Arquivo da tag: MÚSICA

Lana Del Rey lança novo clipe; assista a Shades of Cool

De A Tribuna On-line

N/A

Faixa integra novo álbum da cantora 
A cantora norte-americana Lana Del Rey liberou o clipe do segundo single de seu mais novo álbum, intitulado Ultraviolence. O vídeo, como é usual da artista, é marcado pelo visual retrô com efeitos de imagem que lembram os filmes das décadas de 1970 e 1980.
 
O novo disco, que inclui também as faixas West Coast Brooklyn Baby, contou com a produção de Dan Auerbach, do Black Keys. O trabalho sucede o álbum de estreia Born To Die, lançado em 2012.
 
Confira o clipe abaixo:
 

Torcedora do Acre grava videoclipe para seleção brasileira

Música Hexa Brasil revela amor da aposentada Hilda Lopes pelo País. Videoclipe foi gravado na sua casa; confira

Portal Amazônia

RIO BRANCO – Em ritmo de marchinha de Carnaval, a tarauaquense Hilda Lopes, 60, revelou o amor pela seleção brasileira ao compor a música Hexa Brasil para a Copa do Mundo.  Com criatividade e ajuda da família, amigos e vizinhos a aposentada gravou um videoclipe produzido no dia 1º de junho na própria casa. “Quando vi que meus amigos gostaram da música, resolvi fazer um videoclipe e todos aprovaram”, declara Hilda.

Durante pouco mais de cinco minutos, violino, bateria, trompete e flauta deram ritmo à canção – que premedita a vitória e revela a expectativa que a aposentada sente em relação ao título de hexacampeão, sonhado por ela e pela torcida brasileira. “De verde e amarelo se veste a nação, formando juntos, um só coração”, o refrão declara o orgulho patriota de Dona Hilda, que disse não fazer ideia da repercussão que a composição teria.

Dona Hilda e seus netos, prontos para torcer pelo Brasil. Foto: Fany Dimytria/Portal Amazônia

Estrofe de fácil compreensão, assim é a composição da artista intuitiva que revela que nunca estudou música. A aposentada conta que a inspiração simplesmente surge. “As vezes eu estou quietinha em casa e brota uma frase, um verso, então eu escrevo”, revela.

Gravação

De acordo com a compositora, quase 60 pessoas atuaram na produção do videoclipe. Dona Hilda possui um gosto musical diversificado. Desde Samba de Raiz, até os britânicos Beatles, de MPB a Elvis Presley, o que garante que a inspiração esteja em todo lugar.

Para a neta da aposentada, Fernanda Noronha Dias, de 10 anos, a gravação foi um momento de união. “Brincamos muito, foi bastante divertido. Acho que nem ninguém aqui no Acre conseguiria compor uma música tão legal como minha avó fez”, conta Fernanda

A neta ainda diz ter preferência pelo jogador Bernardo e que, fora o Brasil, também torce pela seleção camaronesa. “Fiz um trabalho sobre Camarões, gostei muito da cultura deles. Se o Brasil enfrentar eles, o coração vai acelerar, eu vou ficar nervosa, mas vou torcer pelo Brasil, com certeza”, garante a jovem.

Dona Hilda e a neta Fernanda, que também participou do videoclipe. Foto: Fany Dimytria/Portal Amazônia

Seleção 

Para a aposentada, a música em homenagem ao Brasil é uma forma de estimular o patriotismo que existe em cada brasileiro. “Acho que temos que valorizar mais o nosso País. Os estrangeiros valorizam mais que a gente, então com essa música evidenciei o amor que eu e minha família sentimos em sermos brasileiros”, explica. A compositora aposta que Fred será a estrela desta seleção e que a escolha de Felipão é ‘a peneira’ dos melhores.

Confira o videoclipe da música Hexa Brasil:

 

Show em que Wanderléa revisita disco que rompe com a Jovem Guarda vira CD e DVD

Ao mesmo tempo, a cantora anuncia lançamento de sua autobiografia

O DIA|LEANDRO SOUTO MAIOR

Rio – Wanderléa, procure saber, não é só a Ternurinha eternizada pela Jovem Guarda, quando protagonizou com Roberto e Erasmo Carlos o movimento musical pioneiro do rock brasileiro nos anos 60. Em sua discografia, há títulos que pouco ou quase nada remetem ao tipo de som que fazia naqueles tempos. Um desses discos é ‘…Maravilhosa’, de 1972, que a cantora revisitou 40 anos depois no Teatro Municipal de São Paulo, atendendo ao convite da Virada Cultural paulista, e que agora sai em CD e DVD pelo selo Coleção Canal Brasil.

Wanderléa durante apresentação no Theatro Municipal de São Paulo

Foto:  Divulgação

 

“Foi um marco, né? Às vezes ficamos estigmatizados como artista de um gênero só, mas o que fiz ali não era parecido com nada que já havia feito”, reavalia Wanderléa. “Com esse trabalho, eu mergulhei em um universo musical novo para mim, misturando o rock com o soul, o samba e o chorinho. As pessoas estranharam muito, tanto o repertório como a performance de palco, eu com uma roupa transparente e o corpo todo coberto de purpurina, era muito ousado. Muita gente não gostou, e na imprensa saiu uma manchete que dizia: ‘Ternurinha, pare agora!’. Mas eu vejo como uma continuidade da minha carreira. Já não era mais uma menininha, eu queria crescer, já era uma moçona.”

A história completa desse que é o seu primeiro lançamento após o fim da Jovem Guarda e muitos outros casos de sua trajetória vão ser contados em detalhes na autobiografia que ela anuncia para este ano. “Esse meu livro está escrito há um bom tempo, já desfiz dois contratos, porque desisti de lançar, mas agora a editora Record me pegou pelo pé e finalmente vai sair”, conta. “Só falta definir o título. Seria ‘Soltando os Laços’, depois mudei para ‘Karma e Glória’, mas ainda não escolhi qual será o definitivo.” 

Claro que, como amiga íntima de Roberto e Erasmo, que ano passado se juntaram a nomes como Gilberto Gil e Caetano Veloso em um grupo que se manifestou contra a publicação de biografias não autorizadas, ela conseguiu o sinal verde dos antigos colegas da Jovem Guarda para seu livro. “Tenho uma vida ao lado de grandes personalidades, e não lançaria sem a autorização deles. Isso faz parte da nossa ética. Ficamos muito arredios quanto a isso porque, desde os anos 60, as pessoas publicam muitas coisas que não são verdadeiras”, explica.

Ela garante, porém, que não vai omitir de seus futuros leitores certas passagens de sua carreira, como quando Baby do Brasil (que, na época, atendia ainda pelo nome de Baby Consuelo) lhe ofereceu maconha (“Passei tão mal que nunca mais quis aquilo…”) ou os ensaios de Elis Regina e Tom Jobim em sua casa, em Los Angeles, para o célebre disco da dupla, que entraria para a história. “Tem um capítulo inteiro sobre isso, chamado ‘Natal em Pasadena’. O Tom passou o Natal comigo, ele ficava ensaiando o ‘Águas de Março’ no piano de cauda que tinha lá em casa”, descreve.

MEU AMIGO ERASMO 

Os três protagonistas do núcleo da Jovem Guarda passaram pela dor de perder um filho, sendo Erasmo a vítima mais recente de tal tragédia, com a morte de Carlos Alexandre, vítima de um acidente de moto. “Sofremos muito, choramos quando falei com ele. Mas temos que continuar”, consola-se ela, cujo filho Leonardo morreu afogado em 1984. “É o trabalho que nos sustenta. A gente tem que aprender a soltar os laços.”

MÚSICAS AJUDAM A APRENDER MATÉRIAS PEDAGÓGICAS

 

A Tribuna|Suzana Fonseca

“Olha que coisa mais linda, mais cheia de graça, é ela, enzima, que vem e que passa…”. Não. Não se trata de um erro de digitação ou desconhecimento da famosa letra de Vinicius de Moraes. A adaptação deGarota de Ipanema poderia não agradar ao Poetinha, mas certamente funciona bem para os adolescentes que assistem às aulas de Biologia da professora Isabel Cristina Lemos da Silva.

“A única coisa que eu deixo claro é que não canto funk”, brinca Isabel, que leciona há 26 anos e sempre utilizou músicas para ensinar. “Costumo fazer musiquinhas ou usar as que a gente já tem. Isso ajuda na memorização. Fica mais fácil”.

A facilidade é tanta que, segundo a professora, alunos cujos pais também já tiveram aulas com ela costumam contar que em casa todos se lembram das músicas. “Eles pegam bem e, ao mesmo tempo, descontrai. Associação é uma coisa importante”.

Músicas

Quem já fez curso pré-vestibular certamente se deparou com pelo menos um professor que utiliza a técnica para ajudar aflitos vestibulandos a memorizar fórmulas, equações e regras que passeiam pela Matemática, Química, Física, Biologia e até pelo Português. Mas o uso de música em sala de aula pode auxiliar alunos de todas as idades e em todas as fases de aprendizagem.

Foi o que descobriu, há cerca de dois anos, o professor de música Bilo Martins, quando suas sobrinhas-netas, as trigêmeas Ana Carolina, Ana Bianca e Ana Beatriz, então com 7 anos, precisaram aprender a tabuada.
 

Bilo compôs músicas para as sobrinhas-netas aprenderem de forma mais fácil

Bilo compôs músicas para as sobrinhas-netas aprenderem de forma mais fácil

“Tenho muita facilidade para composição”, conta Bilo. “Fiz uma música com a tabuada e elas aprenderam. Aí, apareceu o abacaxi da onomatopeia”. A difícil palavra refere-se a um vocábulo que procura reproduzir ou imitar um ruído ou som natural.

A experiência de compor músicas para as sobrinhas-netas aprenderem foi tão boa, que Bilo não parou mais. Até o momento, ele tem 280 composições com regras e conteúdos pedagógicos de Português. E um projeto: quer gravar um CD, por meio da Lei Rouanet, que incentiva a cultura, para que o material seja distribuído nas escolas. “Eu durmo em cima de dicionários”, afirma Bilo. “O idioma é complicadinho. Difícil, ele não é”.

Além do CD, o professor de música quer editar um livro com as letras das canções. Lá, os estudantes terão acesso a 500 onomatopeias, aprenderão como funcionam as locuções adjetivas, acentuação, concordância verbal e nominal, divisão silábica…

“Diversifiquei bastante o ritmo. Tem valsa, forró, samba”, conta Bilo. “Além de pedagógicas, tenho músicas culturais também”.

Fórmulas

Minha terra tem palmeiras onde canta o sabiá. Seno A, cosseno B, seno B, cosseno A”. A famosa Canção do Exília, do poeta Gonçalves Dias (1823-1864), apesar de não ser cantada, é uma mão na roda para alunos que precisam aprender trigonometria, ramo da Matemática que estuda a relação entre os lados e os ângulos de um triângulo.

A tradicional adaptação do poema é usada pelo professor de Matemática Rivaldo Quaresma Leite, nas aulas ministradas para alunos do Ensino Médio e do curso pré-vestibular.
“Os alunos pegam bem. Até quem nunca viu, em cinco minutos, já aplica a fórmula. A memorização é muito rápida”, garante Rivaldo. “Na hora do vestibular, o aluno precisa ganhar tempo para responder as questões e poder se dedicar com calma às mais difíceis”.

Teatro, dança e música compõem lista de espetáculos para Copa em Manaus

Também fazem parte da lista shows de cultura popular, indígena e atrações circenses. Confira

Programação acontece de 1º de junho a 15 de julho. Foto: Reprodução/Facebook-Secretaria Cultura do Amazonas

MANAUS – A Copa no Amazonas será de festa e muita animação. Para isso, por meio de edital público, diversas manifestões artísticas e culturais foram selecionadas para alegrar quem estiver na cidade durante o Mundial de Futebol. Teatro, música, dança, circo, cultura popular e cultura indígena fazem parte da lista com o resultado final dos aprovados, divulgada na quinta-feira (22) no Diário Oficial do Estado.

Cada artista ou grupo fará mais de uma apresentação, em horários, dias e locais que serão divulgados posteriormente pela Secretaria de Estado de Cultura (SEC/AM). “Manaus será não somente a subsede do maior campeonato de futebol do mundo, mas será a capital da cultura. Vamos mostrar o que temos de mais valioso: nossa gente”, afirmou o governador do Amazonas, José Melo.

A lista contempla artistas amazonenses, buscando a valorização do talento regional. “Os turistas que vierem a Manaus terão a oportunidade de conhecer a arte e o talento do povo do Amazonas. Essa é a proposta dessa programação, que mescla diferentes manifestações artísticas e culturais num só período”, declarou o secretário de Cultura do Amazonas, Robério Braga.

A programação cultural, intitulada ‘Amazonas de Todas as Artes‘, acontece de 1º de junho a 15 de julho, durante a Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014, nas unidades culturais da SEC, praças e parques.

 

Aznavour vai comemorar 90 anos cantando em Berlim

Charles Aznavour em cena.

Charles Aznavour em cena|REUTERS|Foto

O ator, cantor e compositor francês Charles Aznavour completa 90 anos nesta quinta-feira (22). Em plena atividade, ele canta nesta noite em Berlim. “Parei de comemorar meu aniversário aos 50 anos”, declarou em entrevista a uma rádio. Ele acrescentou que não vê a hora de chegar aos cem.

“Não sou supersticioso, mas acho bobagem festejar um ano que acabamos de perder”, disse Aznavour. Em 2006, ele começou uma turnê mundial de despedida, que passou pelo Brasil em 2008, repetindo a dose em 2013. Ele deve se apresentar em Paris no começo de 2015. “De três em três anos, para não cansar as pessoas”, declarou.

Nascido Chahnour Vaghinag Aznavourian, no dia 22 de maio de 1924, descendente de armênios, ele foi descoberto por Edith Piaf, acompanhando-a em turnês na França e nos Estados Unidos em 1947 e 1948. A partir daí a carreira decolou, inclusive no exterior. Aznavour compôs mais de 800 cancões, não só em francês, mas também em inglês, italiano, espanhol e alemão.

Cinema

Charles Aznavour também trabalhou em mais de 70 filmes, como “Atirem no pianista”, de 1960, dirigido por François Truffaut. Em 1979, ele atuou no filme alemão “O Tambor”, de Volker Schlöndorff, que ganhou o Oscar de melhor filme em língua estrangeira.

Exilado fiscal na Suíça, Aznavour enfrentou problemas com fisco francês nos anos 1970. Ele recebeu a cidadania armênia em 2008 e no ano seguinte aceitou ser o embaixador da Armênia na Suíça.

Ouça canção inédita de Michael Jackson com Justin Timberlake

De A Tribuna On-line

N/A

Álbum póstumo de Jackson é lançado no dia 13
O primeiro single do novo álbum póstumo de Michael Jackson foi disponibilizado na rede. A faixa, intitulada Love Never Felt So Good, conta com a participação do cantor Justin Timberlake e foi produzida por Timbaland. 
 
O single já está disponível no iTunes e foi executado pela primeira vez no iHeartRadio Music Awards, com um número de dança apresentado pelo cantor Usher. O novo disco póstumo de Jackson, Xscape, chega às lojas em 13 de maio e traz colaborações de Mary J. Blige, D’Angelo e de outros artistas. 
 
Ouça Love Never Felt So Good abaixo:
 

Coldplay divulga canção inédita; ouça A Sky Full of Stars

Novo álbum chega às lojas em 19 de maio

De A Tribuna On-line
 
ImagemA banda britânica Coldplay divulgou o áudio do single A Sky Full of Stars. A faixa conta com participação do DJ sueco Avicii. A música faz parte do álbum Ghost Stories, que será lançado em 19 de maio. A canção é marcada por uma sonoridade mais eletrônica, combinada com o piano característico de Chris Martin. 
 
Ghost Stories será o sexto disco da carreira do Coldplay, e sucede Mylo Xyloto, lançado em 2011. Do novo trabalho, o quarteto já divulgou as músicasOceans, Midnight e Magic.
 
Ouça abaixo a canção:
 

Pharrell Williams divulga clipe da canção Marilyn Monroe ; veja vídeo

De A Tribuna On-line

N/A

Cantor divulgou clipe de seu mais recente CD
O cantor e produtor norte-americano Pharrell Williams liberou o clipe de sua nova música, intitulada Marilyn Monroe. O artista havia anunciado a faixa como sucessora do hit Happy, mas o cantor revelou que também lançará um dueto com Miley Cyrus chamado Come Get It Bae
 
O vídeo ainda traz a participação especial de Kelly Osbourne. Com o lançamento dos singles, Williams dá continuidade a divulgação do álbum G I R L, seu mais recente trabalho, lançado em março deste ano. 
 
Confira a seguir o clipe de Marilyn Monroe:
 

noticias gerais e, especificamente, do bairro do Brás, principalmente do comércio