Arquivo da tag: Lentidão

Acidente provoca congestionamento no acesso ao Porto de Santos

De A Tribuna On-line

Os motoristas que utilizam o Sistema Anchieta-Imigrantes (SAI) nesta quinta-feira encontram congestionamento no acesso ao Porto de Santos, do Km 59 ao Km 64, devido a um acidente com uma carreta nesta manhã. Na chegada a São Paulo, o tráfego é intenso do Km 13 ao Km 10 da Via Anchieta.

As demais estradas seguem tranquilas. Segundo a Ecovias, concessionária que administra o complexo, o tempo está encoberto, mas a visibilidade é boa.

 
A operação em vigor é normal (5×5). Para a descida, o motorista utiliza as pistas Sul das Vias Anchieta e Imigrantes. Já a subida pode ser realizada pelas pistas Norte das duas rodovias.
 
Balsas
 
A travessia Santos-Guarujá opera com seis embarcações e o tempo de espera é de 10 minutos. Entre Guarujá e Bertioga, a barca funciona com intervalo de 20 minutos.
 
No Litoral Norte, entre São Sebastião e Ilhabela,  três embarcações estão em operação e o motorista deve aguardar 30 minutos. Na travessia entre Cananeia-Ilha Comprida, há uma embarcação e o tempo de espera é de 30 minutos.

Falha na Linha 1-Azul provoca atrasos no Metrô de SP

04/06/2014 

São Paulo, 04 – Os trens da Linha 1-Azul do Metrô de São Paulo circulavam com atrasos na manhã desta quarta-feira, 04, por causa de uma falha perto da Estação Tiradentes, na região central da cidade. O Metrô não soube explicar exatamente qual é o problema, mas informou que “uma falha de equipamento de via” faz com que os trens só estejam circulando por uma via entre as Estações Santana e Tiradentes.

A linha continua funcionando nos dois sentidos, porém mais lentamente. Segundo o Metrô, o problema operacional foi resolvido às 11h04, mas às 11h40 a circulação de trens ainda estava em processo de normalização.

 

Motorista que retorna à Capital encontra lentidão na Imigrantes

De A Tribuna On-line

A Rodovia dos Imigrantes, sentido São Paulo, tem tráfego lento, na noite deste domingo, do km 70 ao km 65, devido ao excesso de veículos. Demais rodovias do Sistema Anchieta-Imigrantes (SAI) têm fluxo normal. A Operação Subida (2×8), implantada para facilitar o retorno dos motoristas à Capital, segue em vigor. 
 
A descida da Serra é realizada pela Pista Sul da Anchieta e a subida, pelas Pistas Norte da Rodovia dos Imigrantes e Via Anchieta e pela Pista Sul da Imigrantes.
 
Desde as 0h do dia 30 de abril, quando se iniciou a contagem de feriado, mais de 230 mil veículos desceram a serra em direção à Baixada Santista. No sentido Capital, a concessionária registrou a passagem de mais de 203 mil veículos. Na última hora, desceram 1,9 mil veículos e subiram 6,2 mil veículos.

No pós-feriado, motoristas encontram lentidão na chegada a São Paulo

De A Tribuna On-line

Os motoristas que trafegam pelas estradas do Sistema Anchieta-Imigrantes (SAI) na manhã desta sexta-feira encontram lentidão do Km 13 ao Km 10 da Via Anchieta, sentido capital. O exceso de veículos é a causa do trânsito.

Segundo a Ecovias, concessionária que administra o complexo, a visibilidade é boa em todos os trechos da Via Anchieta e das rodovias dos Imigrantes, Padre Manoel da Nóbrega e Cônego Domenico Rangoni.
 

Balsas
 
Quem pretende fazer o trajeto Santos-Guarujá espera em média 10 minutos para entrar em uma das sete balsas que estão em operação. Já em Guarujá-Bertioga, uma embarcação opera com tempo de espera de 20 minutos.
 
Em São Sebastião e Ilhabela, três barcas realizam o trajeto com tempo de espera de 30 minutos. O intervalo de tempo é o mesmo para quem faz a travessia entre Ilha Comprida e Cananéia.

Elize quer ser julgada logo; júri deverá ser no 2ª semestre

A enfermeira Elize Araújo Kitano Matsunaga, acusada de matar e esquartejar o marido, o empresário Marcos Matsunaga, deverá ir a júri popular no segundo semestre deste ano, de acordo com previsão do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP). A mulher confessou ter matado e esquartejado o diretor-executivo da Yoki em um banheiro do apartamento do casal.

Elize, que está reclusa no presídio de Tremembé, no interior paulista, afirma que quer ser julgada o mais rápido possível, segundo seu advogado. “Ela quer ser julgada logo. Como qualquer outro réu, ela quer ir logo ao julgamento para responder pelo que a sociedade está cobrando. O réu quer ser julgado, porque ele quer ter um horizonte pela frente, ela não consegue traçar horizontes sem ser julgada”, disse ao Terra o defensor Luciano Santoro.

O advogado entrou com o último recurso em setembro de 2013, após o pronunciamento da Justiça (última fase das instruções preliminares, antes do júri), para tentar afastar os qualificadores do crime, mas o pedido ainda não foi apreciado pelo TJ-SP. Segundo Santoro, Elize o repreendeu quando ele entrou com a ação. “Quando eu recorri, ela até ficou triste comigo, porque ela quer ser julgada agora. Mas eu preciso fazer o meu trabalho”, argumentou.

De acordo com o TJ-SP, no entanto, a data do julgamento depende apenas da decisão do juiz Adilson Paukoski Simoni, da 5ª Vara do Júri da Capital, que deve defini-la nas próximas semanas. Para o advogado, se o júri for marcado para o segundo semestre, será “ótimo”. “Eu gostaria muito. Para mim seria melhor que fosse amanha já”, disse Santoro.

O advogado afirmou que ainda está construindo a linha que a defesa vai usar no julgamento, e que prefere não adiantar como será o trabalho de sua equipe. “A forma como vamos fazer isso será decidida mais para frente. O que posso dizer é que nossa única vantagem será falar por último (no júri). Em todo o resto a vantagem é do Ministério Público (que faz a acusação)”, explica.

Segundo Santoro, a hipótese defendida pelo promotor responsável pelo caso, José Carlos Cosenzo, de que Elize teve a ajuda de outra pessoa para cometer o crime, não faz sentido. “a defesa entende que isso não existe mesmo. A perícia demonstrou que isso é uma tese descabível e não tem a menor razão”, disse.

Em fevereiro, peritos fizeram nova reconstituição de como o corpo de Matsunaga foi encontrado. Na ocasião, o promotor afirmou que “a conclusão técnica é de que Elize não agiu sozinha”. Para o advogado da enfermeira, “ter feito aquela reprodução simulada do encontro do corpo foi desperdício de dinheiro público”. O Terra entrou em contato com o MP, mas não conseguiu encontrar o promotor Cosenzo para comentar o caso.

Autor/Fonte: Terra

Chuva deixa tráfego complicado e moroso na manhã desta quinta-feira

De A Tribuna On-line

Os motoristas que trafegam nas estradas do Sistema Anchieta-Imigrantes (SAI) nesta manhã chuvosa de quinta-feira encontram tráfego lento do Km 22 ao Km 10 da Via Anchieta, sentido capital. Na Rodovia Imigrantes, há lentidão do Km 16 ao Km 15 também em direção a São Paulo. O excesso de veículos é a causa do trânsito nesses trechos. As demais rodovias possuem bom fluxo no momento.
 
A Operação em vigor é a 5×5. A descida da serra é realizada pelas pistas Sul da Anchieta e da Imigrantes. A subida acontece pelas pistas Norte das duas rodovias.
Mais cedo, uma carreta quebrada bloqueou totalmente a Via Anchieta no Km 51, sentido São Paulo, e uma colisão envolvendo dois caminhões causou tráfego lento na Via Anchieta, sentido litoral. O acidente ocorreu por volta das 6h40 no Km 44 e deixou a pista da direita interditada. Ambas carretas já foram retiradas das pistas e o tráfego foi normalizado.
 
Balsas
 
Quem pretende fazer o trajeto Santos-Guarujá espera em média 10 minutos para entrar em uma das cinco balsas que estão em operação. A balsa que faz o trecho entre Bertioga e Guarujá opera com intervalo de 20 minutos.
 
Em São Sebastião e Ilhabela, duas barcas realizam o trajeto com um tempo de espera de 30 minutos. O intervalo é o mesmo para a barca que faz a travessia entre Ilha Comprida e Cananéia.

Niterói-Manilha já apresenta mais de 20 quilômetros de lentidão na saída do Rio

Movimentação de saída do Rio para o feriadão já começa a ficar intensa na manhã desta sexta-feira

O DIA

Rio – A movimentação de saída do Rio para o feriadão já começa a ficar intensa na manhã desta sexta-feira. Na Ponte Rio-Niterói, motoristas chegaram a enfrentam trânsito lento no sentido Niterói desde a Grande Reta até a Praça de Pedágio e o tempo de travessia era de 35 minutos por volt das 8h30. Neste momento o trânsito seguem sem retenções em ambos os sentidos, com tempo de travessia de 13 minutos, aproximadamente. 

Motoristas enfrentam trânsito lento na Ponte Rio-Niterói desde a Grande Reta até a Praça do Pedágio

Foto:  Carlos Eduardo Cardoso / Agência O Dia

Já quem optou pela BR-101 (Niterói-Manilha) encontra 20 km de retenção na via. Na pista sentido Espírito Santo há lentidão do km 321 ao km 318, entre as regiões da Avenida do Contorno e de São Gonçalo, e do km 313 ao km 293,5, entre as regiões de São Gonçalo e Itaboraí, devido ao tráfego intenso. Já na pista sentido Niterói, o fluxo de veículos segue sem restrições neste momento. De acordo com a Autopista Fluminense, concessionária que administra a via, a maior concentração de tráfego deve acontecer no trecho entre Niterói e Rio Bonito. A previsão é que cerca de 95 mil veículos trafeguem nos dias de maior movimento, nos dois sentidos da rodovia.

Rodovia Presidente Dutra já apresenta cinco quilômetros de lentidão em Nova Iguaçu, no sentido São Paulo. Mais cedo um motociclista se acidentou e ocupou uma faixa da pista expressa na altura do quilômetro 180. Na Serra de Petrópolis, no sentido Teresópolis, o tráfego também é bom em toda extensão. Mesmo panorama na Via-Lagos, com fluxo bom em ambos os sentidos.

SP tem trânsito lento na saída para o feriadão de Páscoa

O motorista que deixa a capital paulista na manhã desta sexta-feira encontra lentidão em algumas rodovias. Às 8h, a Castello Branco, no sentido interior, apresentava retenção de 52 quilômetros, do km 13 ao km 35, e do km 49 ao km 79. 

Na Régis Bittencourt, o tráfego é lento do km 305 ao km 345, na serra do Cafezal, em direção ao Paraná, por causa do excesso de veículos. A Imigrantes, sentido litoral, apresenta congestionamento do km 28 ao km 32 e do km 40 ao km 43. Os demais trechos seguem com trânsito normal. 

A Presidente Dutra também tem complicações em diferentes pontos. No sentido Rio de Janeiro, a lentidão está do km 121 ao km 117, do km 146 ao km 142, e do km 178 ao km 164. Em direção a São Paulo, há retenção do km 175 ao 178. 

Já na Bandeirantes, o congestionamento rumo ao interior chega a 26 quilômetros. De acordo com a Autoban, o motorista encontra problemas do km 140 ao km 150, do km 86 ao km 93, do km 60 ao km 65 e do km 13 ao km 17. A rodovia Ayrton Senna tem lentidão do km 32 ao km 50 e do km 70 ao km 75, sentido interior. 

As rodovias Fernão Dias, Cônego Domênico Rangoni, Anchieta e Padre Manoel da Nóbrega apresentavam fluxo tranquilo nesta sexta-feira. 

Fonte: Terra 

noticias gerais e, especificamente, do bairro do Brás, principalmente do comércio