu mesmo construí o jazigo”, contou o pai, Daniel Rodrigues.

Dor da perda

Muito emocionada, a mãe de Bianca, Kênia Rodrigues, comentou que a intenção do enterro era de que ela, o marido e os dois irmãos de Bianca não perdessem o vínculo, pois todos eram muito unidos. “Seria maravilhoso acordar todos os dias e saber que minha filha estaria por perto. Ninguém merece passar pelo que estou passando. O corpo de Bianca não pode ser tratado como uma bola de pingue-pongue. Queremos e exigimos respeito para que nossa filha descanse em paz”, desabafou.

A dor da perda trágica da filha já havia sido confortada com o enterro em casa, segundo a mãe. Toda estrutura foi montada para que o jazigo fosse um local de boas lembranças. Flores e velas foram colocadas em cima da estrutura, que receberia ainda um altar. “Meu marido faria esse altar nos próximos dias, mas não nos permitiram”, contou.

Foto: Kênia Rodrigues/Divulgação

Foto: Kênia Rodrigues/Divulgação

Parecer da juíza

O advogado da família disse que tentou falar com a juíza da cidade, Lorena Teixeira Vaz Dias,  que estava em reunião. No dia seguinte ele orientou a família que esperasse uma posição da Justiça, porém o pai já estava com as autorizações em mãos e já havia levado o corpo da garota para casa.

“Não foi possível ter um parecer prévio, pois a família conseguiu a documentação que o município julgou necessária para a transferência do corpo. Sabendo disso, entrei com um pedido de alvará judicial pedindo a permanência do corpo da garota que já estava no quintal da família”, contou Bruno César Melo Couto.

A juíza disse que só teve conhecimento formal do caso depois da apresentação do pedido de permanência realizado pelo advogado da família. Entretanto, o pedido não foi acolhido. Lorena afirmou em determinação judicial que o Código Sanitário Municipal foi burlado – a Lei complementar nº 30 de 06/09/2002 prevê que cemitérios só poderão ser construídos mediante autorização do poder público municipal.

“Havia uma série de requisitos legais a serem cumpridos. A começar pelo que é a principal precaução: a saúde pública  colocada em risco, com um corpo enterrado em local indevido. Além disso, seria preciso cumprir critérios geológicos, hidrológicos, climáticos, sanitários, religiosos e culturais para que se garanta a sustentabilidade e  proteção do ambiente. Por essas questões técnicas o pedido foi indeferido. Além do mais, não houve nenhuma consulta prévia para que a Justiça autorizasse a exumação”, explicou a juíza.

Com respeito a autorização concedida à família, o secretário de Administração pública, Antenógenes Antônio da Silva Júnior, disse que a decisão foi tomada principalmente após a declaração favorável da Polícia Civil, que afirmou que não existia nenhum empecilho legal para o sepultamento na propriedade do pai. “Além disso, foi consultada toda a legislação e, apesar de ser um fato atípico, não havia impedimentos legais. Assim foi autorizada por mim a remoção”, explicou.

Pedido de cremação

Com a retirada do corpo de Bianca da casa dos pais, o advogado incluiu ao documento enviado à Justiça um pedido para cremação do corpo. Porém, a juíza disse que será preciso aguardar um laudo do Instituto Médico Legal (IML), informando a possibilidade do ato. “Considerando que já foi extrapolado o momento biológico adequado para a realização da cremação do corpo, é preciso ser feito um laudo, que deverá ser novamente apreciado”, finalizou a juíza.

Túmulo construído no quintal da casa dos pais de Bianca.Foto:Ana Lúcia G1

Túmulo construído no quintal da casa dos pais de Bianca.Foto:Ana Lúcia G1

 

noticias gerais e, especificamente, do bairro do Brás, principalmente do comércio