Arquivo da tag: homens e mulheres

Barés pelo mundo: saiba onde estão os amazonenses que moram no exterior

Europa é o destino preferido dos amazonenses; mais da metade dos emigrantes são mulheres

Portal Amazônia

Vista aérea da cidade de Zurique, na Suíça. Foto: Shutterstock

MANAUS – Em busca de vida nova, diversão ou simplesmente para mudar de ares é que 3.582 amazonenses emigraram para 30 países nos 7 continentes. A informação é do Censo 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). “Em geral [a escolha de deixar o país], tem a ver com a baixa escolaridade associada a sub-remuneração e ao subemprego no Brasil”, explica o cientista social Breno Leite. O continente que abriga o maior número de barés fora do Brasil é a Europa. Estados Unidos, Japão, Suíça, Espanha e Itália, nesta ordem, são os países onde se encontra um grande número de amazonenses.

As mulheres correspondem a 65,1% do contingente de emigrantes. “A principal motivação para que mulheres emigrem mais que homens são as oportunidades de emprego como trabalhadoras domésticas ou babysitters”, aponta Breno. “As mulheres também são muito mais aceitas porque criam menos conflitos”, completa.

A Suíça, país com o 3oº melhor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) e renda per capta de US$ 53.792, abriga o maior número de mulheres amazonenses, 299. Em seguida, vem Estados Unidos (292), Espanha (223), Japão (189) e Itália (183).

Breno teve a oportunidade de acompanhar de perto uma experiência de emigração. “Uma moça que trabalhava na minha casa, vinda de Carauari, no interior do Amazonas, recebeu uma proposta para trabalhar na casa de uma empresária russa que morava na Suíça. Lá, ela passou a receber um salário quase 10 vezes maior que sua renda no Brasil”, recorda. “E um ano depois, casou-se com um português”, revela.

Os homens amazonenses são maioria na África e em países como Bolívia, Suriname, Canadá e China. De acordo com o IBGE, eles também são maioria na América Central, mas o órgão não discriminou os países e o número de amazonenses por gênero.

Pequim, na China. Foto: Shutterstock.

O chefe de disseminação de informações do IBGE no Amazonas, Adjalma Jacques, explica que a ascendência europeia também facilita a ida de amazonenses para a Europa. “Muitos amazonenses vão morar na Europa em função das suas origens. Alguns são descendentes de portugueses, espanhóis, ingleses, franceses e etc. Essa descendência proporciona a dupla nacionalidade e a consequente retirada do passaporte, agora Europeu, por conta da União Europeia. Assim, com um passaporte continental, fica fácil se fixar em qualquer país do Bloco”, destaca.

Adjalma ressalta que a facilidade em estabelecer-se no Velho Continente, em comparação aos Estados Unidos por exemplo, é maior. Além disso, o domínio de línguas europeias (espanhol e português), o acesso a transporte aéreo e aumento de renda também são facilitadores. Breno também avalia que outra motivação forte e polêmica diz respeito a prostituição. “Mulheres e muitos travestis emigram para exercerem a prostituição nesses países. Os programas, em geral, são muito bem pagos o que estimula todo o mercado da prostituição de mulheres brasileiras no mundo”, justifica.

amazonenses-na-europaamazonenses-america-do-sulamazonenses-america-do-norte

amazonenses-na-asia
amazonenses-africa
amazonenses-na-oceania