Arquivo da tag: idaron

Mais de 70% do rebanho de Rondônia é imunizado contra aftosa

Prazo de vacinação termina nesta quinta, mas os produtores têm até o dia 22 para declarar a Idaron

PORTO VELHO – O prazo para imunização dos bovinos e bubalinos, em Rondônia. Termina nesta quinta-feira (15). A meta da 36ª Etapa de Vacinação contra Febre Aftosa em Rondônia é imunizar cerca de 5 milhões de um rebanho de aproximadamente 12 milhões de cabeças existente no Estado. O alvo são os animais de zero a 24 meses. Segundo o gerente de Defesa Sanitária Animal da Agência de Defesa Sanitária Agrosilvopastoril do Estado de Rondônia (Idaron) Fabiano Santos, mais de 70% do rebanho esperado já foi vacinado e declarado.

Mais de 70% do rebanho já foi vacinado em Rondônia na 36ª campanha contra aftosa

O número é considerado expressivo. ”Surpreendentemente, considerado que estamos em um período de chuva e que houve uma dificuldade maior. Hoje nós estamos com um número bem alto de propriedades que já declararam. Só na quinta-feira (14) nós atendemos mais de 9 mil produtores em todo o Estado e os números de declarações tem sido grande durante todo o período da campanha”, conta.

O gerente pede para que os produtores fiquem atentos a vacinação e declaração do rebanho. ”Nós temos um número grande de declarações, mas ainda tem um grande número de produtores que falta declarar. Mais de 70% do rebanho já foi declarado. Isso não quer dizer vacinado. Há um grande volume de produtores que já vacinaram e ainda não declararam e poucos produtores que ainda não vacinaram ”, afirma.

Leia também:
Campanha de vacinação contra febre aftosa inicia no dia 15 em Rondônia

A expectativa da Idaron é que Rondônia atinja um percentual superior a 90% de vacinação do rebanho como ocorreu nas campanhas anteriores. No Estado, são mais de 85 mil propriedades rurais. Segundo o gerente, Rondônia é considerado a nível nacional área livre de aftosa desde novembro de 2002 e internacionalmente desde maio de 2003.

Penalidades

O prazo para vacinação termina nesta quinta-feira (15), mas o prazo para declarar segue o dia 22 de maio. ” Tão importante quanto vacinar, é declarar. A gente pede que o produtor procure concluir esse processo de vacinação o mais rápido possível”, disse.

Em caso de vacinação fora do prazo os produtores estão sujeitos a multas. ” Os produtores que não declararem serão primeiramente buscados e se a gente constatar que não houve mesmo a vacinação, a multa é entorno de R$ 135 por animal não vacinado. E se por acaso houve a vacinação, mas não ter sido declarada a multa é de R$ 135 por propriedade”, informa.